Clássicos em video

Mais de 2.000 carros clássicos no novo filme de Tarantino

‘Era uma vez em Hollywood’, estreia hoje nos cinemas brasileiros e reproduz com fidelidade a Los Angeles de 1969

As aventuras de um ator de meia idade — interpretado por Leonardo Di Caprio — e seu duble — feito por Brad Pitt. Esse é o enredo de ‘Era uma vez em Hollywood’, novo filme de Quentin Tarantino, que tem feito muito sucesso nos Estados Unidos e estreia hoje nos cinemas brasileiros.

Mas por que estamos falando de cinema aqui? É que esse filme tem tudo para agradar os entusiastas dos carros antigos. De acordo com Steven Butcher, produtor especializado na locação de veículos para Hollywood e que trabalhou neste filme, foram utilizados nada menos que 2 mil carros clássicos, quando em geral esse número nunca ultrapassa os 500.

Na história, o personagem de Di Caprio está com a carteira de habilitação suspensa, então seu Cadillac Coupê De Ville 1966 é sempre dirigido pelo duble vivido por Pitt. Uma curiosidade: este carro já havia sido usado por Tarantino em ‘Cães de Aluguel’, de 1992 e foi especialmente restaurado para esse filme.

Outro carro já usado em outro filme do diretor é o Karmann Ghia Conversível azul 1965, que fez cenas antológicas guiado por Uma Thurman em ‘Kill Bill’, de 2004. Para este filme, foi instalado um motor Subaro e câmbio automático, já que Brad Pitt tem dificuldades para dirigir carros com câmbio mecânico. Coisa de americano.

‘Era uma vez…’ traz personagens reais da Hollywood daquela época e uma série de referências automotivas também, como o MG TD do casal Roman Polanski e a atriz Sharon Tate e o Galaxie 1959 da família do assassino Charles Manson.

Texto e edição: Fernando Barenco

Espalhe por aí!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp