Coberturas

Carros Antigos – Encontro das Relíquias – Valinhos, SP

Carros Antigos – Encontro das Relíquias – Valinhos, SP

Figos e carros antigos: uma combinação perfeita

Evento no Parque Bruno Nardini reuniu mais de 250 veículos clássicos e fez parte da 71ª Festa do Figo

Figo combina com carros antigos? Com certeza a resposta é sim! Foi o que provou o Encontro das Relíquias, que aconteceu no Parque Municipal Bruno Nardini, no último domingo, 19 de janeiro.

O evento fez parte da 71ª Festa do Figo de Valinhos, cidade de 130 mil habitantes da região de Campinas, conhecida nacionalmente como a Capital do Figo. Reuniu mais de 250 veículos antigos — entre carros, pick-ups, caminhões e motocicletas — nos gramados desse belo espaço de lazer da cidade. A organização ficou a cargo do Clube de Carros Antigos de Valinhos, que arrecadou com a iniciativa 560 quilos de alimentos, que foram encaminhados ao Recanto dos Velhinhos.

Entre os veículos em exposição, destacamos alguns:

  • O maravilhoso Chevrolet Master de Luxe Cabriolet 1937 com seu famoso banco da sogra, cujo acesso através de dois degraus de borracha no paralama traseiro não deveria seu muito fácil, principalmente para as sogras.
  • A Pick-up brasileira D10 (a diesel), que a partir de 1983 estava disponível na versão De Luxo, com pintura em dois tons, grade preta com filetes prateados e calotas cromadas.
  • O 147 Rallye, o primeiro esportivo da italiana Fiat aqui no Brasil. Com o mais potente motor 1300, mesmo com poucas diferenças em relação ao 147 convencional, fez bastante sucesso na época e hoje é uma das versões mais procuradas pelos aficionados.
  • A surpreendente quantidade de outro Fiat esportivo, o italiano batizado simplesmente de ‘Coupe’ e que aportou no Brasil em meados dos anos 1990 através de importação oficial. Daqui alguns poucos anos já vai ser alçado ao status de ‘veículo de coleção’, quando completar 30 anos.
  • O bom número também de Dodges — nacionais e importados — entre os quais destacamos o nipo-americano Stealth R/T. Esse esportivo é o resultado de uma joint-venture do início dos anos 1990 entre a americana Chrysler e a japonesa Mitsubishi. No Japão, foi batizado de 3000GT, com algumas pequenas diferenças em relação a essa versão americana. Bem raro no Brasil, com motor 3.0 Turbo V6 de 296cv.
  • A Honda CB750 Four, a primeira motocicleta de quatro cilindros e 750 cilindradas da marca japonesa. Considerado um dos modelos mais míticos, não apenas da Honda, mas da própria história da motocicleta. Em 2019 ela completou 50 anos de seu lançamento.
  • Uma avó das modernas SUVs, a Chevrolet Amazona nasceu em 1961 como uma derivação da pick-up 3100 Brasil. Uma curiosidade: é o primeiro veículo brasileiro de três portas.
  • Um impecável Gol GT 1.8 (talvez 1985), a primeira versão esportiva desse estrondoso sucesso da Volkswagen, que deu origem a uma saga que culminou com o primeiro automóvel com injeção eletrônica de combustível no Brasil, com o lançamento do GTi em 1988/89, esportivo entre os mais valorizados clássicos nacionais atualmente.
  • A Pick-up De Soto da década de 1950, que foi comercializada também com emblemas Fargo e Dodge — dependendo do país — todas marcas do grupo Chrysler.
  • Para terminar, uma quase ‘aparição’: um raríssimo Fusca ‘Cornowagen’ 1965, a versão do VW com teto solar, que depois de um ‘bulling’ comercial criado pela concorrente Ford — que espalhou que se tratava de um carro para maridos traídos — fez com que os proprietários eliminassem o teto. Daí para frente as vendas despencaram. Poucos originais restaram. Mas de certo há vários legítimos Cornowagens com teto solar fechado em circulação ainda hoje, sem que seus donos tenham conhecimento disso.

GALERIA DE IMAGENS

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Alessandro Destido dos Santos
Agradecimento: Odair Ferraz

Espalhe por aí!
  • 47
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    48
    Shares

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados