Clube News

18 de Abril de 2021 – Cinquentenário do Clube do Fordinho – Brasil !

18 de Abril de 2021 - Cinquentenário do Clube do Fordinho – Brasil

Dizer algumas palavras sobre um Clube de Carros Antigos que faz 50 anos de fundação, pode parecer fácil, mas não é não !  Precisaríamos voltar ao passado, para assistirmos um filme de aventuras, no caso de não termos participado da história ou, de darmos asas à nossa memória, para reviver a nossa história junto aos amigos pelas estradas do tempo!

Nunca penso com nostalgia ao ver fotos e filmes do passado do Clube.  Apenas me sinto muito feliz por poder dizer, que eu também pertenço à uma parte desta história e que,  junto aos muitos companheiros e amigos de jornada, sempre respeitei e valorizei os princípios fundamentais deste grande Clube, que são a amizade, o espírito de fraternidade e o companheirismo, unidos pelo nosso hobby, que são os carros antigos.

Para não incorrer em deslizes da memória, não vou citar os nomes dos grandes amigos do Clube, que tanto me ensinaram e ajudaram durante os últimos 22 anos  em que tive o prazer de ter sido Diretor por 8 anos e tenho agora, a honra de ser Presidente há 12 anos.  Mas, farei sim, uma exceção e quero citar aqui o nome de meu amigo e irmão, Mateus Polizel, com quem divido a condução dos destinos do Clube há 21 anos.  Este é o maior exemplo dos muitos amigos que conquistei no Clube e no coração. Um amigo e parceiro leal e trabalhador, que nunca mediu esforços para o bem do Clube!

Nosso Clube é reconhecido e respeitado no meio antigomobilista do Brasil, pelo seu trabalho e esforço contínuo na preservação da memória e na história do Carro Antigo. Temos grandes parceiros em países da America do Sul e somos reconhecidos pelo maior Clube de Fordinhos dos Estados Unidos, o Mafca ( Model A Ford Club of America )

Parabenizo os 50 anos do Clube, aplaudindo e agradecendo a cada associado que temos, em 18 Estados do Brasil, pois vocês todos é que são e continuarão sendo, o Clube do Fordinho – Brasil!

Longa vida ao Clube!

Augusto Geraldini

História da fundação do Clube do Fordinho - 1971 - 2021 : 50 anos de estradas !

No final dos anos 70, o publicitário Renato José Ribeiro Perracini, já era proprietário de um Ford 1929, modelo A.  Renato admirava este modelo desde seus tenros 4 anos, quando os via passar da sacada da casa de sua tia, na Rua Vitória, próximo à Rua Santa Ifigênia em São Paulo.  Sua tia sempre lhe perguntava, qual carro ele queria ter quando crescesse:  Cadillac, Buick, etc,  ao que o garoto sempre respondia, apontando para algum Fordinho que estivesse passando.

Passados 26 anos , Renato, já casado, conseguiu realizar seu sonho. Comprou um Fordinho e o usava não só para passear, mas também no dia a dia, para trabalhar inclusive, tal eram o prazer e a confiança naquele carro já  “quarentão “.

Renato começou a notar que os Fordinhos estavam sumindo das ruas e, soube mais tarde, que muitos deles estavam sendo sucateados e que ninguém mais lhes dava valor.  Constatou a dura realidade dos desmanches e ferros-velhos,  lotados com seus queridos Fordinhos, fora uma notícia de que muitos estavam sendo exportados !

Renato, em conversa com seu irmão, Ney Perracini, que era médico e também proprietário de um Fordinho, falou sobre a triste situação e de uma idéia que tinha para tentar reverter aquela realidade.  Queria criar uma Associação de proprietários de Fordinhos, para poder preservar este modelo.  Ney, não só aprovou a idéia, como também foi o maior incentivador para que Renato a coloca-se em prática o mais rápido possível.

Com a idéia e o impulso do irmão, Renato convidou alguns amigos e conhecidos, para, juntos, formarem um Clube de Carros Antigos.  A reunião inicial aconteceu na casa de Ney, no Bairro do Tucuruvi em S. Paulo, na data de 18 de Abril de 1.971, onde estiveram presentes, suas esposas, Elisabeth e Ida e alguns amigos, como os Srs. Roberto Sayegh, Dilermano Zanella, Milton Medina, João Werneck e outros.  Na reunião, foi exposta a idéia da criação da Entidade para evitar o desaparecimento dos Fordinhos, que estavam sendo abandonados em quintais ou esquartejados em desmanches em todo o Brasil.

Renato envolveu a todos com sua vontade férrea de salvar os Fordinhos e estimular seu uso, além de promover sua  restauração, preservar sua cultura, garantir a disponibilidade de suas peças e acessórios e formar uma grande família em torno dele.

