Curiosidades

A saga Chrysler 300 chega ao fim. Veja como ela começou, nos anos 1950

Lançado em 2004, o 300C acaba de sair de linha. A primeira versão nasceu em 1955 e foi marcada por uma “sopa de letrinhas” nos 10 anos seguintes. Confira!

A Stellantis, grupo que hoje controla a Chrysler, decidiu tirar de linha o potente e cheio de estilo Chrysler 300C, modelo lançado em 2004. Para marcar a despedida, foi lançada uma série especial limitada a 2.200 unidades.

Chrysler 300

Chrysler 300C 2023: modelo se despede do mercado

Carros, motos, decorações, miniaturas, peças, ferramentas e literatura
(24) 2243-2876 / 98856-2876

Mas a linhagem do Chrysler 300 começou há praticamente sete décadas — em 1955 para sermos mais exatos — com o lançamento do Chrysler C300, uma versão do New Yorker, que teve produção de 1.725 unidades e foi criado para homologação do modelo nas corridas da Nascar. Além de luxuoso, foi considerado o carro mais rápido de sua época, pois seu motor Hemi V8 de 5.4L rendia 300hp (daí o seu nome).

No ano seguinte foi lançado o Chrysler 300B, inaugurando a ordem alfabética — uma verdadeira “sopa de letrinhas” — que durou até 1965, culminando com o Chrysler 300L. Detalhe: não existiu um 300i (para não confundir com o número 1), pulando do H direto para o J. E não houve também um 300A, já que a saga começou com o C300 (com a letra antes do número mesmo).

Confira quais foram esses pioneiros Chrysler 300!

C300 1955 – O início da linhagem. Modelo de homologação da Nascar, luxuoso e potente


 

300B 1956 – Semelhante a seu antecessor, mas com potência ampliada para 340hp


 

300C 1957 – Novo visual, com grade em forma de trapézio e faróis duplos. Mais potência: agora 375hp


 

300D 1958 – Teve uma versão limitada a 35 carros com injeção de combustível e 390hp. Mas foram recolhidos por falhas mecânicas


 

300E 1959 – Sua principal característica visual era a grade vermelha. O motor passou a ser o novo V8 Golden Lion de 6.8L


 

300F 1960 – Com visual totalmente novo, era equipado com quatro bancos individuais, sendo os dianteiros giratórios


 

300G 1961 – A grande novidade estava da dianteira, com a grade invertida e os inconfundíveis faróis inclinados


 

300H 1962 – A traseira “rabo-de-preixe”, já fora de moda, foi abolida neste ano


 

300J 1963 – O design passou a ser mais convencional e foram vendidos apenas 400 carros neste ano


 

300K 1964 – Nesse ano o motor padrão tinha 360hp. Visualmente poucas mudanças em relação ao 300J


 

300L 1965 – O modelo do último ano da ordem alfabética era bem diferente, ficando maior e com linhas mais retas


 

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.