Coberturas Conteúdo Eventos

3º Encontro de Carros Antigos de Cachoeira do Campo, MG

O espaço programado teve que ser ampliado, devido à quantidade de automóveis

3º Encontro de Carros Antigos de Cachoeira do Campo, MG

Vários encontros dentro do encontro

Programado somente para domingo, evento se estendeu por todo o final de semana

Passeio
Passeio turístico pelo distrito de Ouro Preto, conduzida por Cornélio José (em pé)

Aexposição de veículos do 3º encontro de carros antigos de Cachoeira do Campo começaria no domingo, 24/ 05, às 8:30 h, mas ao meio dia do sábado, 23/05, a Praça da Matriz estava totalmente tomada por maravilhosos exemplares vindos de diversas cidades como Nova Lima, Belo Horizonte, Barbacena e Congonhas, entre outras. Naquele local, um micro-ônibus e duas pessoas aguardavam os antigomobilistas: Cornélio José da Silva, presidente do clube de carros antigos daquela localidade — que assumiu o papel de guia turístico no ônibus — e Marcelo Coimbra, vice-presidente do mesmo clube — que, ao volante, conduziu a animada turma pelas ruas históricas de Cachoeira. Destino: um delicioso almoço, misturando culinária mineira e nordestina, na casa dos pais do presidente Cornélio, o simpático casal Joselito Silva e Castorina Xavier. Ele, de Caruaru-PE, ela, de Ouro Preto-MG. Era grande o número de convidados, mas a casa de Dona Castorina parecia coração de mãe, onde couberam todos, num clima de muita alegria. Sr. Joselito, como bom pernambucano, tratou de animar essa festa de boas-vindas com sua banda de autêntico forró pé de serra, da qual os filhos também são integrantes.

cachcampo15_4
Almoço com forro pé de serra: tudo de bom!

Na parte da manhã, o clube anfitrião já havia promovido uma carreata com antigos da própria Cachoeira, percorrendo todos os bairros, usando fogos de artifício, chamando os moradores a participarem da grande festa que foi preparada para eles também. Deu certo. Os cachoeirenses compareceram em massa.

Bem em frente ao encontro, os expositores puderam conhecer um estabelecimento comercial que existe há 180 anos. O Armazém do Sr. Wilson Xavier, que é descendente e pertence à quarta geração de Tiradentes, o herói da Inconfidência. Ele dá continuidade ao trabalho no armazém que era de seu avô e mostrou coisas inusitadas como um antigo rádio de caminhão, um metro que está ali há quase dois séculos, um telefone que fazia ligações indiretas, só através de telefonistas, um fechador de tampas de garrafas manual e um livro de “fiados” com gente devendo desde 1895.

cachcampo15_6aa
À esquerda o casal José Geraldo e Milena. À direita Wilson Xavier mostra o antigo rádio. Repare na antiga venda

No lado de fora do armazém, na rua, dois Volkswagens vindos de Mariana-MG, chamavam à atenção por causa de seus equipamentos de som. O TL quatro portas, 1973, de Luiz Augusto de Sales, com motor “em pé” e o Fusca 1968, saia e blusa, do casal José Geraldo e Milena Gomes. Com esse Fusca percorrem todo o Brasil em encontros. No dia 1º de maio estavam em Bebedouro-SP, nesse dia em Cachoeira do Campo e no próximo final de semana estarão em Florianópolis para um encontro em São José-SC. Sempre com o Fusca, que possui um DVD instalado no estepe, causando grande curiosidade entre os visitantes. Adesivos nos vidros mostravam que o Fusca já tinha sido exposto em Afonso Cláudio-ES, Pousada do Rio Quente-GO e em muitos outros lugares.

cachcampo15_8
Os recém-casados fizeram questão de serem fotografados com o antigo Chevrolet

À tardinha, o show de Joselito Silva e banda ganhou o palco preparado para o evento e mais pessoas puderam compartilhar desse forró. Ao mesmo tempo, na Matriz, acontecia um casamento. Os noivos ficaram encantados com os veículos expostos e perguntaram se poderiam fazer fotos em um deles para seu álbum, já que não haviam se deslocado em nenhum carro especial para as bodas. Diante da resposta positiva, escolheram o impecável Bel Air 1954 de Robson Elias, que prontamente disponibilizou o carro, mais uma vez mostrando o caráter social de um encontro de carros antigos.

cachcampo15_9
Jantar de confraternização e show com a Rota 356

À noite foi a vez de acender os faróis dos antigos para um desfile noturno até o animado jantar de confraternização, na churrascaria Bandeirantes Grill, ao som de MPB, com o músico Dodô Rodrigues, de Belo Horizonte. O sábado ainda não havia acabado. Então, de volta à praça, para fechar a noite curtindo o friozinho de Cachoeira do Campo ao som da excelente banda local , Rota 356, com seu rock dos anos 1960, 70 e 80.

