MaxiBlog

O último sobrevivente da primeira geração de automáticos americanos

Oldsmobile L-38 Coupê Conversível fabricado em 1938 irá a leilão mês que vem

Automatic Safety Transmission. Este foi o nome que a General Motors deu à sua primeira versão de câmbio automático, lançada em 1937 na linha Oldsmobile. E como costuma acontecer com novas tecnologias, essa apresentou alguns ‘probleminhas’ no início, o que fez com que o opcional não fizesse muito sucesso entre a clientela. As marchas não engatavam com a suavidade esperada (quando engatavam!) e havia relatos de ruídos estranhos…

Tratava-se na verdade de um cambio semi-automático, já que continuava sendo necessário o uso da embreagem em partidas e paradas. A AST acrescia apenas US$ 80.00 no valor do carro e estava disponível para toda a linha, de seis ou oito cilindros. Mesmo assim, foi instalada em apenas 30 mil dos 460 mil Oldsmobiles vendidos entre 1937 e 1939, período em que o sistema foi oferecido.

E como também sempre acontece nesses casos, quem teve a infelicidade de adquirir seu Olds com a tal Automatic Safety Transmission, tratou de substituir por um sistema convencional assim que pode.

Na propaganda, a Oldsmobile se gabava da economia de combustível e retomadas de velocidade


E desta forma, esse Conversível azul fabricado em 1938 está sendo anunciado pela famosa casa de leilões RM Auctions como o último sobrevivente que ainda mantém esta tecnologia.  O carro irá a leilão nos dias 11 e 12 de outubro, em Hershey, Pensilvânia e espera-se que seja arrematado por US$ 75 mil.

Apesar do fracasso da Automatic Safety Transmission, ela foi aperfeiçoada e deu origem à afamada transmissão exclusiva da GM, a Hidra-Matic, lançada três anos depois.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: RM Auctions

 

Comentários do Facebook

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp