Coberturas

Rally MyBox 15 anos – MG

Simples e divertido!

Um Rally de Regularidade que, a cada edição, ganha mais fervorosos entusiastas

Pela quinta vez, desde 2015, o CVA promoveu seu Rally de Regularidade para carros clássicos – e, como ocorre desde a segunda edição, todas as vagas disponibilizadas foram rapidamente esgotadas!

A dupla Guilherme e Matheus Machado, com o resto da família no Dojão, preparada para a navegação e querendo repetir o segundo lugar alcançado em Tiradentes/2016

Contando com a ajuda se São Pedro, que nos proporcionou um dia magnífico em meio a uma semana chuvosa, 40 carros do mais alto nível compareceram ao MyBox Selfstorage para a prova que marcou os 15 anos do grande parceiro do CVA desde a sua fundação. O grid, como sempre bem variado, contou com figurinhas carimbadas como o Ford A 1931 de Milton Lapertosa, a Mercedes 450 SLC de Mario Lott e a BMW 325i E30 de André Baptista, junto com estreantes interessantíssimos, como o Jaguar XJS de Thadeu Valente, um belo Apollo GLS na icônica tonalidade Azul Astral, de Bruno Baptista, e um raro Sedan (Fusca) Última Edición mexicano, de Bruno von Bentzeen, que, com apenas 5 mil km rodados, mostrou que, por mais raro e conservado que seja, carro antigo é para ser usado e dar prazer ao seu dono!

O Vocho mexicano, um dos últimos Fuscas fabricados no mundo, encantou a todos ao alinhar no grid

Muito importante observar que, cada vez mais, os entusiastas colocam os filhos no carro para a curtição e, mesmo assim, completam bem a prova, caso dos quarto, quinto e sexto colocados: família Brasil no Laika, família Lapertosa no Impala e família Machado no Charger.

Três momentos que dão ideia do prazer que o evento proporciona

Se, na quarta edição, o percurso foi em rodovias movimentadas, favorecendo os carros de maior potência, nesta prova a preferência foi pelas bucólicas estradinhas perdidas nas montanhas do entorno de Macacos e Nova Lima, percurso muito elogiado por todos, mas que deu muito trabalho aos navegadores.

Esportividade no melhor estilo americano ou europeu: nos Raids do CVA, a escolha é do freguês

Após pouco mais de quatro horas de prova, o pódio ficou assim:

  • 1 – Mercedes-Benz 350 SL 1975 – Guilherme Fubá e Leila Lan
  • 2 – Mercedes-Benz 500 SL 1992 – Paulo Bernardes e Guilherme Bernardes
  • 3 – Alfa Romeo Giulia GTV 1972 – Guilherme Lacerda e Luís Augusto Malta
  • 4 – Lada Laika 2105 1992 – Gustavo Brasil e Mariella Moia
  • 5 – Chevrolet Impala Coupé 327 1961 – Gustavo Lapertosa e Mariana Detoni
Com apenas 21 pontos perdidos, e Mercedes 350 SL foi soberana nesta prova

Mais uma vez, o troféu de veículo mais antigo a completar o rally foi para o icônico Ford A Phaeton De Luxe 1931 de Milton Lapertosa que, inclusive, foi o tema escolhido pelo MyBox para a confecção dos troféus da prova.

Mais uma vez, o Fordinho terminou brilhantemente a prova

E, pela segunda vez, o Troféu Gentleman Driver, de espírito esportivo, foi para um competidor que acabou prejudicando sua prova para ajudar o colega em dificuldade: Jorge Mansur, que vinha bem no Porsche 944, parou seu rally para ressuscitar a bomba de gasolina do Fusca 1966 do colega Alexandre Caldeira que, nas tentativas de ligar o carro, acabou travando o motor de arranque.

O Troféu Batom, para a mulher que se destaca nas provas do CVA, dessa vez foi para Márcia Aquino que, junto com o marido Luiz Fernando e o Fuscão 1972 Verde Hippie, compõem a única equipe que se mantém rigorosamente a mesma a completar todas as provas promovidas pelo CVA desde a sua criação!

Para o Troféu Melhor nacional, havia muitos candidatos, como um belíssimo Esplanada, dois Opala SS e mais alguns nacionais que marcaram época, mas a comissão julgadora acabou se rendendo à simpatia da impecável Chevrolet Amazona 1963 de Alexandre Santos, que levou seis membros do Clube de Veículos Antigos de Nova Lima para passear nas montanhas da região.


A bonachona perua da Chevrolet, um dos carros mais inusitados para fazer rally que já apareceu nos eventos do CVA, despertou sorrisos por onde passou

E, finalmente, o Troféu Best of Show corrigiu uma injustiça ocorrida em provas passadas, quando a belíssima Alfinha GTV 1972 de Guilherme Lacerda acabou preterida no desempate com outros premiados. Troféu mais do que merecido!


RESULTADO FINAL


Uma imagem como essa nem precisa de legenda

E assim, o CVA encerra mais um ano de sucesso, consolidando um modelo simples e divertido de Rally de Regularidade, que, a cada edição, ganha cada vez mais fervorosos entusiastas.

Até a próxima!


ÁLBUM DE IMAGENS


Texto: Luis Augusto Malta
Fotos: Organização do Evento
Edição: Fatima Barenco

Comentários do Facebook