Repórter Maxicar

O elegante hot rod Mercedes-Benz 170 S Coupê 1951, construído a partir de um sedan

Hot Rod Mercedes-Benz

De estilo sóbrio e discreto, sua traseira foi inspirada no icônico Chevrolet Business Coupê dos anos 1940

Quando o assunto é hot rod, nos vem logo à cabeça aqueles antigos carros norte-americanos fabricados nas primeiras décadas do século passado: Chevrolet, Ford, Dodge, Plymouth, Mercury, Oldsmobile, Pontiac, Hudson, Studebaker… e por aí vai. Afinal, foi nos Estados Unidos que nasceu a cultura que envolve esses carros potentes, coloridos e com as mais criativas e surpreendentes customizações.  

Um Mercedes-Benz 170 S 1951 original


Mas, recentemente conhecemos um hot Rod que foge à esse estereótipo, já que é baseado em um modelo clássico alemão: o Mercedes-Benz 170 S 1951. Ué, mas ele é um coupê! O MB 170 S não é um bem comportado e careta sedan de quatro portas? Sim! E é esse detalhe que torna esse projeto tão sui-generis.

Fã dos customizados, o aposentado do ramo petrolífero — no qual atuou por mais de 30 anos, dentro e fora do Brasil — Fausto Soares tem outros carros antigos em sua garagem em Juiz de Fora – MG. Alguns prontos, outros em processo de construção. Também pertence a ele a magnífica picape Ford F1 1951 roxa que aparece em algumas fotos, ao lado do Mercedes-Benz que é o assunto aqui. Eles foram fotografados em um recente encontro de carros antigos em Petrópolis – RJ, no qual o hot rod Mercedes-Benz foi uma das grandes sensações.

Como, aliás, já aconteceu em outras ocasiões, como nos contou o próprio Fausto: “Levei o carro no BH Hot Show e os caras ficaram encantados, justamente por ser um projeto bem diferenciado”.  

Além do hot rod Mercedes-Benz 170 S, Fausto Soares é o feliz proprietário dessa bela Ford F1, também de 1951

VW Fusca 1200 1965
R$ 49.000,00

Mercedes-Benz 300 SL 1992
R$ 195.000,00

R$ 45.000,00

Fiat Coupê 1995
R$ 60.000,00

Ford Verona GLX 1.8
R$ 30.000,00

R$ 25.000,00

R$ 45.000,00

Willys Rural 4X2 1968
R$ 74.000,00

FNM Jk 2150
R$ 135.000,00

VW Fusca 1964
R$ 39.000,00


O BH Hot Show acontece anualmente no estacionamento do Boulevard Shopping, em Belo Horizonte – MG. É um dos principais eventos brasileiros no segmento e este ano reuniu mais de 500 veículos. Publicamos a cobertura!

Como nasceu o hot rod Mercedes-Benz 170 S

O processo de transformação e restauração


Tudo começou com a compra de um sedan Mercedes-Benz 170 S 1951 no Sul do Brasil. O trabalho de restauração e customização foi entregue aos cuidados de um profissional de Itajaí-SC. Segundo Fausto “um artesão”, o que de fato pode ser facilmente comprovado pela complexidade do projeto e o resultado final.

A carroceria do Mercedes-Benz foi transplantada sobre o conjunto completo de um Chevrolet Opala, que doou tudo: chassi, suspensão, motor de 4 cilindros, cambio de 5 marchas…

Embora tenha existido uma versão Cabriolet do 170 S, a incrível traseira nesse caso — e que consideramos a grande sensação — foi inspirada em um ícone norte-americano entre os hot rods: o Chevrolet Business Coupê dos anos 1940.

A traseira do Chevrolet Business Coupê foi a fonte de inspiração para a transformação do Sedan


Detalhes do pitoresco hot rod

Da coluna B para trás o carro sofreu uma grande modificação, com a eliminação das portas traseiras. Estribos e paralamas traseiros foram preservados. Na dianteira a grade foi modificada, com moldura pintada de preto e varetas verticais em inox. O parachoque foi dividido em duas partes. As laterais do cofre do motor receberam uma sequência de aberturas de refrigeração entre os dois vincos em alto relevo originais da chapa.

No interior, bancos inteiriços listrados de cinza e preto, no padrão dos bancos Recaro do VW Passat GTS Pointer. Mesmo padrão nas forrações de portas, que tem acabamento em madeira. A alavanca de câmbio é no assoalho. O painel é original, mas com instrumentos mais modernos. Na tampa do porta-luvas há um relógio vintage. O pequeno diâmetro do volante de estilo “banjo” em metal com acabamento em couro é compensado pela direção hidráulica, facilitando as manobras.

Detalhes que fazem a diferença

A combinação de cores não segue aquele padrão chamativo dos hot rods. É sóbria como no carro original, com carroceria bege sólido e detalhes em preto. O charme extra fica por conta das portas de abertura invertida — as famosas “suicidas”, originais do Mercedes-Benz 170 S —; do desenho recortado da frente do capô; do parabrisa basculante com limpador único, instalado na parte superior e de acionamento manual, como nos “calhambeques”.  Não é carro para passear em dias de chuva. É sufoco na certa!

A execução do projeto desse hot rod Mercedes-Benz 170 S foi de primeira. Um carro customizado de muito bom gosto e capricho nos acabamentos, com estilo discreto e elegante, para passear e viajar, sem preocupação com uma alta performance.

Redação e edição: Fernando Barenco
Fotos: Fernando e Fátima Barenco / Arquivo pessoal

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados