Repórter Maxicar

Réplica Ferrari de “Curtindo a Vida Adoidado” está à venda

Réplica Ferrari

Ela foi fabricada especialmente para o inesquecível filme adolescente dos anos 1980 e protagonizou cenas em que passa por maus momentos

“Ferris Bueller decide enganar seus pais fingindo estar doente para poder matar aula. Ele convence sua namorada, Sloane, e seu melhor amigo, Cameron, a se juntar a ele no passeio até Chicago, usando a Ferrari do pai de Cameron.” Essa é a sinopse de “Curtindo a Vida Adoidado” um dos mais assistidos filmes adolescentes de todos os tempos. Figurinha fácil na Sessão da Tarde, foi produzido em 1986 e tem no papel de protagonista Matthew Broderick.

Uma Ferrari em apuros

A tal Ferrari do pai do amigo era uma 250 GT California Spider 1961, que na época do filme já era um modelo clássico de 25 anos e que na história ele havia levado três anos para restaurar. Em suma: era o amor da vida do “coroa”.

No entanto, o carro surrupiado por eles passa por vários apuros e acaba sofrendo um acidente épico dentro da própria garagem, atravessando uma vidraça — aliás, essa é uma das cenas mais famosas do filme. Por isso eram necessárias algumas Ferraris para as filmagens, algo que acabaria consumindo todo o orçamento do longa.

Réplica no lugar da Ferrari original

Assim, os produtores de “Curtindo a Vida Adoidado” acharam por bem encomendar a uma empresa chamada Modena Design & Development, com sede na Califórnia, quatro réplicas da caríssima Ferrari, três delas funcionais e a quarta incompleta, para a tal cena fatídica.

Os esportivos italianos “fake” foram fabricados com um chassi tubular com as mesmas medidas do original, carroceria em fibra de vidro e mecânica Ford V8 302 (Mustang e nossos Maverick e Landau). Apesar de o câmbio ser automático, a alavanca manual é tão falsa quanto o resto do carro. É que Matthew Broderick não sabia dirigir com câmbio manual.

Uma dessas réplicas será agora vendida em um leilão promovido pela Bonhams no dia 02 de março, durante o chique evento Amelia Island Concurs d’Elegance, na Califórnia.

R$ 48.900,00

DKW Belcar 1963
R$ 80.000,00

Ford Corcel de Luxo
R$ 30.000,00

VW Fusca 1964
R$ 39.000,00

VW Fusca 1300L 1977
R$ 35.000,00

VW Fusca 1200 1965
R$ 49.000,00

R$ 45.000,00

FNM Jk 2150
R$ 135.000,00

Ford Escort XR3 1992
R$ 29.900,00

Mercedes-Benz 300 SL 1992
R$ 195.000,00

Pagamento por cirurgias plásticas

A história do carro é bastante interessante. Seu proprietário anterior era um cirurgião plástico que recebeu o carro como pagamento por serviços prestados, de um funcionário da própria Paramount Pictures. Ele preservou o carro perfeitamente durante três décadas. Nos últimos anos, a réplica Ferrari ficou guardada sem uso.

Acompanha o carro um documento que atesta a sua autenticidade, assinado pelo próprio estúdio de cinema.  Embora seja apenas uma réplica está cadastrada como Ferrari 1961 no departamento de trânsito do Arizona.

O valor de réplica comparado ao da Ferrari original

A princípio tivemos certa dificuldade para saber que se tratava de uma réplica. É que na página de divulgação no site da casa de leilões, não está explícita de cara a informação de que não se trata de uma autêntica Ferrari, embora também não afirme que seja. Está anunciada apenas como “1985 Modena Spyder California”.

A estimativa é de que seja arrematada por até US$ 450 mil (cerca de R$ 2.380.000). Durante o mesmo evento, mas em outro leilão, organizado pela RM Sotheby’s, uma autêntica Ferrari 250 GT California Spider 1959 também irá a leilão. Mas nesse caso a expectativa é que atinja até inacreditáveis US$ 11 milhões!

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Bonhams

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados