MaxiBlog

Presa quadrilha que roubava carros antigos em São Paulo

Os bandidos foram presos em flagrante, quando roubavam uma Caravan e uma Parati. Acredita que eles sejam responsáveis por outros roubos de carros antigos

Há algumas semanas publicamos aqui uma reportagem do programa Balanço Geral, da Rede Record, que mostrava como agia nas madrugadas uma quadrilha especializada no roubo de carros antigos.

Agora, o mesmo programa mostra a prisão em flagrante de três integrantes de uma quadrilha que havia acabado de roubar dois modelos antigos de uma agência de automóveis: uma Caravan e uma Parati. Uma ação que durou apenas 10 minutos. Mais cedo, os bandidos já haviam roubado um Chevette de uma residência próxima. As prisões aconteceram na madrugada do dia 22 de abril.

A Polícia Militar acredita que esse bando é o responsável por grande parte dos roubos de veículos antigos da Capital Paulista.

Espalhe por aí!
  • 2.2K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2.2K
    Shares

14 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Creio que a imprensa não sabe a diferença de “roubo” e “furto”. Tudo é roubo, ou seja, assalto à mão armada ou sob ameaça.

    • Olá Claudio Henrique
      Você está com a razão. De fato, tecnicamente, roubo é um crime em que a vitima sofre ameaça, seja por arma de fogo ou outro instrumento. Já o furto ocorre sem a presença da vítima, como no caso desses carros antigos.
      Ocorre, que genericamente a imprensa costuma usar a palavra “roubo” em ambos os casos, já que é um termo mais popular do que “furto”. Não é falta de conhecimento e sim uma forma de melhor se comunicar com o leitor.

  • Bom dia.
    Todos devemos nos esforçar para falar e escrever corretamente. Ainda mais, quando se passa anos nas faculdades fazendo curso de jornalismo.
    Escrever errado, mesmo que seja mais fácil, mostra que fez a faculdade só para ter o diploma.
    Lembre-se que o jornalista informa e também ensina para que lê ou ouve.
    Silas

    • Na REALIDADE, O “CLICK BAIT” é que é IMPORTANTE…JORNALISTAS NÃO ESTÃO INTERESSADOS NA VERDADE, NOS FATOS ou NO CORRETO USO DA LÍNGUA….O QUE INTERESSA É “VENDER A NOTÍCIA “…o resto é apenas resto..

  • “Forma de melhor se comunicar com o leitor” ?!

    Isso é sério ?!

    Um meio de Comunicação tem obrigação de zelar pela qualidade da mesma.

    Deve ser inteligível e correta, sem ser rebuscada, basta apenas o uso simples das “normas cultas” ensinadas em qualquer escolinha.

    Modismos patéticos e totalmente sem sentido, por vezes atingindo as raias da idiotia, como a famigerada expressão “vítima fatal” contribuem apenas para empobrecer mais ainda o já combalido uso de nossa Língua.

    Entender uma mera CI ou um relatório simples passou a ser um ato de pitonismo, adivinhação, visto estarem repletos de inúteis floreios midiáticos em meio a frases desconexas onde costumeiramente nem mesmo um único sinal de pontuação está presente !

    Quem tem como ferramenta de trabalho a palavra deve zelar pelo bom uso dela, sempre, ao menos por respeito às normas do próprio idioma.

    Lamentáveis tais justificativas paupérrimas como esta dada ao leitor.

    Seja simples, não invente, não rebusque, comunique com correção e precisão.

    É o mínimo que se espera de um profissional das Letras, da Comunicação.

    Ou pretende criar um novo idioma ?

    • Olá Peter
      Obrigado por dedicar seu tempo, fazendo esse longo comentário em nossa matéria.
      Uma dúvida: você é o artista plástico alemão ou o músico clássico?
      Abraço

ANUNCIE GRÁTIS!