Curiosidades

O Chevrolet Tahoe 2004 que ‘homenageia’ o Bel Air 1957

Bel Air 1957

SUV ganhou linhas retrô do famoso clássico dos “anos dourados”. O resultado?  Bem… você mesmo pode avaliar!

A Linha Chevrolet full-size 1955/1957 — que genericamente chamamos de Bel Air, mas que é composta também por outros modelos — é uma das mais emblemáticas e desejáveis entre os automóveis norte-americanos dos anos 1950, mesmo se comparados a modelos de marcas/modelos de linhagens superiores. Ganharam até a alcunha de “Tri-Five”. E o Bel Air 1957 é provavelmente o mais admirado dos três.

Um norte-americano levou essa admiração às últimas consequências, transformando seu semi-moderno (existe?) Chevrolet Tahoe 2004 em um SUV em estilo retrô, com visual que remete ao Bel Air 1957. Bacana ou bizarro; estranho ou arrojado; brega ou nostálgico? É bem difícil definir o resultado. Preferimos não opinar…

Os originais: Chevrolet Bel Air Sedan e Nomad 1957

Características do tributo ao Bel Air 1957

A pintura em dois tons tem um vistoso verde metálico como cor principal e teto branco.

O capô foi ligeiramente modificado para ganhar os dois adornos em formato de avião (ou seria uma bala?). A grade envolvente ganhou o mesmo padrão do Bel Air 1957 e o mesmo detalhe do centro, com um pequeno farol de cada lado. No entanto, os faróis principais retangulares combinados com setas originais do Tahoe  e que foram mantidos, deram à frente um visual bastante confuso. O parachoque é cromado e procura imitar o do carro dos anos 1950.

Na lateral um friso largo que começa pontudo na dianteira e termina na traseira com o famoso acabamento em aço escovado e frisos finos do Chevy 1957. Não faltou nem mesmo o emblema dourado.

DKW Belcar Rio 1965
R$ 80.000,00

R$ 45.000,00

R$ 45.000,00

VW Saveiro Summer 1996
R$ 80.000,00

R$ 48.900,00

R$ 120.000,00

VW Kombi 1973
R$ 150.000,00

Willys Rural 4X2 1968
R$ 80.000,00

VW Brasília 1974
R$ 22.000,00

Fiat Coupê 1995
R$ 60.000,00

A traseira segue o padrão da Chevrolet Nomad que é a Station Wagon da Linha Chevrolet daquele ano: paralamas “rabo de peixe” com caixas de roda que envolvem parcialmente as rodas, além de bocal de combustível escondido do lado esquerdo. A tampa do porta-malas possui diversos frisos verticais. O parachoque traseiro, na medida do possível, também tenta seguir o estilo original.

A ducha de água fria vem quando se abre a porta. Nada foi alterado, permanecendo como em 2004, com muito plástico e bancos de couro de um sóbrio bege. Bem diferente do estilo vistoso da década de 1950.

Se é para fazer, que seja o serviço completo!

Fotos: Somerset Automotive Network e catálogo Chevrolet

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.