Repórter Maxicar

Grandes marcas europeias investem na restauração de seus clássicos

Ferrari Classiche

Lista que tem Ferrari, Mercedes-Benz, Jaguar, Lamborghini e BMW, ganha agora o reforço do Grupo Fiat Chrysler Automóveis

Imagine poder restaurar seu carro antigo na própria fábrica, por profissionais hiper especializados e somente com peças originais. Sonho distante? Talvez aqui no Brasil. Mas na Europa vem tomando corpo entre as grandes fabricantes de automóveis nos últimos anos a filosofia de preservação de seus modelos históricos. E isso vem se traduzindo através da criação de departamentos especializados na restauração desses automóveis.

A maioria desses centros de excelência restaura não apenas clássicos de seus acervos, mas presta serviços também para os colecionadores. De modo geral, faz parte também do pacote de serviços a emissão de laudos e certificados de originalidade, documento que pode multiplicar o valor do automóvel.

A italiana Ferrari foi uma das pioneiras, com o Ferrari Classiche, que teve suas atividades iniciadas em 2006. Você que é ligado em automóveis já deve ter visto algum documentário a respeito nos Canais Discovery.

Polo Storico Lamborghini

Sua arquirrival Lamborghini mantém também seu Polo Storico, oferecendo os mesmos serviços a seus clientes: manutenção, restauração, venda de peças e literatura impressa ou digital.

Já a inglesa Jaguar criou seu Jaguar Heritage em 1981, mas o setor destinado a restaurações teve as atividades iniciadas somente em 2015. Antes disso o Heritage se dedicava apenas à preservação de automóveis, documentos, peças, ferramentas e certificados. A oficina fica em Coventry e a empresa busca e entrega o veículo em qualquer localidade do reino Unido e o cliente pode fazer uma visitinha durante a restauração de seu Jaguar.

Jaguar Heritage

É claro que três das mais tradicionais marcas alemãs não poderiam ficar de fora. A da BMW se chama BMW Mobile Tradition e fica junto ao edifício da BMW Classic, que guarda o enorme acervo da marca.

Já a Mercedes Benz mantém em Stuttgard seu Classic Center, que não chega a fazer restaurações, mas faz manutenções, fornece peças e dispõe de literatura para qualquer modelo.

Porsche Classic

A Porsche também tem sua oficina de clássicos, que é voltada não apenas para o cervo de seu próprio museu, mas também para serviços a terceiros. Além de restaurações completas, presta todos os serviços da Mercedes-Benz.

E agora é a vez da FCA (Fiat Chrysler Automóveis) apresentar o seu projeto Reloaded by Creators, que funciona de forma um pouco diferente dos que citamos acima. Ao invés de restaurar clássicos de clientes, a FCA irá vender modelos de quatro de suas marcas europeias — Fiat, Alfa Romeo, Lancia e Abarth (a Ferrari deixou o grupo em 2016) — que serão restaurados em sua Officine Classiche.

Segundo à empresa, serão postos a venda sempre poucos exemplares, de modelos considerados históricos, em conservação equivalente a um carro novo e autenticidade certificada pela empresa. No momento, estão sendo oferecidos 5 modelos, cujas informações comerciais podem ser obtidas através de um formulário de consulta no próprio site da empresa: Alfa Romeo Spider 1991, Fiat 124 Sport Spider Europa 1981, Lancia Appia Coupê 1959, Lancia Fulvia Montecarlo 1973 e Alfa Romeo SZ 1989.

Chega a soar meio estranho para um gigante como o Grupo FCA, se aventurar em um negócio minúsculo como esse, se comparado aos bilhões de dólares que fatura anualmente, comercializando seus produtos em 190 países.


Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: sites oficiais das marcas citadas

Comentários do Facebook

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp