MaxiBlog

Furto e roubo: seguradora aceita carros antigos, inclusive os com mais de 30 anos

Seguro da Suhai tem foco nos veículos com mais de 20 anos, que representam mais de 6% da frota circulante nacional

A Suhai Seguradora, empresa do Grupo Suhai, líder no segmento de segurança pessoal há mais de 25 anos em todo Brasil, atende clientes que não tinham acesso ao seguro de automóveis, fosse pelo preço alto ou falta de aceitação das companhias tradicionais. Segundo estimativas da Suhai Seguradora, existe um mercado composto por mais de 75% de carros rodando sem seguro em todo Brasil. Dentro desse universo estão os usados com mais de 25 anos. Segundo dados divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes (Sincopeças), há mais de 6% de veículos rodando com mais de 20 anos de uso.

Já em relação aos antigos com mais de 30 anos, a Federação Brasileira de Veículos Antigos já concedeu o Certificado de Originalidade a 19 mil veículos, para fins de Placa Preta. Outras entidades e clubes também são credenciadas pelo DENATRAN para este fim, então o número total de ‘Veículos de Coleção’ no Brasil é bem maior.

“A Suhai é uma seguradora focada na cobertura de roubo e furto de veículos. E por ser uma empresa que atua em nichos de mercado, valorizamos muito, entre outros, os veículos usados (mais de 10 anos), segmento muito alinhado com nosso modelo de atuação. Oferecemos cobertura de Roubo e Furto + Assistência 24h (com opção da cobertura de perda total por colisão e outros danos) para todos os modelos, marcas e anos de veículos, e contratação feita com Valor Determinado, quando o mesmo não possui FIPE, caso dos Veículos de Coleção. Ou seja, o valor é fixado conforme critérios de análise do mercado e do perfil do cliente”, explica Robson Tricarico, diretor comercial da Suhai Seguradora.

Entre as principais razões para que as seguradoras tradicionais neguem, quase que sempre, o seguro de um automóvel mais antigo, com mais de 10 ou 20 anos, está no fato de os antigos serem mais visados por servirem de base para abastecer o mercado informal de peças.

“Entendemos que para os donos de carros mais antigos ou até mesmo de coleção, além do valor financeiro, há um alto valor sentimental. Por isso, esses carros até são, de uma certa forma, mais expostos aos riscos, mas por outro lado, os motoristas são muito mais cuidadosos ao dirigir e não os deixam estacionados em qualquer lugar. Além disso, é importante frisar que somos especialistas neste tipo de seguro, e graças a nossa expertise, os índices de recuperação para estes perfis de veículos é diferenciado, e desta forma, conseguimos fazer o seguro para qualquer modelo, e por valores bem acessíveis”, explica Tricarico.

Texto: Rodrigo Samy – Ideal H+K Strategies
Ilustração e edição: Fernando Barenco

Espalhe por aí!
  • 201
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    201
    Shares

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp