Curiosidades

Miami Vice e o Corvette que virou Ferrari Daytona

Miami Vice Corvette Ferrari

Réplicas do famoso esportivo italiano foram usadas nas primeiras temporadas da série americana dos anos 1980. A Ferrari não gostou nada da história

Quem é dos tempos em que havia apenas a TV aberta e analógica, vai ser lembrar da série Miami Vice, exibida no Brasil pelo SBT de Silvio Santos (e muito divulgada em seu programa de auditório) entre 1986 e 1990.

No “enlatado americano” — como as séries eram pejorativamente chamadas na época — os detetives James ‘Sonny’ Crockett e Ricardo Tubbs, vividos pelos atores Don Johnson e Philip Michael Thomas respectivamente, combatiam os mais variados tipos de malfeitores às soltas pelas ruas de Miami. Se você assistiu, irá se lembrar da famosa Ferrari Testarossa branca, que apareceu a partir da terceira temporada. Iremos falar sobre ela mais adiante.

Miami Vice Corvette Ferrari

A famosa Ferrari Testarossa da série


Mas o assunto dessa matéria é outra Ferraria. A 365 GTB Spyder “Daytona” preta, que participou das duas primeiras temporadas. Fabricada entre 1968 e 1973, não foi batizada oficialmente de “Daytona” pela Ferrari. O apelido foi dado pelos fãs. Por isso as aspas. Teve produção de apenas cerca de 1.400 carros. Seu motor era um V12 “Colombo” dianteiro, com tração traseira. Ia de 0 a 100 km em 5,4 segundos.

E o Corvette virou Ferrari em Miami Vice

Ao criar Miami Vice, seu produtor Michael Mann determinou que os detetives playboys deveriam dirigir um belo conversível. A opção foi a Ferrari Daytona. No entanto, estranhamente, (questão de custo, talvez…) optou por usar réplicas fabricadas por um certo Tom McBurnie. Com carroceria em fibra de vidro e motor V8 350, a Ferrari “Daytona” americana era construída a partir de chassi e mecânica do Chevrolet Corvette C3, novinho na época.  Foram usados dois exemplares na série. Um para divulgação e outro para as gravações.

A Ferrari obviamente não gostou nadinha dessa história e resolveu processar a emissora NBC pelo uso indevido de sua marca. Assim, para dar ao carro uma saída digna da série, ele foi destruído numa explosão no primeiro episódio da terceira temporada. Veja a cena nesse video!

Em retribuição, a Ferrari decidiu ceder para as gravações de Miami Vice duas Testarossa novinhas, dessa vez de verdade!

Mas a cena de destruição foi só de brincadeirinha. Uma das réplicas participou alguns anos depois de uma comédia com o falecido ator John Candy (lembra dele?) e está hoje em um museu americano. A outra foi vendida a um colecionador.

Daytona ‘fake’ a venda


O construtor de carros Tom McBurnie, porém, não se limitou a produzir apenas as duas réplicas usadas em Miami Vice. Não se sabe exatamente quantas foram feitas, mas pode ter chegado a uma centena. Encontramos uma delas a venda no site de carros clássicos Hemmings.com. O conversível aparenta estar em ótimo estado. Tem pintura vermelho vinho com interior em tons de bege, câmbio automático, direção hidráulica, rodas raiadas de cubo rápido e freios a disco nas quatro rodas. O vendedor e a Bob’s Classics, uma tradicional empresa especializada no comércio de réplicas, que pede por essa Ferrari Daytona ‘fake’ US$ 39.900, valor equivalente a R$ 210 mil. Pode parecer caro, mas uma original foi arrematada em um leilão americano no mês passado por US$ 2.200.000. Faça as contas!

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Divulgação e Hemmings


Veja também

Espalhe por aí!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

ANUNCIE GRÁTIS!

Web Stories

Encontros de carros antigos Os carros mais “felizes” do mundo! Onde foram parar as nossas peruas?