Repórter Maxicar

VW Rabbit Picape: uma americana que é a cara da nossa Saveiro

VW Rabbit Picape

Modelo lançado nos Estados Unidos em 1979 é baseada no VW Golf MK1 e teve vida curta. Na Europa foi batizada de Caddy, sendo produzida também na África do Sul

Em 1978, a alemã Volkswagen começou a fabricar nos Estados Unidos o Golf de primeira geração (MK1), em sua fábrica na Pensilvânia. Lá, o carro ganhou o nome de Rabbit (coelho). Antes, de 1974 — quando foi lançado na Europa — a 1977, ele era apenas montado nos EUA, no sistema de CKD.

Em 1979, com a alta do preços dos combustíveis, os executivos americanos da Volkswagen tiveram a ideia de criar uma picape compacta e econômica para concorrer com modelos orientais que surgiam por lá. Assim nasceu o VW Rabbit Picape, que tinha entre eixos 9 polegadas maior que a versão de passageiros e estava disponível com motores 1.7 a gasolina (72cv) e 1.6 a diesel (56cv). Sua capacidade de carga era de 500 quilos, ou 1.100 libras.

VW Rabbit Picape

Estava disponível nas versões STD e LX, que tinha acabamento superior, com parachoques cromados, bancos em tecido, hodômetro parcial e janela traseira basculante. O painel era idêntico ao do Rabbit.  Havia ainda um ‘pacote’ Sport, que incluía um console central, bancos tipo concha, volante esportivo e faixas laterais.

A princípio o VW Rabbit Picape teve um bom desempenho de vendas, algo que chega a ser surpreendente, num mercado acostumado com picapes enormes. Comercialmente, seu melhor ano foi 1981, com mais de 37 mil unidades vendidas. Mas a partir daí, as vendas foram minguando e em seu último ano de produção, 1984, foram vendidas somente 392 unidades dessa picapinha que é a cara da nossa Saveiro.

Caddy também na Europa

A versão europeia do VW Rabbit Picape só chegou à Europa em 1982. Lá foi batizada de Caddy.  Foi fabricado na Bósnia e era idêntico à versão original norte-americana. Mas tinha duas opções extras de motorização: a Turbodiesel e a 1.8 a gasolina. Lá, teve vida mais longa que nos EUA, sendo produzida por 10 anos.

África do Sul

Com o fim da produção nos EUA, todo o ferramental para a fabricação do VW Rabbit Picape foi transferido para a fábrica da África do Sul. Ganhou também o nome de Caddy — como na Europa — e foi produzida até 2007. Interessante notar, que a VW África do Sul continuou a fabricar o Golf MK1 até 2009. Lá ele ganhou o nome de VW Citi e foi um modelo adorado.

VW Rabbit Picape por US$ 17 mil

O exemplar cinza que ilustra nossa matéria foi fabricado em 1982 e acaba de ser vendido por US$ 17 mil no estado do Illinois. Valor equivalente a cerca de R$ 96 mil.  É da versão completa LX e tem alguns detalhes idênticos aos nossos VW “quadrados” dos anos 1980/90, como o volante “quatro bolas” e as rodas esportivas “Snow Flakes”, que não são as originais do modelo.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: divulgação – bringatrailer.com


Veja também

Deixe seu comentário!

Novidades dos Classificados