cachcampo15_1
As antigas viaturas da Polícia Militar de Minas Gerais

Chega o domingo, verdadeiro dia da exposição, e com ele muitas surpresas. Um ansioso presidente estica um tapete vermelho escrito “Bem-Vindos” para receber os colegas antigomobilistas, juntamente com a primeira-dama do clube, Luciana Silva. O radialista André Candreva fazia a apresentação e locução do evento, com ótimas entrevistas, colocando o público a par de tudo que acontecia. O número de veículos superou a mais otimista das previsões. O encontro que seria na Praça da Matriz de Nossa Senhora de Nazaré e seu entorno se estendeu até a Praça de Nossa Senhora das Mercês e seu entorno, ficando todo centro de Cachoeira ocupado por raridades. Quando chegou, de uma só vez, um comboio combinado pelas redes sociais, entre clubes da grande BH e liderados pelo colecionador Léo Brando, os carros tiveram que usar diferentes acessos para caberem no encontro. A Polícia Militar de Minas Gerais prestigiou o evento, tirando de seu museu dois veículos para expô-los ali. Um Jeep 1969 — o carro mais antigo da frota da PMMG — por isso, possui número de identificação 001 e placa GTM 0001— e um Fusca rádio-patrulha, 1981, ambos em perfeito estado. Haviam muitos clássicos, hots, mini carros, hood ride e um grande número de motocicletas, entre elas, uma Zundapp de 1939. Outro show com a “Rota 356” animou o domingo também. Barraquinhas com alimentos, bebidas e souvenirs foram montadas para dar suporte à festa.

cachcampo15_2
À esquerda o Ventura, um fora-de-série nacional muito raro. À direita, um também raro Corcel GT 1971

Muitos órgãos de imprensa registraram o evento e as homenagens, onde clubes e autoridades receberam um belo e criativo troféu, feito de material reciclado, que estava também sendo distribuído em um ônibus escolar americano, que foi rebocado até Cachoeira para esse fim. Presença no palco de Chiquinho Xavier, vice-prefeito de Ouro Preto, cidade a qual pertence o simpático distrito de Cachoeira do Campo.

cachcampo15_5
À esquerda, um animado grupo de antigomobilistas. À direita, membros do Clube de Veículos Antigos de Nova Lima, MG

Foram homenageados colaboradores e personalidades locais. A PMMG na pessoa do sargento Erbenito e do tenente Reinaldo, que informou que a PM registrou participação de veículos de 35 municípios. Os órgãos de imprensa, como o excelente site Retroauto, na pessoa do diretor, Francis Castaings; o radialista e comunicador André Candreva; e o portal Maxicar, representado por este colaborador. E ainda os seguintes clubes com seus respectivos presidentes: Opaleiros da Real com Edson Pereira, Clube de Autos Antigos de Congonhas com Robson Elias, Clube de Autos Antigos Rota Real com Caio Mário Baptista Pereira, Sociedade do Carro Antigo de Barbacena com Ernandes Ramos, Clube de Veículos Antigos de Nova Lima com Jorge Filho, Clube de Mariana com Fabrício e ainda o Clube Itabirito de Carros Antigos com José Geraldo Braga, que recebeu sua distinção posteriormente, por estar trabalhando arduamente nesse evento, colaborando com o clube vizinho. Ao final, o clube Galaxeiros das Gerais com Dr. Antônio do Monte Furtado Filho, além de receber sua homenagem, fez uma homenagem ao Clube de Cachoeira do Campo e revelou que será patrocinador do encontro do próximo ano, o que deixou Cornélio José da Silva muito emocionado, já que, ele estava desistindo dessa empreitada, diante de tantas dificuldades e obstáculos a serem vencidos para a realização de um evento desse porte. Quando parecia que não haveria mais surpresa no palanque, Dr. Antônio anunciou aos representantes da PMMG que ali estavam, que os dois carros da polícia expostos à frente do palco, estão aptos e receberão certificado para colocarem placas pretas através da Associação Galaxeiros das Gerais. Pela reação de gratidão do sargento Benito, viu-se que aqueles carros são muito importantes para a corporação. Realizadas as homenagens, mais uma vez, antigomobilistas se dirigiram ao Bandeirantes Grill para um almoço de despedida. O restaurante, que fica às margens da rodovia BH – Ouro Preto, ficou rodeado de carros antigos, causando lentidão na BR, com viajantes curiosos querendo dar uma apreciadinha nos olds enquanto passavam.

À esquerda, o casal FF e Cornélio José, tendo ao fundo o radialista André Candreva. À direita, o presidente dos Galaxeiros das Gerais, Antonio do Monte
À esquerda, o casal Luciana e Cornélio José, tendo ao fundo o radialista André Candreva. À direita, o presidente dos Galaxeiros das Gerais, Antonio do Monte

Como se pode ver, foram vários encontros dentro do Encontro. Lá dentro, enquanto almoçavam, os proprietários e membros dos clubes diziam entre si e com o dinâmico presidente Cornélio: “nos vemos aqui no ano que vem!”

   EXPOSIÇÃO        MOMENTOS        HOMENAGENS

 

Texto e fotos: João Baptista Jorge Pinto Filho
Edição: Fernando Barenco

Comentários do Facebook

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados