Ambrela
Coberturas

Encontro Mensal do Parque da Luz – outubro de 2016 – São Paulo, SP

Encontro Mensal do Parque da Luz – outubro de 2016 – São Paulo, SP

Nossos eleitos de outubro

Este mês a data foi alterada devido às eleições municipais

No dia 2 de outubro o Brasil inteiro cumpriu o seu dever cívico de votar nas Eleições Municipais, embora seja verdade que os candidatos não fossem lá essas coisas. Por esse motivo o Encontro Mensal do Parque da Luz, que acontece sempre no primeiro domingo de cada mês, foi transferido para o dia 9.

Falemos um pouco dos automóveis, mantendo esse clima de política, já que em várias cidades, o pleito só acaba mesmo no dia 30 de outubro, quando haverá o segundo turno para prefeito.

No Parque da Luz, foram muitos candidatos, mas neste caso, de altíssimo nível. Eis então os nossos eleitos:

Chevrolet Bel Air 1955
Chevrolet Bel Air 1955

– Chevrolet Bel Air 1955 – Foi o modelo que deu o ponta-pé inicial à conhecida trilogia Chevy daquela década, que teve também o 1956 e o 1957. Qual dos três você prefere?

– Puma, Miura e MP Lafer – três dos mais famosos e bem-sucedidos foras-de-série nacionais de décadas passadas. Que jovem antigamente não sonhava ter qualquer um deles?

Pick-upinha dos tempos da II Guerra Mundial
Pick-upinha dos tempos da II Guerra Mundial

– Pick-up Chevrolet AK 1941 – Este foi justamente o ano do lançamento dessa linha, que no Brasil ficou mais conhecida pelos caminhões Tigre e Gigante. Lembra deles?

– FNM D11000 1970 – Ainda na linha dos pesados, o lindo caminhão da Fê-Nê-Mê, a marca estatal da terra do Zeca Pagodinho — Xerém, RJ — e que nos anos 1950 era muito utilizada em São Paulo para o reboque das lotações papa-filas.

Chrysler Esplanada 1969
Chrysler Esplanada 1969

– Esplanada 1969 – Ela nasceu Simca, como uma derivação da Chambord, sendo igual a ela em toda a área da cabine. Tinha um charme todo especial, principalmente depois que virou Chrysler. Mas teve vida curta…

– Dodge Dart 1973 – Foi justamente o sucessor da Esplanada, lançado em 1969. Os primeiros eram apenas na versão Sedan, de quatro portas.

– Dodge Charger R/T 1972 – Um dos maiores expoentes entre os muscle cars americanos. Este já foi fabricado numa época em que as montadoras começavam a pisar no freio em termos de potência, devido à crise do petróleo. Mas esse exemplar do Parque da Luz tem o mais potente motor disponível naquele ano: o 440, que rende 280hp. Nada mal, hein?

– Fords Modelo A – Para encerrar, a ‘turma’ que ilustra a foto principal dessa reportagem. Esses adoráveis Fordinhos não receberam o título de ‘automóvel do século’, que foi dado ao seu antecessor, o Modelo T. Mas certamente foram os eleitos do coração dos brasileiros admiradores de calhambeques.

Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Odair Ferraz

Espalhe por aí!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp