Fernando Barenco

A placa preta acabou! E agora?

Começou a troca das placas de licença. Como vamos chamar os “De Coleção”?

Calma! Esse título meio alarmante foi só para te chamar a atenção. É que entrou em vigor na semana passada a troca das placas de licença antigas pelas novas, válidas para todos os países do Mercosul. Começou pelo Rio de Janeiro e gradativamente vai ser adotada nos outros estados. Os zero km já vão receber as novas placas automaticamente. Os carros usados — incluindo os antigos originais e com mais de 30 anos — receberão as novas placas gradativamente, à medida que forem sendo transferidos de cidade/estado ou propriedade.

Então, de fato a placa preta acabou. Acabou o objeto, aquele retângulo de metal, com 3 letras e quatro números cinzas, em fundo preto. Mas o conceito de “Veículo de Coleção” permanece exatamente o mesmo. Para ele, as novas placas tem fundo branco (como as demais) com letras e números em cinza. Agora, são as s cores de letras e números que variam de acordo com a categoria.

O novo sistema tem uma característica que deixou muito antigomobilista chateado: o carro, seja ele de coleção ou não, não poderá mais ter placa com o ano de fabricação. É que na conversão, o segundo número à esquerda é substituído por uma letra. Por exemplo: carro com a placa ABC 1970 passará a ser ABC1J70. Chato não? Mas não é disso que trata esse artigo.

A questão é? Como passaremos a chamar no dia a dia os “Veículos de Coleção”? Sim, porque hoje ninguém fala “Veículo de Coleção” e sim “VEÍCULO DE PLACA PRETA”. E agora, que a placa não é mais preta e sim branca com letras e números em cinza?

“Placa Cinza” não dá, já que o fundo é branco. “Placa Branca com Letras e Números Cinza” é inviável. Grande demais! Será então que “Veículo de Coleção”, como é o nome oficial, vai finalmente ‘pegar’? Pessoalmente, acho que a expressão pode criar certa confusão, já que qualquer veículo que integre uma coleção pode ser considerado “De Coleção”, independente da placa.

Sei lá…! Penso que os antigomobilistas vão continuar falando “VEÍCULO DE PLACA PRETA”, independente  dela não ser mais de fato preta. Uma espécie de código secreto entre eles, para lembrar que um dia foi assim. Os leigos ficarão intrigados. Mas os entendidos, entenderão!

Alguma sugestão?

Fernando Barenco

É editor do Portal Maxicar. Emails para essa coluna: fernando@maxicar.com.br

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp