Clássicos em video

Roubo de carros antigos alimenta o mercado de peças usadas

Reportagem do programa Balanço Geral-RJ alerta os antigomobilistas para os cuidados que devem ser tomados com o carro antigo e a compra de peças

O número de carros antigos roubados ou furtados vem aumentando em todo o Brasil. Ironicamente, via de regra esse tipo de veículo é desmontado para a retirada de peças que alimentam o movimentado e lucrativo mercado de peças de reposição para carros antigos, já que peças originais novas são quase impossíveis de serem encontradas.

Esta reportagem do Programa Balanço Geral-RJ usa como exemplo o roubo de uma pick-up VW Saveiro 1991, furtada essa semana no bairro do Rio Comprido, para alertar os colecionadores de carros antigos para os cuidados a serem tomados para minimizar os riscos de eles serem levados pelos bandidos.

Adverte também para esse mercado clandestino de peças de reposição — em geral vendidas sem nota fiscal — e que que funciona paralelamente ao de peças usadas legais e de procedência, adquiridas por comerciantes idôneos. Tal e qual acontece com peças usadas para veículos semi-novos.

Seguro é quase impossível

A reportagem entrevista Sérgio Pinheiro — que além de ser um profissional do ramo de seguros, é o atual presidente do VW Clube RJ. Ele lembra que carros antigos dificilmente possuem seguro contra roubo, já que o valor é proibitivo.

E há ainda o fato de que muitas vezes as seguradoras simplesmente não aceitam segurar veículos cujo valor de mercado não conste da Tabela FIPE, já que em caso de roubo ou furto não há uma base de cálculo, o que acaba gerando disputa judicial entre seguradora e consumidor. Na FIPE só é possível encontrar valores de modelos fabricados até 1985. Mas só de alguns deles. E geralmente os valores informados são totalmente fora da realidade dos valores do mercado de carros com padrão de coleção.

Quando você compra para seu carro antigo uma peça usada cuja origem é desconhecida, incentiva esse mercado clandestino e consequentemente o aumento do número de veículos antigos roubados. Um círculo vicioso.  E amanhã a vítima pode acabar sendo você!

Além disso, aquela peça que faltava em seu carro e que você comprou sem saber de onde veio, pode ter sido tirada do carro antigo de um companheiro de clube ou mesmo de um amigo antigomobilista, que teve seu xodó roubado alguns dias antes. Pense nisso!

Video: Portal R7
Texto e edição: Fernando Barenco


Espalhe por aí!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

ANUNCIE GRÁTIS!