Dicas para a publicação de um bom anúncio

guia_anuncio

Elaboramos este guia baseado em nossa experiência comercial no mercado de automóveis antigos, com o objetivo de auxiliá-lo na publicação de um anúncio vendável e transparente.

1. Procure destacar os pontos fortes de seu veículo. Pode ser seu estado de conservação, sua raridade, os opcionais e acessórios que possui, o preço de venda baixo do mercado.

2. Se tiver informações sobre o histórico do veículo, descreva-o também. Os antigomobilistas sempre dão muito valor à procedência e às características especiais do automóvel que vão adquirir. Alguns exemplos: único dono; guardado por muitos anos; original de fábrica e nunca restaurado; possuidor de toda a documentação, manual do proprietário e chave-reserva, baixíssima quilometragem; e assim por diante.

3. Seja absolutamente sincero! Não tente de jeito nenhum mentir ou omitir informações a respeito dos defeitos do veículo. De nada adianta! Quando o cliente for conhecer o veículo pessoalmente, a verdade irá aparecer. Você e ele vão apenas perder tempo e gerar frustração.
E se o interessado resolver, de boa fé, comprar seu veículo sem vê-lo pessoalmente antes (o que ocorre frequentemente) e tiver uma tremenda decepção depois, você terá conseguido, no mínimo, um inimigo. Além disso, há a questão da consciência. E não há dinheiro que pague uma consciência tranquila! Automóvel antigo é mais que um bem. É um sonho e não deve tornar-se um pesadelo!

4. Seja honesto também em relação à documentação. Informe se há licenciamentos vencidos e quantos, se há algum embaraço em relação à transferência, como documentos extraviados, inventários, etc… Ninguém gosta de negociar automóveis “enrolados”.

5. É interessante, sempre que possível, relatar as manutenções recentemente realizadas. A grande maioria dos negócios são fechados com clientes de outras cidades, que podem querer levar o automóvel para casa “rodando” e é sempre bom saber que o veículo está em boas condições para chegar a seu destino sem imprevistos.


guia_fotos2Fotos

Dizem que ‘uma imagem vale mais que mil palavras’.  E é a mais pura verdade! Por isso, o Portal Maxicar não publica anúncios sem fotos. E boas imagens podem fazer a diferença entre vender ou não vender. Mas as fotos devem refletir também a real situação do veículo. Nem desvalorizá-lo, nem supervalorizá-lo!

1. Escolha um local agradável para fotografar seu veículo. Uma bela paisagem — sem outros carros parados ou circulando, sem pessoas passando, sem sujeira, sem muros e paredes pichadas — valoriza o veículo a ser fotografado. Locais históricos ou um belo mar de fundo também causam boa impressão.

2. Nunca fotografe dentro da garagem. Além de ser um local escuro, é apertado. Garagens coletivas, de edifícios, com diversos outros carros estacionados em volta, então… nem pensar.

3. Jamais fotografe o veículo encostado em paredes ou muros. O ideal é que haja pelos menos 3 metros em volta de todo o carro, para que se possa circulá-lo completamente, abrir completamente as portas e conseguir bons ângulos.

4. Fotografe sempre com sol, ou no máximo com dia nublado. Nunca fotografe o veículo molhado ou sujo. Não fotografe com neblina. Não fotografe à noite.

5. Fotografias em jardins gramados e bem tratados dão excelentes resultados. Mas evite fotos sob árvores. Suas copas causam sombras que podem dar a impressão de que o automóvel tem problemas na lataria ou na pintura.

6. Dê uma boa limpeza no veículo: lave e encere a carroceria; passe um “pretinho” nos pneus; limpe os estofados e os carpetes (um bom silicone cai muito bem!); dê uma boa polida nos cromados. Automóvel sujo causa uma péssima impressão!

7. Retire objetos pessoais de seu interior. Fotos com pessoas dentro ou próximas do veículo, fazendo pose também são impublicáveis!

8. Configure sua câmera para o uso do “flash de preenchimento” sempre ligado, mesmo sob o sol. Como o próprio nome diz, ele irá preencher as áreas mais escuras da imagem, uniformizando a foto e eliminando sombras. Evite fotos feitas com celulares de baixa resolução e sem flash. Eles geralmente  resultam péssimas fotos.

9. Honestidade vale também na hora de fotografar. Não mascare os defeitos de seu automóvel na hora de fotografar, ou digitalmente no computador. O cliente constatará os defeitos, ao vivo, quando for conhecer seu veículo.

10. Procure sempre fazer bons enquadramentos, fotografando o automóvel de diversos ângulos e por inteiro. Mas não permita que o automóvel preencha todo o quadro. Uma bela paisagem em volta valoriza a imagem. Não esqueça de fotografar também o interior, o cofre do motor e o porta-malas. Faça fotos também dos defeitos. O comprador precisa de detalhes para tomar uma decisão, principalmente se morar distante de você.

Seguindo esses nossos conselhos simples, termos certeza que rapidinho seu clássico irá encontrar um novo dono!

Espalhe por aí!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp