Coberturas

4º Festival Cultural Café e Arte de Carmo da Mata, MG

4º Festival Cultural Café e Arte de Carmo da Mata

Esplêndido, magnífico, suntuoso…

Encontro, exposição e desfile de carros antigos marcaram o evento

Esplêndido, magnífico, suntuoso, esses são os adjetivos que definem o Carmo da Mata Retrô Car Fest: encontro, exposição e desfile de carros antigos, tema do 4º Festival Cultural Café & Arte que aconteceu no último final de semana, de 5 a 7 de julho, em Carmo da Mata-MG. 

Milton Lapertosa e o Fordinho 1928 que abriu o desfile

Na sexta-feira, dia 5, após a abertura oficial às 19 horas, se apresentaram o cantor sertanejo Lukas Silva e a consagrada banda Super Som C & A. No sábado, dia 6, o ponto alto do evento: em frente ao museu Garagem do Automóvel – que recebeu grande número de visitantes – em um lado da rua, estacionados em 45º ficaram os carros antigos visitantes que participaram do encontro. No outro lado da rua, perfilados ao longo do edifício do museu, ficaram os belos e raros automóveis conversíveis que às 11 horas saíram em desfile pelas ruas da cidade, arrancando suspiros e aplausos por onde passavam.

Roberto Suga e D. Edith no Cadillac 1974, abaixo Rodrigo Cerqueira no Hudson 1951

E mais Cadillacs fabricados em 1941, 1953 e 1959

Não só os carros protagonizaram o desfile, mas também seus ocupantes que, com garbo e elegância, trajados com fraque, cartola e seletos trajes de época, remeteram Carmo da Mata a uma viagem no tempo. Abriu o desfile o Fordinho 1928 dirigido pelo colecionador Milton Lapertosa. Rodrigo Cerqueira, do Museu do Automóvel da Estrada Real, conduziu o Hudson Hornet 1951. Roberto Suga, presidente do Conselho Consultivo da FBVA e membro do Hall da Fama da FIVA, estava no Cadillac DeVille 1974, acompanhado de sua mãe, Sra Edith Suga. Foram seguidos de perto por outros ‘Cads’ fabricados em 1941, 1953 e 1959.

FNM 2000 JK 1963
R$ 175.000,00

VW Parati Surf 1995
R$ 57.000,00

R$ 29.900,00

R$ 85.000,00

VW Apollo GLS 1.8
R$ 24.800,00

FNM Jk 2150
R$ 135.000,00

VW Fusca 1300 1970
R$ 45.000,00

VW Voyage LS 1.6 1986
R$ 50.000,00

BMW 740i 1997
R$ 95.000,00

R$ 32.000,00

VW Fusca 1500 1973
R$ 38.500,00

Daimler DB18 Convertible 1949 com o casal Rúbio Fernal e Mônica Borges

Pontiac Cheftain 1953, Chevrolet Special Deluxe 1941, Plymouth Super DeLuxe 1948 e Buick Eight 1948

Carmenses e visitantes puderam apreciar ainda no desfile o Buick Eight 1948, o Chevrolet Special Deluxe 1941, o Plymouth Super DeLuxe 1948, o Pontiac Cheftain 1953, entre muitos outros. Encerrando o desfile, aplaudido efusivamente, a bordo do Daimler DB18 Convertible 1949, surge o casal Rúbio Fernal e Mônica Borges, os responsáveis por esse grande evento. Rúbio é proprietário do inigualável museu Garagem do Automóvel e Mônica é a presidente da ONG beneficente ICAFE – Instituto de Cultura, Arte, Fazer Responsável e Educação Ambiental. Ambos são trabalhos de excelência. Após o desfile, um animado e concorrido concurso de chapéus trouxe mais charme ao festival.

Orquestra Ouro Preto, Wilson Sideral, Júlia Resende, Tia Rê com a Patrulha Canina

De volta aos shows, na tarde de sábado foi a vez do Pop Rock nacional com a banda 32 Dentes e à noite dois grandes momentos: a apresentação da Orquestra Ouro Preto interpretando The Beatles e o encerramento com chave de ouro com o show de Wilson Sideral. No domingo foram necessários dois palcos para abrigarem tantas atrações. Na Praça da Rodoviária se apresentaram a banda ICAFE, o Coral 7 Lagoas e Tia Rê com Patrulha Canina, para a alegria da criançada. Na Praça da Matriz se apresentaram Jubah Samba Raiz, Aquiles Ramos com seu sertanejo universitário e a revelação do programa The Voice, Júlia Rezende.

Exposição no denominado ‘Salão do Automóvel’ ao lado da Igreja Matriz Nossa Senhora do Carmo

Na mesma Praça da Matriz, durante todo o final de semana, participantes puderam visitar o Salão do Automóvel, espaço criado especialmente para o evento, finamente decorado, onde ficaram expostas raridades automotivas. Puderam conhecer também, apreciar e adquirir artesanatos e outros produtos locais e degustar, além do premiado café de Carmo da Mata, delícias da culinária da região, especialmente as oriundas dos aprendizes do ICAFE. O Instituto se dedica às crianças, jovens e mulheres em condições de vulnerabilidade. Gratuitamente fornece cursos de ensinos profissionalizantes, de música, computação, artes, promove atividades remunerativas e empregos. O valor do ingresso arrecadado pelo ‘Garagem do Automóvel’ é destinado à ONG. Toda essa dedicação foi reconhecida recentemente. Em abril deste ano, Mônica Borges recebeu a maior honraria concedida pelo Governo de Minas Gerais, a medalha da Inconfidência, criada por Juscelino Kubitschek em 1952, para agraciar pessoas que prestam relevantes serviços à sociedade. 

Rúbio Fernal, fundador do Garagem do Automóvel ao lado Mônica Borges, fundadora do ICAFE

Graças a essa sintonia entre antigomobilismo e filantropia, entre o ‘Garagem do Automóvel’ e o ICAFE, Carmo da Mata pode ser considerada privilegiada. O casal Rúbio e Mônica, além de estarem atentos às necessidades da população menos favorecida, presenteiam a cidade todos os anos com este memorável festival de cultura, arte e lazer. É o antigomobilismo sendo praticado da maneira mais nobre! 

Texto e Fotos: Jorge Filho
Edição: Fatima Barenco

Deixe seu comentário!

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER.

Novidades dos Classificados