Coberturas

2º Encontro Anual de Carros Antigos de Prados, MG

Pequena mas grande na recepção!

O acanhado tamanho da cidade não foi problema, pois os carros antigos se aglomeram na praça principal e ruas em seu entorno

Prados, uma das menores cidades históricas de Minas Gerais, realizou no último domingo, dia 14 de julho, a segunda edição do Encontro Anual de Carros Antigos.

Os carros antigos se aglomeram na praça principal e ruas em seu entorno

O acanhado tamanho da cidade não é problema, pois os carros antigos se aglomeram na praça principal e ruas em seu entorno, fazendo com que todos fiquem mais próximos uns dos outros numa perfeita sintonia com o grande público que participa e ocupa todos os espaços em volta das raridades como o Fordinho 1931 do Museu do Automóvel da Estrada Real, o Chevy Bel Air 1956 de Marcos Carazza de São João del Rei-MG, o Aero Willys 1965 de Robson Elias de Congonhas-MG, o Opala 1970 de Ubiratan Alves de Barbacena-MG e a caminhonete Ford F 100 1976 de Frederico Assumpção de São Brás do Suaçuí-MG.

Fordinho 1931 do Museu do Automóvel da Estrada Real, Aero Willys 1965 e Chevy Bel Air 1956

Ao chegar, o antigomobilista fazia uma viagem no tempo, pois tinha que subir as escadas do coreto – tradição deixada pelos portugueses nas praças das cidades antigas – para fazer sua inscrição. Em seguida se dirigia ao Teatro Municipal para apreciar um caprichado café da manhã oferecido pelo Clube do Carro Antigo de Prados, levando consigo o troféu de participação no encontro. Depois disso era só aproveitar a excelente infraestrutura preparada pelo clube. Uma grande tenda para quem queria se proteger do sol, palco onde rolou os showzaços das bandas Auera de Prados, Maria Padilha de São João del Rei e Hera de Dores de Campos com o melhor do rock nacional e internacional.

A Praça ficou repleta de visitantes… Musica ao vivo animou ainda mais os antigomobilistas

O clube ainda teve a preocupação com a alimentação dos expositores que visitariam Prados e fez um convênio para descontos com o restaurante UCA. O resultado é que todos os expositores se encaminharam a ele na hora do almoço, o que acabou se tornando uma grande confraternização. O evento também teve ação social e os donativos arrecadados foram doados ao Lar dos Idosos AMAI da própria cidade.

A cidade conserva seus casarões coloniais

Encontros de carros antigos estão sempre ligados ao turismo e o antigomobilista que for ao próximo encontro de Prados vai encontrar uma cidadezinha entre Tiradentes e São João del Rei,  com 8 mil habitantes, simpática, animada, que data de 1704, que conserva casarões coloniais e a tradição musical com origem nos séculos XVIII e XIX, com destaque para a Lira Ceciliana fundada em 1858 que recebe estudantes de música de todo o Brasil. Outro forte atrativo é o artesanato, possuindo muitos atelieres produzindo em madeira, cerâmica e couro. Um distrito de Prados que recebe o apelido carinhoso de ‘Bichinho’ é famoso na produção de móveis, telas, bordados, fuxicos, crochês, tapetes, esculturas e adornos que são vendidos principalmente para o exterior. Bichinho também possui o Museu do Automóvel da Estrada Real com mais de 50 exemplares em exposição.

O próximo encontro já está marcado: segundo domingo de julho de 2020. Aproveite para conhecer! Seu carro vai ter mais um pouco de história!

Galeria de Imagens

Texto e Fotos: Jorge Filho
Edição: Fatima Barenco

Espalhe por aí!
  • 161
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    162
    Shares

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados