MaxiBlog

Mini clássico poderá ser convertido em elétrico pela própria fábrica

Mini clássico elétrico
Espalhe por aí!

Programa “Mini Recharged” foi inaugurado em Oxford – Inglaterra e irá atender proprietários de carros fabricados entre 1959 e 2000 que desejam substituir os motores originais a combustão

Em 2018, o Grupo BMW — hoje detentor da marca britânica Mini — mostrou no Salão do Automóvel de Nova York um exemplar clássico dos anos 1970 convertido em elétrico. Noticiamos isso aqui.  A repercussão foi tão boa, que agora a empresa irá oferecer aos proprietários de Minis clássicos — produzidos entre 1959 e 2000 — a possibilidade de realizar a conversão do motor original a combustão por um 100% elétrico. A alteração acontece em um departamento criado na fábrica da Mini em Oxford – Inglaterra

Batizado de “Mini Recharged” o programa terá uma equipe especializada somente dedicada a isso. O motor elétrico de 121cv gera uma potência contínua de até 90 kW e acelera o Mini clássico eletrificado fará de zero a 100 km/h em aproximadamente nove segundos. A energia é fornecida por uma bateria de alta tensão, que pode ser carregada com uma potência de até 6,6 kW. A autonomia é de 160 quilômetros.


Visualmente o carro permanece praticamente com as mesmas características (a não ser que se abra o cofre do motor, é claro). No bocal de combustível original é instalada tomada para a carga de energia.

Internamente, o único detalhe diferente é que o carro recebe um novo painel de instrumentos, seguindo o design original, que monitora todo o sistema, como por exemplo a carga da bateria.

A BMW informa que todo o processo de eletrificação é totalmente reversível. Cada carro modificado pelo programa Mini Recharged é numerado e seu motor original a combustão é catalogado e guardado na fábrica, para o caso de no futuro o proprietário se arrepender e decidir voltar ao que era antes.

Mini clássico elétrico: sem restrições de circulação

“O projeto quer preservar o caráter do clássico Mini, permitindo que seus fãs desfrutem do desempenho totalmente elétrico. Com o Mini Recharged, estamos conectando o passado com o futuro da marca”, afirmou Bernd Körber, chefe da Divisão Mini.

O objetivo do Mini Recharged é oferecer aos proprietários de exemplares clássicos uma experiência de condução totalmente nova; uma transmissão silenciosa com aceleração instantânea.

E além disso, a possibilidade de entrar com seu Mini clássico elétrico em zonas urbanas restritas — cada vez mais comuns na Europa — onde modelos antigos a combustão — mais poluentes — não são permitidos ou precisam pagar uma taxa ambiental.

A empresa não informou qual será o custo da conversão, mas é algo que ainda costuma ser caríssimo. Além disso, boa parte dos antigomobilistas ainda torcem o nariz para carros antigos eletrificados. Mas talvez seja algo inevitável no futuro.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: BMW Group


Veja também

Deixe seu comentário!

Novidades dos Classificados