Colunista Convidado

Eletrificando carros antigos: a Ford Eluminator F100 1978

Ford Eluminator F100

Conceito baseado na picape clássica, foi apresentada no SEMA Show semana passada. Motor é o mesmo do Mustang Mach-E GT Performance Edition, com potência de 480cv

Seguindo os passos de pequenas empresas que trabalham de forma artesanal e os de sua arquirrival General Motors, a Ford fez algo que pode inspirar empreendedores na área veicular: eletrificou uma picape F-100 de 1978.

Trata-se de um carro conceito, batizado de Ford Eluminator F100 1978; a picape foi equipada com dois motores Eluminator, usados no elétrico Mustang Mach-E GT Performance Edition, que dão à F-100 a potência de 480cv, superior à de muitos esportivos.

O veículo recebeu outras alterações, que certamente não agradariam aos fanáticos pela preservação de carros antigos: foram instalados uma tela touchscreen no painel de alumínio personalizado e rodas de 19 polegadas, também de alumínio, calçando pneus Michelin Latitude Sport. Os bancos receberam um sofisticado revestimento de couro verde, que gera um agradável contraste com a cor externa do veículo, cinza com detalhes cobre.

Evidentemente, essa Ford Eluminator F100 não está à venda; hoje, apenas os motores podem ser comprados, ao custo de US$ 3.900. Mas parece que, no futuro, a Ford pretende vender controladores e inversores de tração, baterias e tudo o mais que for necessário para que carros com motorização convencional ganhem uma segunda vida, agora eletrificados.

Fonte: Assessoria de Imprensa Instituto Presbiteriano Mackenzie
Fotos: Divulgação Ford


Veja também

VW Fusca 1500 1973
R$ 38.500,00

VW Kombi 1500 Std 1974
R$ 45.000,00

VW Brasília 1976
R$ 39.000,00

R$ 45.000,00

Willys Rural 4X2 1968
R$ 74.000,00

R$ 80.000,00

BMW 2002 Tii 1972
R$ 220.000,00

VW Apollo GLS 1.8
R$ 24.800,00

Mercedes-Benz 300 SL 1992
R$ 195.000,00

VW Parati Surf 1995
R$ 57.000,00

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Vivaldo José Breternitz

Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor do Programa de Mestrado em Computação Aplicada da Universidade Presbiteriana Mackenzie

Novidades dos Classificados