Repórter Maxicar

Conheça o super Omega desenvolvido pela Lotus

Lotus Omega

O Lotus Omega já foi um dos carros de rua mais rápidos do mundo. Com o mesmo motor 3.0 do Omega brasileiro, mas com 377cv, teve produção de 950 unidades e hoje seu valor pode chegar a quase R$ 500 mil

Era o finalzinho dos anos 1980 e a marca inglesa Lotus pertencia então à General Motors, que na Europa era representada pelas marcas Vauxhall (Inglaterra) e Opel (Alemanha).

A GM queria dar ao Opel Omega — lançado em 1986 — uma pegada mais esportiva e de performance, a exemplo dos modelos AMG da Mercedes Benz; Abarth da Fiat; e M da BMW.

O projeto foi então entregue à Lotus. O objetivo era fazer um upgrade no sedan 4 portas de grande sucesso, mas mantendo as suas características originais. A nova versão foi batizada de Lotus Omega Type 4 Sports Sallon e foi fabricada na sede da Lotus em Hethel, Inglaterra.

O mesmo motor do brasileiro, mas bem apimentado

Seu motor era o mesmo Opel 6 cilindros 3.0 alemão do carro convencional. Esse motor, aliás, equipou também a versão brasileira do Chevrolet Omega CD em seus primeiros anos.

Lotus Omega

O motor era basicamente o mesmo 3.0 de 6 cilindros que foi importado para o Brasil e equipou nosso Omega CD

Mas no caso da versão Lotus, ele ganhou dois turbocompressores Garrett T25, além de virabrequim forjado e pistões novos. Um trabalho de reconstrução completa feita pelos engenheiros da Lotus, que fez a potência mais do que dobrar: de 165 para 377cv.

O cambio era um manual de seis marchas, o mesmo do então recém lançado Corvette C4 ZR-1 (carro também desenvolvido pela Lotus). A suspensão original deu lugar a uma de competição. O diferencial escolhido foi o do V8 Holden Commodore (versão australiana do Omega). O Lotus Omega ganhou também freios a disco dimensionados e ventilados.

Lotus Omega: quase 300 km/h

 O resultado foi um dos carros de rua mais rápidos do mundo em sua época, não fazendo feio nem diante de superesportivos. Seu velocímetro marcava 300 km/h e ele chegava bem perto disso. Em testes de pista, alcançou 282 km/h. Nada mal para um pesado sedan de 4 portas.

Entre 1990 e 1992 foram produzidas apenas 950 unidades do Lotus Omega Type 4 Sports Sallon — sendo 666 com a marca Opel Omega e 284 como Vauxhall Carlton. Todos na cor ‘Imperial Dark Green’, um tom tão escuro de verde, que parece até ser preto.

Valor pode chegar a quase R$ 500 mil

O carro das fotos tem o número 0002D. Ou seja, é o segundo exemplar produzido. Ele foi usado em campanhas promocionais por toda a Europa, sendo exposto também na edição de 1992 do Salão de Paris.

Depois de pertencer a dois proprietários, o carro agora irá a leilão promovido pela tradicional Bonhans, em fevereiro do ano que vem. Sem valor de reserva, a expectativa é que esse incrível Lotus Omega alcance de  €60 a €80 mil, o que equivale hoje de R$ 372.000 a R$ 496.000!

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Bonhams


Espalhe por aí!
  • 170
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    171
    Shares

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário