Repórter Maxicar

VW SP2: criado no Brasil, por brasileiros

VW SP2

Livro “VW SP — a história de um ícone” traz vasta informação técnica e detalhes sobre esse admirado esportivo nacional, que completa 50 anos em 2022. As 320 imagens ajudam a contar a sua trajetória

Há alguns anos o mercado editorial descobriu nos carros clássicos fabricados no Brasil um importante nicho: Opala, linha Dodge, DKW, pick-ups Chevrolet, caminhões FNM, MP Lafer, Karmann Ghia, Maverick, DKW, Simca, Fusca (com várias obras), Gurgel… só para citar alguns, já que hoje a lista de livros sobre essa temática é extensa e o interesse pelo assunto vem aumentando, à medida que o antigomobilismo cresce. Inclusive ao longo dos últimos 16 anos, já publicamos diversas resenhas aqui no Maxicar.

VW SP2 Brasil

A obra é bastante ilustrada


Mas, quase meio século depois de seu lançamento, ainda faltava um livro um que contasse a história de um muito representativo modelo nacional dos anos 1970. Logo ele, que hoje é um dos mais cultuados esportivos brasileiros, admirado aqui e cada vez mais no exterior. Um produto de uma das maiores fábricas de automóveis do planeta, projetado no Brasil, por brasileiros. É claro que estamos falando do VW SP2 — e seu “irmão” menos potente (e raríssimo!), o SP1.

Fã e estudioso

Não falta mais! Acaba de chegar ao mercado, para deleite dos antigomobilistas, o livro “VW SP – A história de um ícone”, De Juan Dierckx, um belga radicado no Brasil desde a infância e que teve uma espécie de encantamento pelo SP2 desde a primeira vez que o viu de perto. “Lembro-me de ter sido informado por um amigo que havia um SP2 exposto na Losi, agência Volkswagen da minha cidade. No dia seguinte de manhã tive que ir para a escola (…). Assim que as aulas acabaram, ao invés de voltar para a casa, corri para a Losi. Ofegante, deparei com um exemplar no ‘showroom’. Foi um momento marcante para mim. Foi quase hipnotizante”, conta Juan no capítulo “O SP e eu”.

VW SP2 Brasil

Os primeiros esboços


Desde então, além de admirador, ele e se tornou um especialista nesse carro que é considerado um dos mais belos VWs de sua época — incluindo os fabricados na Alemanha — e que foi lançado com grande alvoroço no segundo semestre de 1972. Foi criado a pedido de Rudolf Leiding, então presidente da VW do Brasil e que logo se tornaria seu presidente mundial. Responsáveis pelo projeto ficaram Márcio Piancastelli — chefe do Departamento de Estilo — e a dupla José Vicente Novita Martins, o “Jota”, e George Yamashita Oba.

Dividido em 22 principais capítulos, “VW SP – A história de um ícone” trata de todos os aspectos relacionados ao carro: a fase de projetos, recheado de bastidores e fatos pouco conhecidos; as características e todos os detalhes técnicos e mecânicos; as sutis diferenças entre os SPs 1 e 2; a complicada logística no processo de fabricação, que acabou influindo em seu preço final; o tão aguardado lançamento e a comercialização.

O SP3, que nunca ganhou as ruas

Um capítulo fala sobre a versão que nunca saiu do papel: o SP3, que teria motor refrigerado a água de 85hp instalado na dianteira, o mesmo do Passat TS. Essa nova versão chegou inclusive a ser notícia nas revistas especializadas em 1975, mas por dificuldades técnicas a proposta foi engavetada. No entanto, o SP3 acabou ganhando vida pelas mãos da famosa revendedora paulistana Dacon. Mas o projeto era diferente da concepção original e não saiu da fase de protótipos.

VW SP2 Brasil

O VW SP2 dividia a linha de montagem com o Karmann Ghia TC


Capítulo saboroso é o de Curiosidades, que traz dezenas de tópicos curtos com imagens de época, propagandas, o SP nas pistas, seu sucesso no exterior, brindes e miniaturas…

Em formato grande, com 142 páginas, “VW SP – A história de um ícone” tem projeto gráfico caprichado, é impresso em papel couchê e recheado com nada menos que 320 imagens coloridas, muitas delas pouquíssimo conhecidas.

O SP2 foi fabricado até dezembro de 1975, com exemplares vendidos em 1976. Teve produção de cerca de 10 mil unidades. Já o SP1, teve meros 84 carros construídos, o que faz com que algumas pessoas até duvidem que ele de fato existiu.

VW SP2 Brasil

Rudolf Leiding , Márcio Piancastelli e o protótipo de 1971


Valeu a pena esperar! “VW SP – A história de um ícone” é o feliz resultado de muita pesquisa e dados técnicos precisos sobre todos os aspectos desse orgulho automobilístico nacional.

Sobre o autor

Juan Dierckx nasceu em Bruxelas em 1954. Sempre foi apaixonado por automóveis, e desde criança já esboçava seus próprios projetos automotivos (alguns deles, inclusive, estão no livro!). Projetista, desenhista e professor, trabalhou em empresas como a Caio, Pirelli, Brastemp e Furglass, onde participou do desenvolvimento da Furglaine II (lembra dela?).

Durante toda a vida alimentou o sonho de ter um VW SP2, desejo que foi realizado em 1992, com a compra de um exemplar 1976, na clássica cor bege Alabastro, que pertencia a um vizinho.


“VW SP – A história de um ícone”
Formato 21X27cm
142 páginas
Colorido, impresso em couchê

Encomendas diretamente com o autor: juandierckx@gmail.com ou (14) 98837-9683


Veja também

Espalhe por aí!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

ANUNCIE GRÁTIS!