Repórter Maxicar

Em verde e amarelo — uma coleção com 130 tratores John Deere

Coleção tratores John Deere

Incrível acervo tem modelos fabricados entre as décadas de 1910 a 1960 reunidos em um curto período. Os tratores foram restaurados com peças originais John Deere e são totalmente funcionais

Hemet fica no Vale de São Jacinto, distante 85 milhas de Los Angeles, Califórnia. É lá que vive há gerações a família de Fred Williams, fazendeiro apaixonado por tratores, sobretudo os da tradicional marca americana John Deere.

O relacionamento da Família Williams com as máquinas agrícolas vem de longe! Começou em 1946, quando o avô de Fred chegou à Califórnia para implementar uma novidade na agricultura da região: a colheita mecanizada de batatas. O negócio prosperou. Na década seguinte o pai de Fred diversificou a atividade, passando a colher também cebolas. Assim, a colheita mecanizada já está na família há quatro gerações.

A aposentadoria de Fred chegou há 10 anos, quando seu filho assumiu de vez os negócios.

Coleção Tratores John Deere

Os netos de Fred também curtem muito seus tratores

De repente, uma coleção

Mas e essa incrível coleção de 130 tratores John Deere verde-amarelos, como manda a tradição da marca? Pela quantidade, imagina-se que ela foi sendo formada ao longo de décadas e décadas. Só que não! Ela teve início há apenas 11 anos. Começou com um  Unstyled B 1937 que Fred encontrou por acaso quando voltava de uma viagem, pouco antes de se aposentar.

Daí para frente a brincadeira de colecionar tratores não parou mais e foi ganhando velocidade à medida em que as pessoas ficavam sabendo que Fred os estava comprando e ofereciam outros a ele.

Praticamente todos foram restaurados, tiveram os pneus trocados e funcionam como se tivessem acabado de sair da concessionária John Deere mais próxima. Cada um deles é ligado e movimento ao menos quatro vezes por ano. Fred se orgulha em dizer que usou somente peças genuínas nas restaurações.

Unstyled B 1937: o primeiro da coleção

São exemplares fabricados entre as décadas de 1910 e 1960. A esmagadora maioria de modelos agrícolas — com pneus — mas há também alguns exemplares com “lagartas”, mais utilizados em outras atividades, como a construção civil.

Os tratores John Deere de Fred foram encontrados nas mais diversas condições: alguns bem preservados, outros trabalhando em fazendas, muitos deles abandonados em celeiros, e houve casos até de serem recuperados de ferros-velhos, caso do 420 Crawler, um de seus preferidos.

Leilão

Agora, toda essa preciosa coleção de 130 tratores será vendida num leilão organizado pela Mecum Auctions, que acontece entre os dias 25 e 27 de março, na cidade de Davenport, Iowa.

Mas se você ficou chocado em saber que Fred Williams, sem nenhum apego, resolveu “torrar” toda a sua fantástica coleção, ele tem uma explicação:

— Eu fiz uma lista e aos 71 anos consegui ter todos os tratores que eu queria”. Agora vou vendê-los e começar tudo de novo. Eu sei que parece loucura, mas eu gosto mesmo é da caçada.

Sobre a John Deere

A John Deere foi fundada em 1837 nos Estados Unidos, no Illinois, onde tem sede até hoje. Começou fabricando arados e hoje é a líder mundial da fabricação de equipamentos agrícolas.
Além de seus famosos tratores verde-amarelos, produz ceifeiras, debulhadoras, semeadoras, equipamentos de forragem, motosserras, equipamentos para jardinagem e para campos de golfe.
Tem filiais no mundo inteiro. No Brasil está instalada desde 1945 e atualmente é responsável por 60% do total das exportações brasileiras de colheitadeiras.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Mecum Auctions

Espalhe por aí!
  • 756
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    757
    Shares

5 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

ANUNCIE GRÁTIS!

Web Stories

Onde foram parar as nossas peruas? Nosso conteúdo um junho – Carros antigos Carros diferentes, nomes iguais