Coberturas

Village Classic Cars – Rio de Janeiro, RJ

Uma exposição de automóveis clássicos que vem dando o que falar

Evento reúne 130 exemplares do mais alto nível, em shopping center da Barra da Tijuca

“Um incrível passeio na história através de autênticas relíquias automobilísticas”. Assim a assessoria de imprensa do Shopping VillageMall descreve o evento em seu release oficial. Pode parecer um texto meio batido, mas o Village Classic Cars é isso mesmo, pois essa bem escolhida seleção é um apanhado resumido do que se produziu mundo afora em termos de automóveis entre as décadas de 1920 e 80.

As tais ‘relíquias automobilísticas’ ficam por conta de modelos como Rolls-Royce Phantom I 1927, Chandler Big Six Touring 1927, DuPont E 1927, Fiat 520 1928, DKW F5 Cabriolet 1937 e o simplesmente sensacional italiano Isotta Franschini 8 A Cabriolet D’Orsay 1925, que pertenceu à cantora lírica Gabriela Besanzoni Lage, cuja residência é hoje o famoso Parque do Rio de Janeiro, que leva seu sobrenome. Automóvel de valor incalculável, teve produção de menos de mil unidades, que custava a fortuna de US$ 20 mil na década de 1920. São ou não relíquias? Mas esses são apenas alguns dos mais antigos.

Jaguar E-Type (E), Porsche 911 e Mustang Conversível

Já no saguão de entrada, como aperitivo para os cerca de 130 do ambiente principal, três modelos até bem comuns nessas circunstâncias, mas que certamente levariam o prêmio máximo em outros bons eventos. São eles o inglês Jaguar E-Type (que já foi considerado o mais belo automóvel do Mundo), o alemão Porsche 911 e o americano Ford Mustang Conversível. Os dois últimos dispensam maiores apresentações.

Pulemos agora para as décadas de 1940 e 50 com aristocrático inglês Jaguar MK IV conversível 1948, os americanos La Salle Sedan 1940 (uma subdivisão da Cadillac que teve vida curta), Ford Custom Conversível 1950, Cadillacs 1947, 1952 e 1953;  Buick Century Coupe 1955; Packard One-Twenty Touring Sedan 1940; o alemão Mercedes Benz 170S Cabriolet 1951; o francês Panhard Dyna X 1952 (que parece que está sempre alegre, assobiando!); entre outros.

Tatra T87

Parágrafo à parte para o então revolucionário e completamente fora do comum Tatra T87 1938. O carro de fabricação Tcheca com excelente aerodinâmica, possui motor V8 refrigerado a ar e instalado na traseira, com um curioso sistema com vidro traseiro, que permite a visão do motorista através do cofre do motor. Sem falar no terceiro farol e outros detalhes bem pouco usuais. A Tatra ganhou merecido reconhecimento na edição 2014 do elegante Peeble Beach Concours D’elegance, onde recebeu uma homenagem especial.

Entre os diversos esportivos europeus os ingleses Triumph TR4 1966 e Lotus Europa 1970 (não lembra o nosso Puma?); a italianíssima Ferrari 365 GTB/4 Daytona 1971; os alemães BMW 2002 Cabriolet e Porsches 911 e 914 (o famigerado “Porsche Volkswagen”).

Citroën SM Maserati: esportivo disfarçado

SM 1972. Com carroceria de desenho bem fora do comum, como a Citroën se arriscava a fazer antigamente (e ainda faz de vez em quando até hoje), o que ele seria? Um sedanzão? Um coupê? Pode ser… Mas nos permitimos dizer que ele pode ser considerado também um esportivo, como os citados acima. Por que? É que ele tem “Maserati” no sobrenome. E não apenas isso. Tem também o DNA! É fruto da parceria entre Citroën e Maserati e sob o capô esse motor na versão V6 2.7 litros, com 179cv de potência. São três carburadores Weber de corpo duplo. E mais: seu interior é igualzinho ao do superesportivo Maserati Merak do mesmo ano, assim como a mecânica.

O Toyota do ídolo do Flamengo

Entre os automóveis dos anos 1980, um certo Toyota tem sido muito fotografado. Não que ele seja assim um símbolo de beleza automotiva. Mas sim por seu proprietário e por sua história. Em 1981 o Flamengo foi ao Japão defender o título do Mundial Interclubes. O clube carioca venceu por 3X0 o Liverpool, da Inglaterra. A Toyota, patrocinadora do torneio, presenteou Nunes (artilheiro da partida) com um Corolla, enquanto Zico (o melhor jogador em campo) levou este Celica GT 2.0, que pertence ao Galinho de Quintino até hoje. Repare a assinatura da placa!

Nacionais em versões esportivas

Entre os nacionais, versões esportivas de modelos convencionais, como o Chevette e o Monza S/R, Gol e Corcel GT, e esportivos “à vera’, como Santa Matilde 4.1, o Miura, e o Puma.

Por falar nisso, entre os brasileiros, três peças raras, o primeiro um esportivo famoso. Os outros dois, carros únicos.

Brasinca Uirapuru

Chamando simplesmente pelo nome Brasinca GT 4200, às vezes custa alguns instantes para lembrar que estamos falando do Uirapuru. Criado pelo espanhol radicado no Brasil Roberto Soler, diferente dos esportivos nacionais dos anos 1960, o Uirapuru tinha carroceria de metal e motor de 6 cilindros (o mesmo da pick-up Chevrolet Brasil). Foram fabricadas apenas 77 unidades, o que o torna hoje extremamente raro.

O Monarca

A segunda peça rara é o Monarca 1954. Provavelmente o primeiro capítulo da história dos fora-de-série brasileiros. Possui chassi Volkswagen e componentes de um Porsche 356, com carroceria em metal. Teve Anísio Campos — na época um jovem em início de carreira — como um de seus projetistas. É o único remanescente de uma leva de 10 automóveis, todos de modelos distintos, fabricados sob encomenda.

Puma Al Fassi

Por fim, temos um Puma das Arábias! É o Al Fassi. Pois é… Olha só que história: em 1989 o famoso pugilista americano Mohamed Ali estava envolvido no negócio de automóveis. Ele negociou com o Sheik Al Fassi, da Arábia Saudita, a possível compra de 400 unidades de uma versão especial do Puma, baseada no P-018.  Foram fabricados dois protótipos e enviados para lá. Uma terceira carroceria foi fabricada, mas não montada. E ficou por aqui. O negócio acabou não vingando e os dois protótipos nunca mais retornaram. A carroceria nº 003 permaneceu guardada em Curitiba até 2009, quando foi então finalizado este carro, pelos mesmos profissionais que montaram os 2 primeiros.

Gostou? Então fique esperto! O Village Classic Cars começou no dia 19 outubro e vai até o dia 29 — próximo domingo. Então, ainda dá tempo de dar uma passada por lá e ver ao vivo tudo isso. Anote aí:

Village Classic Cars
Data: De 19 a 29 de outubro
Horários: Segunda a sábado, de 12h às 22h e domingo de 12h às 21h.
Local: Piso SS1 do Shopping VillageMall
Endereço: Avenida das Américas, 3900 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro, RJ



Texto e edição: Fernando Barenco
Fotos: Odair Ferraz

Comentários do Facebook

Novidades dos Classificados

Informativos pelo WhatsApp

%d blogueiros gostam disto: