Repórter Maxicar

Stellantis Heritage mostra Abarth Classiche 500 Record Monza ’58 no “Milano AutoClassica”

Abarth Classiche 500 Record Monza '58

Criado a partir de um Fiat 500 1970, carro único celebra o centenário do Autodromo de Monza, onde a Abarth acumula sucessos e records de velocidade

O departamento Heritage da Stellantis participa na 12ª edição do Milano AutoClassica (Fiera Milano, 18 a 20 de novembro), evento focado em veículos clássicos e esportivos e uma referência para entusiastas, colecionadores, museus e clubes.

Records em Monza

Uma oportunidade para apresentar a mais recente criação da equipe Heritage: o Abarth Classiche 500 Record Monza ’58, um automóvel criado para celebrar o centenário do Autodromo de Monza, “templo de velocidade” italiano onde a Abarth tem acumulado inúmeros sucessos. Entre os registos mais significativos, destacam-se os seis recordes de velocidade e de resistência alcançados numa única semana de fevereiro de 1958, a bordo do primeiro Fiat 500 desenvolvido pela “Casa do Escorpião”, sob a cuidada supervisão do próprio Carlo Abarth.

Daí o nome deste exemplar único, produzido com base num Fiat 500 de 1970, recorrendo a tratamentos estéticos e mecânicos específicos. A decoração exterior “Monza ’58” recorda o tom verde do modelo que bateu recordes em Monza, a mesma cor usada pela Abarth em 2019 no seu mais recente Abarth 695 70° Anniversario. Esta decisão é uma prova de como a atual ligação entre o 500 Abarth e Monza permanece no tempo.

Abarth Classiche 500 Record Monza ’58 : um tributo

O Fiat Nuova 500 desenvolvido por Carlo Abarth para os recordes de 1958 serve de inspiração não só para a decoração exterior deste automóvel de tributo, mas também do interior, que possui o mesmo tecido e costura contrastante da primeira série dos modelos 500, produzidos desde 1957. O mesmo contraste também pode ser visto nos painéis e laterais dos bancos de competição únicos (uma homenagem ao recorde do 500, versão monolugar de modo a reduzir o seu peso).

A instrumentação é totalmente abrangente: para além do volante em madeira e o painel Jaeger característico dos modelos históricos da Abarth, inclui um prestigiado relógio dessa mesma marca, com bateria para oito dias com uma única carga, reminiscência daquela movimentada semana em Monza, quando um conjunto de incríveis recordes foram alcançados.

Os pisos despidos e o teto rígido aerodinâmico, também são claramente inspirados nas corridas, assim como o par de faróis adicionais.

Kit Abarth

Também a sua mecânica é especial: o modelo está afinado para ser especialmente esportivo, encontrando-se dotado do motor de dois cilindros do Fiat 500, elevado a uma cilindrada de 595 cc, com o Abarth Classiche 595 Tuning Kit. Reproduzido com as mais recentes tecnologias, o ‘kit’ é inspirado na versão desenvolvida pela “Casa do Escorpião” em 1963.

Os emblemas — incluindo o “Record Monza”, exclusivo deste espécime único — completam o verdadeiro conjunto de joias presentes nesse automóvel verdadeiramente especial, numa homenagem digna de uma instituição como o Autodromo de Monza.

Texto e fotos: Stellantis Europa – Heritage Communications


Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados

Volta Redonda 2024