Em poucas semanas, o pequeno grupo de amigos começou a transformar uma vaga esperança em alegre realidade.  As primeiras reuniões públicas do novo Clube, foram realizadas em uma sala da Escola de Enfermagem, cedida pelo Hospital São Paulo.  Nestas reuniões foram criados o nome do Clube; sugerido pelo sócio, o Sr. João Werneck e foram criados os Estatutos, redigidos pelos irmãos Perracini. O logotipo do Clube, baseado no painel de instrumentos do Fordinho, foi criado por Miltom Medina, sócio que compareceu sómente nas três primeiras reuniões e que era Diretor de Artes de uma agência de publicidade.

A originalidade da idéia e sua farta divulgação colocaram o Fordinho no centro das atenções, pois o grupo promovia Encontros, Desfiles pela Cidade, Passeios e Pic-nics com as famílias, criando assim, novas amizades e novos adeptos, sempre em torno dos Fordinhos, que começaram  a ser resgatados, reacendendo o gosto das pessoas pelas boas coisas do passado.

O Clube, que iniciara suas atividades com menos de dez pessoas, passou em poucos meses a contar com a participação de dezenas de novos associados, vindos de vários bairros da Capital, do Interior e até de outros Estados. Com certeza, eram pessoas com os mesmos ideais e o Clube do Fordinho lhes proporcionava o ânimo necessário para que seus automóveis voltassem a ser  reconhecidos, valorizados e preservados, como sempre mereceram, ganhando as ruas e a admiração de todos e conquistando o entusiasmo de pessoas de todas as idades.

Para estes corajosos personagens dos anos 70, sua missão foi cumprida com arrojo e lealdade, pois conseguiram plenamente seus objetivos, recolocando no curso da História do Brasil, um de seus símbolos, pois que o Fordinho, ajudou a desbravar nossos sertões, atravessando terrenos, onde nenhum outro carro chegava, levando pessoas e matéria-prima para o nosso progresso.

Os irmãos Perracini dirigiram os destinos do Clube até o ano de 1.973, quando nova Diretoria assumiu os rumos e novas conquistas. De lá para cá, muitas Diretorias se sucederam e, todas, de uma forma ou de outra, deram continuidade à idéia original, sempre trabalhando para reunir cada vez mais pessoas em torno dos Fordinhos.

Nestes 50 anos de realizações, o Clube se expandiu por quase todo o Brasil, tendo associados em mais de 150 Cidades e em 19 Estados da Federação.  Se somásse-mos os Fordinhos de todos os sócios já inscritos em nosso cadastro, atingiríamos um número de aproximadamente 2.500 veículos.  O Clube tem um dinamismo ímpar entre seus congêneres, pois mantém seus associados em constante movimentação, ou seja, programa e realiza passeios e viagens pelos quatro cantos do País e fora dele, sempre desafiando aqueles que não acreditam na resistência e versatilidade deste fantástico automóvel, criado pelas Indústrias Ford.

Todos os anos somamos dezenas de novos sócios e admiradores, ampliando sempre nossa  ” família ”, cuja casa nunca fica pequena, pois os Fordinhos estão espalhados por todo o País e nossos amigos também.

O sonho dos irmãos Perracini ainda está vivo.  Suas idéias continuam sendo desenvolvidas e aprimoradas pelas novas gerações, sempre respeitando seus princípios.  Eles lutavam na época pela preservação de um carro com 43 anos e, hoje, nós fazemos o mesmo, com carros de mais de 90 anos.

Henry Ford era empreendedor e visionário e raramente errava em suas predições, mas, felizmente, errou ao dizer que o Modelo A, iria durar 60 anos após sua criação. Já estamos com mais de 30 anos à frente e temos certeza de que passaremos dos 100 anos !

Após a rápida expansão e divulgação do Clube, muitos antigomobilistas do país queriam se associar, porém, não possuíam um Fordinho.  Este detalhe não teve a menor importância e o Clube do Fordinho passou a receber com muito carinho, todos os proprietários com seus Carros, Motos, Caminhões e Lambrettas, de todas as Marcas, Modelos e Anos, pois o que realmente conta são as amizades que fazemos, a partir de nossos veículos antigos !

Augusto Geraldini  –  Presidente

Clube do Fordinho – Brasil   – 1971 – 2021
50 anos de tradição, trabalho e dedicação
www.clubedofordinho.com.br

Texto: Augusto Geraldini  – Presidente do Clube do Fordinho
Edição: Fatima Barenco


Veja Também

Espalhe por aí!
  • 82
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    83
    Shares

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário