Repórter Maxicar

Esse é o “moderno” Mercedes-Benz “Asa-de-Gaivota” dos anos 1980

Mercedes-Benz Asa-de-Gaivota

Protótipo construído de forma independente em 1989 foi baseado no coupê 300 CE, que teve também a frente modificada

“Sensacional”, “inconfundível” e “incomparável” são alguns dos adjetivos ouvidos diante de um Mercedes-Benz 300 SL Gullwing, o mais famoso e um dos mais cobiçados modelos da sofisticada marca alemã em todos os tempos. A versão coupê, com suas portas “Asa-de-Gaivota”, superou em estilo beleza e desejo sua irmã conversível. Algo pouco comum de acontecer. Com código interno W198, o Mercedes-Benz “Asa-de-Gaivota” foi fabricado de 1954 a 1963 e foi limitada a apenas 1.400 unidades.

A estupenda versão original dos anos 1950


A Mercedes-Benz somente iria se atrever a repetir seu estilo com o lançamento da SLS AMG, em 2010. Mas, bem antes disso, construtores independentes já sonhavam com uma nova Gullwing. Foi o caso da customizadora Styling-Garage, que em 1982 transformou 57 exemplares da 500 SEC (W126) em modelos “Asa-de-Gaivota”, que foram batizados de 500SGS Gullwing.

“Nossa” Mercedes-Benz Asa-de-Gaivota

Sete anos depois, foi a vez do engenheiro alemão Hartmut Boschert criar a sua versão. Para isso usou como base um coupê 300 CE (W124). Batizado de Boschert B300 ‘Gullwing’, o Mercedes-Benz “Asa-de-Gaivota” moderno (para a época!) teve que passar por diversas alterações em sua estrutura. A coluna ‘C’, por exemplo, teve que avançar 25 centímetros. As soleiras foram alargadas e reforçadas para se adaptar às portas em novo estilo.

E mais: o carro ganhou nova frente, emprestada da geração SL R129, que acabava de ser lançada. O motor de 6 cilindros original foi equipado com dois turbocompressores progressivos e recebeu outras melhorias, chegando agora a 283 cv.

O Boschert B300 ‘Gullwing’ foi apresentado no Salão do Automóvel de Frankfurt de 1989 e chamou muito a atenção do público. O problema é que custava uma fortuna: 186 mil marcos alemães.

Seu criador esperava receber 300 encomendas. Mas seus planos não deram certo. Agora, o único exemplar construído com essa configuração foi colocado a venda em um leilão da RM Sotheby’s, que acontece no dia 25 de novembro em Munique. A expectativa é que o martelo seja batido por valores entre €250,000 e €300,000.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: RM Sotheby’s

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados

Volta Redonda 2024