Repórter Maxicar

Como manter o carro como novo com cuidados simples no dia a dia

Dicas de Manutenção

Bateria, pneus, velas, freios, filtros… especialista dá dicas de manutenção para carros de qualquer idade

Pequenos cuidados com o carro ajudam a prevenir problemas que podem se tornar graves e bem pesados para o bolso. Gilberto Pose, especialista em combustíveis da Raízen, licenciada da marca Shell, dá dicas de manutenção preventiva para manter seu carro sempre em ordem e evitar visitas indesejadas ao mecânico.

Bateria

Responsável pelo funcionamento do sistema elétrico do carro, a bateria muitas vezes só é lembrada quando deixa o motorista na mão. Cheque regularmente se os cabos estão limpos e bem fixados nos polos. Com o tempo, a oxidação dos componentes da bateria forma resíduos que se acumulam nas pontas dos conectores. Preste atenção aos sinais. Se o seu carro está com problemas para dar partida, a luz dos faróis perde a intensidade ou o rádio começa a falhar, são indícios de que está na hora de trocar a bateria. Para evitar a descarga precoce, não esqueça faróis ou rádio ligados. Se deixar o carro sem uso por um longo período, vale desconectar primeiro o cabo do polo negativo, e depois o do polo positivo, para preservar a bateria.

Combustíveis

O uso constante de combustíveis aditivados ajuda a limpar o motor de resíduos, protege e lubrifica as partes internas para que se movimentem mais suavemente, reduzindo o gasto de energia, além de auxiliar na sua performance e desempenho. “Além dos benefícios a médio e longo prazo, no caso dos combustíveis aditivados da família Shell V-Power incluímos a tecnologia exclusiva Dynaflex, que entrega ainda mais performance e rendimento, agindo em altas e baixas rotações do motor, seja no anda e para das cidades ou na fluidez das estradas. Eles ainda são ideais para qualquer tipo de veículo, desde os movidos a gasolina aos flex, como também os de baixa ou alta potência”, explica Gilberto Pose, especialista em combustíveis da Raízen, licenciada da marca Shell. “O abastecimento continuo com combustíveis aditivados evita o acúmulo de partículas que prejudicam o desempenho do motor, o que reflete em um veículo com menos problemas a médio e longo prazo”, complementa.

Filtros

Todos os carros possuem três filtros básicos: de ar, de óleo e de combustível. Os carros com ar condicionado ainda contam um filtro específico para este sistema. Todos têm a função de evitar que impurezas entrem no motor e cada um deles tem o seu próprio tempo para troca, mas em média, duram entre 10 mil e 15 mil quilômetros. Por isso, é importante verificá-los a cada revisão programada do veículo. Eles são baratos e fáceis de substituir, mas caso não estejam mais adequados para o uso, podem causar grandes estragos no motor. Um filtro de combustível vencido, por exemplo, permite que impurezas cheguem ao sistema de injeção provocando falhas e redução do rendimento. Esteja em dia com as revisões veiculares.

Freios

O fluido dos freios é um item importantíssimo no sistema de frenagem de qualquer veículo. É ele que transmite a pressão do pedal de freio para as rodas, desacelerando o veículo. Por isso, é fundamental que ele esteja sempre no nível correto. No entanto, o fluido absorve água ao longo de sua vida útil, que ferve com o calor dos freios, formando bolhas de vapor que danifica todo o sistema de frenagem. Para evitar esse tipo de problema, recomenda-se trocar o produto, em média, a cada dois anos ou conforme a indicação do fabricante.

Se o seu carro possui freios ABS, verifique também o sistema eletrônico para se certificar que está tudo em ordem. Outro item indispensável para a correta redução de velocidade do veículo são as pastilhas, responsáveis por criar o atrito com o disco de freio. Sua troca depende muito da intensidade de uso, mas o ideal é seguir a recomendação do manual do veículo.

Óleo do motor

Ele lubrifica as peças e impede que os componentes metálicos sofram com o atrito, já que este desgaste pode aumentar a temperatura e levar o motor a fundir. Por isso, é muito importante fazer a troca periódica do óleo do motor, que, geralmente, precisa ser feita a cada 5 mil, 7 mil ou 10 mil quilômetros, ou como determina o Manual de Proprietário do veículo ou o fabricante do produto. Não se esqueça de trocar o filtro de óleo também, já que ele é responsável por filtrar as impurezas que circulam pelo motor e podem prejudicar seu bom funcionamento.

Mas atenção! Cada veículo exige um tipo específico de óleo, que pode ser mineral, sintético ou semissintético. Consulte o manual do proprietário para saber qual é o tipo de óleo mais indicado para seu veículo. Usar um produto inadequado pode reduzir a eficiência do motor e gerar problemas sérios a longo prazo, já que ele não circulará corretamente pelas peças e fará com que funcionem sem a lubrificação adequada por alguns instantes.

Pneus

Pneus bem calibrados e com o alinhamento e balanceamento em dia evitam o desgaste irregular e excessivo, além de prolongar sua vida útil. A cada 10 mil quilômetros, faça o alinhamento, o balanceamento e o rodízio entre os pneus. Calibre a cada 15 dias, conforme a pressão indicada pela montadora do seu veículo, com o pneu ainda frio. E atenção aos sinais de desgaste. Todos os pneus têm o chamado TWI (Tread Wear Indicator ou indicador de desgaste de rodagem, na sigla em inglês), que são pequenas elevações de borracha nos sulcos do pneu. Se o desgaste está próximo a estas marcas, troque-os o quanto antes.

Radiador

É o responsável por manter o motor do veículo refrigerado, evitando o derretimento de peças e seu mau funcionamento. Certifique-se semanalmente se a água do radiador está no nível correto indicado no reservatório e se não há nenhum vazamento. O indicado é que o motor trabalhe com temperatura na faixa dos 90°C. Em carros mais antigos, o recomendado é fazer esta checagem diariamente, com o motor ainda frio. Faça também uma limpeza no sistema de resfriamento com frequência e use água filtrada em proporção correta com o acréscimo de aditivos de boa qualidade. Nunca utilize água de torneira no radiador, ela contém sais minerais que se incrustam no motor, prejudicando sua refrigeração.

Velas

São elas que produzem a faísca elétrica que dá a partida nos motores a combustão. Em perfeito estado, elas ajudam no bom desempenho do motor e até influenciam no consumo de combustível. Se estiverem desgastadas, a performance do carro diminui e o consumo de combustível aumenta. Em média, os modelos convencionais duram entre 30 mil e 50 mil quilômetros, devendo ser inspecionadas a cada 10 mil. Preste atenção às trocas periódicas conforme a indicação do fabricante.

Fonte: Raízen

SOBRE A RAÍZEN
A Raízen é uma empresa integrada de energia que atua em todas as etapas do processo, desde o cultivo da cana, com a produção de açúcar, etanol e bioenergia, até a comercialização, logística e distribuição de combustíveis. Nos segmentos de transporte, indústria e varejo, a Raízen comercializa a cada ano aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis e opera em todas as regiões do País por meio de 68 bases de abastecimento em aeroportos e 68 terminais de distribuição de combustível.

Espalhe por aí!
  • 17
  •  
  •  
  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    21
    Shares

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário