Coberturas

8° Encontro de Carros Antigos de Cachoeira do Campo, MG

Carros Antigos Cachoeira do Campo

Com garra, simplicidade e simpatia

Oitava edição recebeu veículos de 40 cidades, que lotaram o estacionamento do Shopping Jardins Street Mall, nesse distrito de Ouro Preto

Organizar um encontro de carros antigos não é tarefa fácil até mesmo para os grandes clubes, que em geral têm uma diretoria composta por vários membros, que dividem as tarefas e as responsabilidades.

Imagine assumir esse compromisso sozinho, contando apenas com a ajuda de amigos voluntários! Sem cobrar inscrições dos expositores, Cornélio José se dispôs mais uma vez a fazer isso, e realizou no último final de semana — 03 e 04 de setembro — a oitava edição do Encontro de Carros Antigos de Cachoeira do Campo, MG. E o fez sempre com um sorriso no rosto e uma anergia contagiante, apesar das poucas horas de sono dos últimos dias, em um grande esforço seu e de seus colaboradores para que tudo desse certo. E deu!

Cornélio José: garra, simplicidade e simpatia


Esse pequeno distrito de Ouro Preto com população de cerca de 9 mil habitantes, às margens da Rodovia dos Inconfidentes, recebeu antigomobilistas de nada menos que 40 municípios mineiros, que durante dois dias lotaram o estacionamento do Shopping Jardins Street Mall. E assim, o evento movimentou o turismo e o comércio locais, trazendo dividendos para a região.

A exposição


Dois veículos em particular foram os grandes destaques desse evento beneficente, que recebeu doações espontâneas de alimentos (itens de café da manhã). O primeiro o norte-americano Ford Galaxie XL 1966. Esse magnífico conversível pertence ao Museu do Automóvel de Carmo da Mata, que fica distante 180 km da Capital mineira. Possui acervo de 100 automóveis importados fabricados entre os anos 1920 e 60, além de nada menos que 500 relógios. Ele recebe visitantes através de agendamento.

Carro de bombeiro

O outro veículo-sensação foi o caminhão de bombeiros American La France 1959. Ele pertence ao acervo do Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte, onde tem um histórico de importantes serviços prestados. Foi mostrado pela primeira vez ao público em outra cidade. Chegou a Cachoeira do Campo na noite de sexta-feira (02), transportado por um enorme caminhão plataforma. Sobre sua história e características vamos falar em uma reportagem que será publicada nos próximos dias. Não perca!

Outros carros antigos em destaque


  • Opalas – A linha Chevrolet Opala foi uma das com maior número de exemplares. Entre os destaques o coupê Grand Luxo 1974, de Paulo Affonso Salvini, de Petrópolis-RJ, cidade distante mais de 400 km de Cachoeira do Campo. Percorreu uma das maiores distancias para participar do evento.
    E ainda entre os Opalas, dois belos sedans: um Comodoro 1979 e o Diplomata automático 1982. Apenas para citar alguns.

  • Fuscas – Outro modelo com grande de participações, foi o Fusca. Como aliás, acontece em quase todos os encontros de carros antigos. Vicente Magalhães — um colecionador de Conselheiro Lafaiete com oito VWs na garagem — levou seu 1500 1972 ‘amarelo colonial’. O comprou a alguns anos através do Maxicar.
    Muito admirada e rara, a Série Prata de 1980, teve produção de apenas 100 unidades. E um deles, ainda muito bem conservado, esteve no Encontro de Carros Antigos de Cachoeira do Campo.

Réplica Ford Thunderbird: perfeita!


  • Ford Thunderbird 1956 – O ‘Thunder’ da primeira fase é um dos maiores clássicos esportivos norte-americanos, caso desse vermelho 1956 do colecionador Eder Gomes, de Belo Horizonte. Mas, acredite ou não, esse é uma réplica feita aqui mesmo no Brasil. Trata-se de um protótipo 1984 da Glaspac, que pretendia fabricar o modelo em fibra de vidro, de olho no mercado de réplicas do mundo todo. Mas a empresa acabou encerrando suas atividades antes de pôr o projeto em ação. Então, restou esse exemplar único e perfeito, com várias peças do carro original.

  • Limusines – Vira e mexe presenciamos uma limusine em encontros de carros antigos. Mas duas, como vimos dessas vez, é algo mais raro. A branca um nacional Ford Landau 1979, a preta um norte-americano Lincoln Town Car 1987.

Chevette quatro portas e Chrysler Esplanada


  • Chevette 4 portas – Entre os cerca de dez Chevrolets Chevette, um 1979 de 4 portas, versão que por si só já não é fácil de se ver. O carro se torna ainda mais especial quando sabemos que foi comprado zero km pelo avô da atual proprietária. Hoje pertence a Rafaela Magalhães e o odômetro ainda registra 38 mil km!
  • Esplanada – Em 1966 a Simca lançou o Esplanada, um modelo baseado na Chambord, mas com linhas retas, mais modernas. No ano seguinte, a norte-americana Chrysler assumiu a Simca e manteve a fabricação do Esplanada por mais dois anos, com alguns aperfeiçoamentos e alterações de estilo. É o caso desse exemplar branco 1968, já com emblema Chrysler.

Leandro e seu pai. Para curtir a Kombi, ele fez algumas adaptações


  • Kombi adaptada – Em 2015, o jovem Leandro Costa, hoje com 31 anos, sofreu um acidente de carro que o deixou deficiente físico. Ele então comprou essa Kombi 1975 — na qual ele já estava de olho a tempos — e a adaptou para que pudesse ter a satisfação de dirigi-la. Na barra de direção foi instalada uma bem-bolada alavanca de dupla função: acelerador e freio. Como o câmbio é manual, na alavanca de marchas foi instalado um sistema elétrico com botão, que aciona a embreagem na troca de marchas.

Atrações e homenagens

Bem pertinho do local da exposição, no Restaurante Vivenda, aconteceu na noite de sábado (03) um jantar dançante, com cardápio de massas e muita animação.  Começou às 9h e entrou madrugada adentro!


O 8° Encontro de Carros Antigos de Cachoeira do Campo contou com vários shows musicais durante os dois dias, com apresentações no palco no adaptado sobre as carrocerias dos caminhões Chevrolet D60 1977 e GMC militar 1942. Houve ainda uma apresentação especial da Sociedade Musical União Social de Cachoeira do campo, na manhã de domingo.

Homenagem aos clubes


No início da tarde, foram homenageados os representantes de clubes presentes. A cerimônia contou com a presença do prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo, que se encarregou da entrega dos troféus aos homenageados.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Fatima Barenco

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados

Volta Redonda 2024