Coberturas

1ª Exposição de Carros Antigos do Rotary Distrito 4430 – São Paulo, SP

Arrasou!

Evento beneficente no Campo de Marte surpreendeu, reunindo mais de mil veículos clássicos. Presença de muitos importados raros

Uma grata surpresa a primeira edição da Exposição de Carros Antigos do Rotary Club – Distrito 4430, que aconteceu nos dias 23 e 24 de março — sábado e domingo — no Campo de Marte, na Capital Paulista. Estima-se a participação de mais de mil veículos antigos, incluindo modelos pouco vistos habitualmente nos encontros. Detalhe: alguns com dois ou mais exemplares. Quer ver?

Acima, Chevrolet El Camino 1960 e Cadillacs dos anos 1960. Abaixo DMC DeLorean 1981

É o caso do Chevrolet Corvette da primeira geração, aquele fabricado até o iniciozinho dos anos 1960. Eram nada menos que cinco desses ( quatro na foto principal). Sem falar em exemplares mais modernos do esportivo. Do rival Ford Thunderbird, também da primeira fase, foram três. Cadillacs? Figurinhas fáceis! E sabe aquele Chevrolet Impala 1959, famoso por sua traseira ‘asa de gaivota’? Eram pelo menos dois. Além de vários outros Chevrolets Impalas e Bel Air desta mesma época, incluindo uma pick-up El Camino 1960. Coisa mais linda! Figurinhas repetidas também entre Mustangs, Fords Modelo A, Mercury Cougar… Já ia esquecendo! Uma dupla do imortal DMC DeLorean, o esportivo de aço escovado da trilogia cinematográfica ‘De volta para futuro’.

Acima, um belo time de Citröens. Abaixo, os aristocráticos Rolls Royces e Jaguar

Mas note que até agora falamos de carros americanos. Entre europeus o fenômeno da repetição também aconteceu. Caso do magnífico Jaguar Mark V, com exemplares fabricados em 1949 e 1950. Da francesa Citroën, nada menos que três ‘sapudos’ DS da década de 1970, além de dois Traction Avant e de quebra um SM, equipado de fábrica com poderosa mecânica Masserati. A Citroën está completando 100 anos.
A Rolls Royce foi representada por quatro modelos, incluindo um Silver Wraith de 1948, mesmo modelo do famoso conversível de nossa Presidência da República.

Hudson Hornet 1951 e Plymouth Barracuda 1972


Deixando de lado as duplicatas, entre os americanos, vale a pena citar também o Furgão Chevrolet Woodie 1952; o Buick LeSabre 1959; o Hudson Hornet 1951 caracterizado como o personagem do filme ‘Carros’ (aliás, conheça a história do ‘Fabulous Hudson Hornet’!); o Chrysler New Yorker 1966; os ‘primos’ Muscle Cars Plymouth Barracuda 1973, Dodge Challenger 1973 e Plymouth Road Runner 1972; e o Modelo B Roadster 1932, carro que lançou o motor V8 da Ford.

De Tomaso Pantera e DKW 1000 SP


E o leque de europeus foi variado também: um pouco conhecido Bristol 400 Sallon 1948, cuja grade é muito parecida com a dos BMWs daquela época; o De Tomaso Pantera 1974, o esportivo italiano com motor americano da Ford; Fiat 1800 1960; Mercedes Benz 170S 1951; DKW 1000 SP 1961, cujo design foi ‘inspirado’ no americano Ford Thunderbird; Porsche 911 1979, e finalmente o gracioso BMW Isetta 1958.

Maverick SW 1978 e Simca Chambord (em primeiro plano)


Claro que não podemos esquecer os modelos nacionais, cuja participação não deixou nada a dever aos importados. Teve Simca Chambord 1962 e Jangada 1966 (a primeira Station Wagon brasileira!); entre os Opalas, um SS 1974; vários exemplares da valorizada Kombi; uma raríssima SW Maverick, versão fora de série criada pela Souza Ramos e cujo teto era o mesmo da Caravan; nada menos que sete (não é conta de mentiroso) Willys Interlagos todos da versão Berlineta e de quebra um Conversível; um destacado time de VW SP2; Brasílias, Variants, Fuscas, Tls, Corcéis, Karmann Ghias…

Nas redes sociais o Rotary Club Distrito 4430 já prometeu repetir a dose no ano que vem. Tomara!


GALERIA DE IMAGENS


Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Odair Ferraz

Espalhe por aí!
  • 20
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    20
    Shares

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados