Coberturas

Encontro de Carros Antigos Estação da Luz – Jun/2022 – São Paulo, SP

encontro carros antigos luz

LEILÃO ONLINE DE ANTIGOMOBILISMO

Carros, motos, placas, decoração de garagem, miniaturas, peças e acessórios antigos

CAPTAÇÃO DE ÍTENS ATÉ 30 DE JUNHO
(24) 2243-2876 / (24) 98856-2876 (Whatsapp)

Espalhe por aí!

Nova placa preta chega aos encontros

A nova placa de veículo de coleção, padrão Mercosul, começou a valer este mês e já dá o ar da graça. Era uma antiga reivindicação dos antigomobilistas

Desde que entrou em vigor há alguns poucos anos, a famigerada placa padrão Mercosul — adotada por todos os países membros do bloco sul-americano — a grita entre os antigomobilistas foi geral. A reclamação foi por causa das cores da placa de Veículo de Coleção, que deixou de ser a destacada preta, para se tornar cinza com numerais também em cinza de outro tom, verdadeiro “picolé de chuchu”, de tão sem graça.

Eis que no dia 1° de junho começou a vigorar a nova versão, que voltou a ter fundo preto. E os antigomobilistas já estão correndo para colocar em seus carros antigos a novidade. Caso desses dois, flagrados por Odair Ferraz nessa edição do Encontro de Carros Antigos Estação da Luz, que aconteceu no último domingo, 05 de junho.

Dois modelos bem distintos, separados no tempo por mais de cinco décadas: o mais antigo um Ford Modelo A Speedster, uma baratinha de 1928; o mais moderno (mas nem tanto!) um DeLorean DMC-12 1981, igualzinho ao carro-máquina-do-tempo da trilogia cinematográfica “De Volta para o Futuro”.

Outros destaques do Encontro de Carros Antigos Estação da Luz


  • DKW Belcar – Cheio de encanto o sedã DKW-Vemag, com suas portas Dê-Xá-Vê, indicando ser um exemplar dos primeiros anos da década de 1960, e personalizado como taxi. De fato, o modelo foi muito usado como “carro de praça” na época.
  • Peugeot 504 – Essa picape de origem francesa — derivada de um carro de passeio — foi muito importada nos anos 1990. Ficou conhecida por sua robustez e capacidade de carga de 1,3 tonelada, mais que dobro das correspondentes nacionais, como a VW Saveiro, por exemplo. Esse verdadeiro “burro de carga” foi muito exigido e hoje é um modelo hoje em extinção.
  • Simca Chambord — Esse brasileiro 1962 a cada dia mais raro ficou um espetáculo estacionado, com seu vermelho vivo, à frente dessa paisagem verde do Parque da Luz.

  • Opel GT 1970 – Na época ele foi apelidado de o “Corvette europeu”, por sua semelhança com o esportivo norte-americano. Além disso há o fato de ambos serem cria do Grupo GM. Como curiosidade, os faróis escamoteáveis, que giram ambos para o mesmo lado, acionados mecanicamente por uma alavanca e que por acaso estavam entrando em ação no hora da foto.
  • Porsches – O esportivo alemão foi representado por um 911 Turbo (930), aliás o primeiro Porsche turbo, lançado em 1975. Esse do evento é um 1983. Havia também um 914, conhecido como “Porsche Volkswagen”. É que ele é o resultado de uma parceria entre as duas empresas. Lançado em 1969, a versão de 4 cilindros utilizava o nosso conhecido motor VW refrigerado a ar 1700, que depois equipou o brasileiro SP2. Já a versão de 6 cilindros, batizada de 914/6, usava motor Porsche 2000, também aircooled.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Odair Ferraz – Visite sua Loja Virtual

Deixe seu comentário!

Novidades dos Classificados