Coberturas

XXVII Encontro de Carros Antigos da Posse – Petrópolis, RJ

Entregando a ‘batuta’

Depois de 26 anos sob o comando de Gilberto Nassif, tradicional evento foi pela primeira vez organizado por um grupo de jovens. O resultado agradou

“Organizei esse evento durante os últimos 26 anos. Precisava de sangue novo. O resultado está aí: eles fizeram melhor do eu! Estou muito satisfeito!”, comemorou Gilberto Nassif, idealizador do tradicional Encontro de Carros Antigos da Posse, que em 2019 passou a ‘batuta’ (desculpem pelo inevitável trocadilho) para os jovens do Batutinha’s Car Club.


O evento aconteceu no último domingo, 28 de julho, e teve como novidade — além é claro da nova equipe organizadora — a ampliação do espaço para a exposição, graças à abertura de uma passagem ligando o CIEP Gabriela Mistral ao local onde o evento acontecia até alguns atrás. Vagas à vontade para um número de automóveis considerável. A quantidade de público também foi particularmente boa este ano que teve bastante espaço para circular e descansar.  Não faltaram os animados grupos de churrasqueiros. O mercado de pulgas também esteve bem localizado variado.

Este ano o evento cresceu, contando com dois ambientes


Além de veículos da Região Serrana (Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo), Três Rios, Paraíba do Sul e Grande Rio (incluindo Duque de Caxias, Magé, Guapimirim e Niterói), evento teve a participação de Minas Gerais. Aliás, foi de Juiz de Fora o clube com a maior caravana: o Família Vintage.

Fusca 1984/85. Série Exportação, com motor a gasolina


E entre os diversos carros desse clube mineiro, nos chamaram a atenção dois Volkswagens. Arlindo Cheren levou seu impecável Fusca 1600 1984 ‘Modelo Exportação’. E o que ele tem de diferente? Além de acabamento mais caprichado que o Fusca padrão nacional naquele ano, o motor é movido a gasolina com carburação simples, e não a álcool com carburação dupla.

A Quantum de Martin está na família desde zero km e mantém no vidro traseiro o adesivo da concessionária do pai


O outro é a Quantum GLS 1989 que atualmente pertence ao seu segundo proprietário, o jovem Martin Basic Neto. Mas a Station Wagon está na família desde zero km. Foi adquirida por seu pai, quando era proprietário da extinta concessionária Balbio e Basic de Juiz de Fora. Martin nos contou que este foi o último automóvel que seu pai ‘tirou’, antes da venda da empresa para outro grupo.

Os primos e parte da coleção de bicicletas. Na Phillips 1940 a plaqueta de licença de 1966


Conhecemos também os primos Alexandre Mendes e José Luiz Firmino, que têm uma relação muito especial com as bicicletas. Alexandre contou que durante muitos anos, a partir da década de 1950, seu pai possuiu um armazém no hoje famoso distrito petropolitano de Itaipava. Naquela época era comum as pessoas penhorarem objetos de valor — incluindo bicicletas — em troca de mercadorias. E esses bens muitas vezes nunca eram resgatados. Assim, com o passar dos anos, seu pai foi acumulando bicicletas antigas no depósito no armazém. Nos anos 1990, Alexandre e José Luiz resolveram restaurar várias delas. Hoje, apesar de terem uma respeitável coleção, curiosamente nunca antes haviam levado as bikes a nenhum evento. Entre as mais raras as inglesas Raleigh 1940 com câmbio de três marchas e a Phillips também 1940 que preserva até hoje uma antiga plaquinha de licença da Prefeitura de Petrópolis.

Pavão e o Aero 1961. Cardoso e seus 80 anos, com direito a bolo


O Aero Willys ‘Bolinha’ 1961 do colecionador Célio Pavão foi um dos veículos premiados. Pelo voto popular, a eleita foi a Kombi 1974 azul e branca de Geraldo ‘dos Fuscas’, que desbancou na preferência lindos Opalas, Mavericks e até o importado Lincoln Continental MK5 1977.

Completando 80 anos, Antônio Cardoso foi o mais antigo expositor presente. Proprietário há muitos anos de um raro e original DKW Candango 1961, foi homenageado, com direito a bolo e ‘parabéns pra você’.

O leilão foi em benefício da menina Débora

Foi realizado o leilão de uma ilustração feita por um cartunista durante o encontro, em prol da compra de uma cadeira de rodas para a menina Débora, hoje com 10 anos, que aos três sofreu um AVC. A obra foi arrematada pelos sócios do Rio Serra Clube.

Ao centro Gilberto Nassif, ao lado de Felipe Carvalho (e) e Charles Pires, diretores do Batutinha’s


Essa primeira edição do Encontro de Carros Antigos da Posse sob o comando do Batutinha’s Car Club foi muito elogiada pela excelente organização, hospitalidade e simpatia de toda a equipe envolvida. Que o evento permaneça por pelo menos os próximos 26 anos!


GALERIA DE IMAGENS


Texto: Fernando Barenco
Fotos e edição: Fátima Barenco e Fernando Barenco

Espalhe por aí!
  • 176
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    177
    Shares

Novidades dos Classificados