Curiosidades

Esqueça o Fiat Palio Weekend! Gurgel SuperCross é o primeiro “adventure” brasileiro

Gurgel SuperCross

Baseado no Supermini, ele tinha pneus mistos e uma proposta típica dos carros “aventureiros” que seriam lançados anos depois

Não faz tanto tempo assim! Foi em 1999 que a Fiat lançou aquele que seria o primeiro automóvel do segmento “aventureiro” do Brasil, o Palio Adventure. Uma versão da SW Weekend, com suspensão elevada, pneus lameiros e vários apetrechos e acessórios que davam à perua o visual de off-road. Realmente a performance era melhor em estradas esburacadas, mas faltava um detalhe essencial: a tração integral. Por isso, o Palio Weekend e os diversos outros modelos que foram surgindo nesse segmento (cada coisa bizarra, às vezes!), ganharam o apelido de “4X4 de boutique”.

Gurgel SuperCross: um conceito que surgiu sete anos antes

Gurgel SuperCross foi baseado no Supermini

Mas você sabia que sete anos antes, a inovadora e extinta Gurgel ensaiou o lançamento de um carrinho que foi de fato o primeiro “adventure” do Brasil? O Gurgel SuperCross foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo de 1992 — aliás, foi a última participação da fabricante genuinamente nacional em salões. Baseado no Supermini, ele tinha a carroceria mais alongada, já que a traseira era reta, quase uma minivan. No entanto, na realidade ambos tinham o mesmo tamanho, com comprimento de 3,20m e entre-eixos de 2m.

A traseira não tinha porta, o que abria era o vidro. E lá ficava instalado o estepe. A suspensão era elevada (17,5 cm contra 14 cm do Supermini) e as rodas aro 13 eram pintadas de branco. Os pneus radiais Pirelli eram de uso misto (asfalto/terra) 175 SR13 – 860. Os paralamas eram levemente alargados. Tinha também um rack de teto.

Configuração civil e militar

No mais, a configuração do Gurgel SuperCross era igual a de seu irmão urbano: motor Enertron refrigerado a água de 800 cc e 36 cv, instalado na dianteira, com tração traseira. O câmbio era de 4 marchas. A carroceria era em plástico reforçado com fibra de vidro. Pesava 738 quilos.

Foram fabricados dois protótipos do Gurgel SuperCross. Além do amarelo, uma versão militar ainda mais off-road, com pintura verde camuflada, pneus lameiros, e quebra-mato com guincho. Ele aparece no final do vídeo acima, que mostra o estande da Gurgel no Salão de 1992. A intenção era lançar ambos em 1994, justamente o ano em que a Gurgel fechou definitivamente as suas portas.

Atualmente o protótipo “civil” do Gurgel SuperCross pertence a um colecionador de São Paulo. Não conseguimos descobrir qual foi o destino do “militar”.

Gurgel SuperCross

O protótipo civil participando de evento da marca em São Paulo


Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados

Volta Redonda 2024