Coberturas

Brazil Classics Kia Show 2022 – Araxá, MG

Brazil Classics Kiz Show
À esquerda, Rolls-Royce 1937 "The Best in Show"

É luxo só!

Encontro bienal reuniu durante quatro dias o que há de melhor no universo dos carros antigos no Brasil. O prêmio “The Best in Show” foi para o Rolls-Royce 1937 que pertenceu a um membro do Parlamento Inglês

Terminou ontem, 30 de julho, mais uma edição do Brazil Classics Kia Show — que entre os antigomobilistas é conhecido genericamente como o “Encontro de Carros Antigos de Araxá”.

Por causa da pandemia ele não aconteceu em 2020. Como se trata de um evento bienal, a última edição havia acontecido em 2018. Então, os habituais expositores e frequentadores já estavam morrendo de saudades.

Glamour, sofisticação, requinte, exclusividade e pompa são alguns dos adjetivos que definem bem essa exposição que prima não pela quantidade, mas sim pela qualidade dos carros antigos que serão exibidos. Esse ano foram cerca de 300, selecionados pelo Veteran Car Clube do Brasil -MG, o organizador do evento, que teve o patrocínio da Kia Motors.

Uma verdadeira disputa entre os maiores colecionadores do Brasil, cada  um se empenhando para mostrar a cada edição carros mais preciosos e valiosos, e que podemos ter a oportunidade de ver apenas em Araxá. Nos perdoem o clichê: “raridades” no significado máxima dessa palavra. Verdadeiro desbunde para os sentidos dos visitantes.

Então vejamos alguns desses modelos pré-Segunda Guerra!

Brazil Classics Kia Show
Horsch 951A Pullman 1937

Horsch 951A Pullman 1937 – A limusine que pertenceu à família de Getúlio Vargas, depois de seus dias mais gloriosos, teria virado lotação na Baixada Fluminense. Dá para acreditar? A alemã Horch era a marca mais luxuosa das quatro argolas da Auto Union, composta também por DKW, Audi e Wanderer. Esse glorioso automóvel levou o Prêmio FBVA.

Brazil Classics Kia Show
Pierce-Arrow 1703 Imperial Sallon 1937

Pierce-Arrow 1703 Imperial Sallon 1937 – Modelo maior e mais luxuoso dessa marca norte-americana que produziu menos de 800 automóveis neste ano. Aliás, 1937 foi o último ano da Pierce-Arrow, que sentindo os efeitos da Grande Depressão, encerrou suas atividades no ano seguinte.

Brazil Classics Kia Show
Bugatti Type 57 1938

Bugatti Type 57 1938 – Esse carro esporte francês dos anos 1930 poderia ser premiado em qualquer um dos melhores eventos do mundo. Esse ano não foi, pois já havia sido contemplado em edição anterior do evento de Araxá. Por isso recebeu uma homenagem especial.


Cord – Dessa inovadora marca americana, dois modelos. O primeiro um pouco conhecido L-29 1931, que foi o primeiro carro norte-americano com tração dianteira. O segundo um 810 1936, modelo pelo qual a marca ficou famosa e que é diferente de tudo que se produzia na época, contando inclusive com faróis escamoteáveis (há mais de 80 anos!).

Auburn 8-115C 1928

Auburn 8-115C 1928 – A fabricante desse roadster de luxo foi outra que não conseguiu resistir à crise econômica que atingiu os EUA no final dos anos 1920. A Auburn chegou a fabricar cozinhas, numa tentativa desesperada de driblar as dificuldades.  A marca fazia parte da holding que incluía também a Cord e Duesenberg, ambas também já extintas.


Cada qual no seu lugar

Como de costume, a edição 2022 do Brazil Classics Kia Show dividiu em bem definidos setores de exposição os jardins do Tauá Hotel, por marcas modelos ou gêneros.


