Clássicos em video

Renault comemora 120 anos

Dauphine e 4CV ‘Rabo Quente’ foram dois modelos bem populares no Brasil no século passado. Gigante francesa controla Nissan e tem participação na Volvo e Dacia

Em 1898, com apenas 20 anos, Louis Renault resolveu fabricar um automóvel nos fundos de sua casa. Quando ficou pronto, em dezembro, ele convidou alguns amigos para uma voltinha pelas ruas de Paris. Eles ficaram impressionados sobretudo com a facilidade que o veículo tinha para vencer as ruas mais íngremes. O jovem Louis teve que construir outros 12 para atender as encomendas. Por causa deste primeiro automóvel, batizado de Voiturette Type A, nascia a Renault, que está completando 120 anos de sucesso.

Hoje, a gigante francesa detém 64% da japonesa Nissan (o nome oficial é Aliança Renault-Nissan) e participação também na sueca Volvo e na Romena Dacia.

No Brasil, a Renault tem fábrica desde 1998. Mas a marca é uma velha conhecida dos brasileiros desde os anos 1950, primeiro com o 4CV importado da França e que o povo logo tratou de apelidar de “Rabo Quente”, por causa do motor traseiro, algo incomum na época. Depois veio o Dauphine (que foi rebatizado depois de Gordini), fabricado aqui pela Willys, e em seguida o Corcel — que apesar da marca Ford, foi uma cria da Renault também.

Texto e edição: Fernando Barenco

Comentários do Facebook

Tags

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp