MaxiBlog

Barn Find: esse Porsche 356 Pré-A 1953 ficou guardado desde 1968

Porsche 356 Pré-A

Ele é um dos 5.000 fabricados entre 1948 e 1955, mas seu estado de conservação é deplorável

Esse Porsche 356 Pré-A 1953 ficou guardado em uma garagem de Poughkeepsie, no estado norte-americano de Nova York desde 1968. Em estado deplorável, trata-se de um exemplar produzido pela Reutter — empresa alemã que depois iria se tornar a mundialmente conhecida fabricante de assentos automotivos Recaro.

Ele chegou zero km aos EUA pelas mãos do importador especializado em Porsches Max Hoffman. Sua carroceria já é de aço (os primeiros 356 eram em alumínio) e apresenta ferrugem em toda a sua extensão. O pior é o assoalho e chassi, que estão em petição de miséria. O motor está fora do carro e pelos registros não é original, mas é um 1500 do mesmo ano e padrão correto. Naturalmente não funciona… O câmbio já é o de quatro marchas sincronizadas.

Carros, motos, decorações, miniaturas, peças, ferramentas e literatura
(24) 2243-2876 / 98856-2876

Esse Porsche 356 Pré-A preserva o típico parabrisa vincado, dos exemplares fabricados entre 1951 e 1955. Até então, o parabrisa era composto de dois vidros planos unidos por um friso central. A cor original era azul “Azure Blue”, mas na carroceria há indícios de várias outras: preta, vermelha, cinza e amarela. O interior está “pelado” no momento, mas possui os bancos e forrações laterais, tudo para restaurar, naturalmente.

Esse raríssimo Porsche está a venda em leilão online do site especializado Bring A Trailer e o valor de reserva é de US$ 35 mil (R$ 168 mil pelo câmbio atual). Faltando cinco dias para “bater o martelo”, ainda não houve nenhum lance. O valor parece alto pelo estado de conservação, mas um exemplar impecável, com exatamente as mesmas especificações, inclusive a cor, está a venda neste link por US$ 224 mil (equivalente a R$ 1.080.000). Será que compensa a restauração?


O Porsche 356 Pré-A

Feitos a mão

O Porsche 356 começou a ser produzido em 1948 na Áustria, na fábrica da Porsche em Gmünd. Sua carroceria era inteiramente feita a mão, num demorado processo em que os painéis de alumínio eram martelados sobre um molde de madeira. Já falamos sobre isso aqui no Maxicar. Foram produzidos desta forma 52 veículos, dos quais 44 Coupê e oito Cabriolet.

No final de 1949, a produção do Porsche 356 foi transferida para a Alemanha e a fabricação ficou a cargo da encarroçadora Reutter — empresa que em 1963 seria comprada pela própria Porsche e que acabou se transformando na Recaro, a fabricante de assentos.

Inicialmente o Porsche 356 Pré-A era equipado com motor 1.100 de apenas 40cv. Em 1951, foram adicionados motores de 1300 cc e 1500 cc, produzindo 44 e 60cv, respectivamente.


Foi fabricado até 1955 com produção total de 5.135 coupês, entre austríacos e alemães, dando lugar ao 356-A, com várias mudanças em relação a seu antecessor, inclusive o parabrisa, que passou a ser curvo.


Redação e edição: Fernando Barenco
Fotos: Bring a Trailer

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.