Entre as muitas picapes, modelos raros como a Hudson Super Six 1946, baseada no sedan de mesmo nome (sim eles já faziam isso naquela época!) e uma pouquíssimo conhecida Mercury M100 1959 canadense, que é a cara de nossa F100 dos anos 1960. É que no Canadá, as picapes Ford foram comercializadas com a marca Mercury. Havia ainda Chevrolets Apache, El Camino, 3100 e as “primas” GMC.

E que demais esse caminhãozinho International LD 1927. Repare que do parabrisa para trás ele é todo em madeira, inclusive a cabine. É que na época os caminhões eram entregues incompletos: somente chassi, mecânica e a parte dianteira, cabendo ao comprador completar o conjunto como melhor lhe conviesse. Já publicamos uma a matéria a respeito.

Superportivos

Brazil Classics Kia Show
Ferraris

Araxá sempre brinda os entusiastas com um verdadeiro festival de superportivos. Quem curte Ferraris, teve um setor inteirinho só delas, com alguns modelos mais modernos e os clássicos como Testarossa, Dino (uma submarca lançada em homenagem ao filho de Enzo, Dino Ferrari, que morreu precocemente), 365 GTB, 365 GT4, entre outras.


Quem é ligado em cinema deve ter percebido o Lamborghini Countach 1989. É que o modelo é idêntico ao prata do recente filme Gucci, estrelado por Adam Driver, que vive Maurizio Gucci (em exibição na Amazon Prime Video).

Havia ainda uma “ilha” de Maseratis, como máquinas incríveis como Ghibli, Quattroporte, Indy e 3500 GT.

Dois esportivos nacionais homenageados


O Brazil Classics Kia Show não esqueceu de prestar homenagem as dois dos mais importantes esportivos nacionais de todos os tempos, ambos fabricados pela Volkswagen. O Karmann-Ghia brasileiro foi lançado em 1962. Portanto, está completando 60 anos. O modelo nasceu na Alemanha em 1955. É um dos mais admirados carros brasileiros de todos os tempos.

Já o SP2 (e seu ‘irmão’ SP1) está completando seu cinquentenário. Foi apresentado no Salão do Automóvel de 1972. É um projeto 100% nacional e hoje tem fãs no mundo inteiro, principalmente na Europa, onde inclusive há clubes dedicados ao modelo.


Anos dourados


Para os fãs da época de ouro dos carrões americanos, presença do símbolo máximo desse período, o Cadillac, com diversos exemplares, inclusive uma limousine Series 75 Conversível 1960 e alguns 1959 com seus amados “rabos-de-peixe”. Para quem prefere linhas mais comedidas, um Continental Conversível 1960, da concorrente Lincoln.

Incrível poder ver lado a lado Packard Caribean 1956, Hudson Hornet 1951, Cadillac 1950, Chevrolet Impala 1960, Pontiac Boneville 1960… na foto acima!

Europeus


Presentes também ao Brazil Classics Kia Show o que há de melhor entre as marcas europeias, com vários exemplares da Rolls-Royce, Jaguar, Alfa Romeo, Mercedes-Benz e BMW.

Eleição da FBVA

Altair Manoel e Augusto Mósca

Como já é tradicional, a Federação Brasileira de Veículos Antigos — FBVA — realizou durante o Brazil Classics Kia Show a eleição de sua nova diretoria. Foi um pleito com chapa única e foi confirmado para a presidência da entidade Augusto Mósca, de Niterói-RJ. Ele já ocupava um cargo da diretoria da FBVA e irá substituir Altair Manoel. A próxima eleição acontece na edição 2024 deste evento.

The Best in Show


Foram premiados 77 dos 300 veículos inscritos. O automóvel que teve a honra de ser encolhido o “The Best” da edição 2022 foi o Rolls-Royce Phanton III Cabriolet DeVille 1937. Ele pertenceu ao membro do Parlamento Inglês Sir John Leigh. Com carroceria Sedanca da Freestone & webb, esse RR tem motor ‘Merlin’ V12, que durante a II Guerra Mundial equipou os caças Spitfire e Lancaster.


Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Jorge Filho


Deixe seu comentário!

Novidades dos Classificados