Curiosidades

Um museu de europeus em pleno Tennesse

O Lane Motor Museum possui acervo de 500 veículos, incluindo motocicletas, microcarros, bicicletas e caminhões

Nashville, Tennesse, a cidade da Country Music. Mais “american way of life”, impossível. E é lá que fica o Lane Motor Museum, que poderia supor-se estar repleto de carrões norte-americanos, como Cadillacs, Chevrolets, Buicks, Dodges… Só que não! Trata-se de um espaço dedicado exclusivamente a veículos fabricados na Europa (embora seja possível encontrar um ou outro “made in Usa” perdido por ali).

Europeus das mais diversas marcas e países neste museu dos Estados Unidos

Lá encontram-se modelos bem conhecidos das marcas tradicionais como BMW, Citroën, Peugeot, DKW, Morris, MG… Mas também coisas raras e exóticas: muitos microcarros, veículos movidos a hélice, carros de três rodas (lembra do Reliant da antiga série Mr. Bean?), carros anfíbios, além de veículos militares, de competição e protótipos.

Carros de algumas marcas que você certamente nunca ouviu falar (e nós também não!). Por exemplo, o austríaco Steyr 50 Baby 1936; os franceses Georges Irat 1938 e Mochet CM 125Y 1956; o inglês Lota 350 Sports 1951; e o sueco Fram King Fulda 1959, modelo que chegou a ser fabricado também em países como Alemanha, Holanda, Grécia, Chile e Índia.

Há ainda automóveis muito estranhos e/ou curiosos, como o Renault Dauphine elétrico de 1959; o Citroën 2CV ‘Cogolin’, de duas frentes, criado e usado por 20 anos pelos Bombeiros daquela cidade francesa; e ainda uma réplica do carro de neve Tatra Aeroluge V855 1942. E por falar em Tatra, o Lane Motor Museum possui nada menos que 23 exemplares desse automóvel incomum, fabricado no Leste Europeu.

São ao todo 500 veículos em seu acervo, sendo conservados sempre cerca de 200 em exposição, que é sempre renovada. Então, você pode visitar o espaço diversas vezes, que sempre terá o prazer de ver novidades. Fundado em 2002, o Museu é mantido com a venda de ingressos — US$ 12,00 para adultos — e através de contribuições de doadores fixos, que anualmente podem ter o privilégio de dar um passeio com algum automóvel pelas redondezas do museu.

Texto e edição: Fernando Barenco

Comentários do Facebook

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp