MaxiBlog

Muito além das fronteiras gaúchas: “Norberto Jung — Ás do Automobilismo”

Norberto Jung

Livro retrata a carreira do piloto que teve seu nome escrito na história do automobilismo brasileiro, principalmente pela vitória numa prova de longa distância na década de 1930

“A cidade parou. Teve ponto facultativo e os alunos foram liberados dos afazeres escolares. Os conterrâneos queriam aplaudir Norberto Jung, o campeão do Raid Montevidéu-Rio de Janeiro. Jung era o assunto das conversas. Estampava os jornais e as rádios repercutiam sua façanha. Cerca de 40 mil gaúchos prestaram homenagens, em comemoração sem precedentes, que atingiu o ápice na Praça da Alfândega. A multidão seguiu até a Praça da Matriz, onde o governador do estado, o general Flores da Cunha, o recebeu no Palácio, entre berros e aplausos respeitosos. Em 19 de abril de 1937, não houve silêncio em Porto Alegre.”

Esse texto publicado na “orelha” de capa do livro “Norberto Jung — Ás do Automobilismo”, dá uma ideia da importância desse piloto para o automobilismo gaúcho e nacional, nas primeiras décadas do século passado.

O porto-alegrense, filho de um comerciante de tecidos nasceu em 1903 e teve sua vida desde cedo ligada aos automóveis. Em 1928 inaugurou a Ribeiro Jung, que viria a se tornar uma das mais longevas revendedoras Ford do país, encerrando suas atividades em 2020.

Sua história nas corridas tiveram início ainda na década de 1920, tendo destaque não apenas nas pistas, mas também em provas de rua, de curta e longa distância.

Nessa biografia de autoria de Demetriou Neto — recheada de imagens e reportagens da época — vemos que Jung foi muito além das fronteiras do Rio Grande do Sul, tendo participado por duas vezes do Grande Prêmio do Rio de Janeiro, a famosa corrida internacional do Circuito da Gávea — que ficou conhecido como o “Trampolim do Diabo” — tendo terminado no honroso quinto lugar na edição de 1936 com seu Ford V8. A prova disputada por 39 pilotos do Brasil e outros países, foi vencida pelo Bugatti do argentino Vittorio Coppoli.

Mas o ápice da carreira de Jung aconteceu no ano seguinte, com sua vitória no Raid Internacional de Regularidade Montevidéu – Rio Janeiro, uma difícil prova de longa distância, com 3.200 km percorridos em oito dias. Esse grande feito — cuja repercussão é transcrita no primeiro parágrafo dessa matéria — é contato em detalhes e com muita objetividade no livro “Norberto Jung — Ás do Automobilismo”.

DKW Belcar S 1963
R$ 69.900,00

Willys Rural 4X2 1968
R$ 74.000,00

Willys Jeep CJ2A 1948
R$ 105.000,00

FNM Jk 2150
R$ 135.000,00

MG TD 1953
R$ 190.000,00

Alfa Romeo 2300 Ti4 1985
R$ 95.000,00

R$ 14.000,00

VW Brasília 1974
R$ 22.000,00

R$ 215.000,00

R$ 36.000,00

No vídeo abaixo, do Canal Volta Rápida do Youtube, o autor do prefácio, Paulo Abreu, comenta sobre a obra.


Norberto Jung: Ás do Automobilismo

  • Autor: Stephanos Demetriou Stephanou Neto
  • 132 páginas
  • Contém fotos e reportagens de época
  • R$ 60,00 (valor do frete incluso para o Brasil)
  • Encomendas pelo Whatspp: (51) 99462-6757

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados

Volta Redonda 2024