Coberturas

6º Encontro de Opalas e Carros Antigos – Barbacena, MG

 

Uma festa não só de Opalas

Evento reuniu veículos de diversas marcas e modelos no Igreja de Santo Antônio

No último final de semana o clube Opaleiros de Barbacena realizou seu 6º encontro anual. O adro da Igreja de Santo Antônio foi o local da festa. Como essa semana foi o dia desse Padroeiro, as barraquinhas que deram suporte ao evento faziam lembrar as quermesses da Igreja em bons tempos passados, dando um ar ainda mais nostálgico ao encontro.

Veículos de várias marcas e modelos prestigiaram o evento
Caravana de São Paulo com a turma do clube “Opalas e Antigos da Sul”

Reuniram-se ali clubes de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo com a turma do clube “Opalas e Antigos da Sul”, da capital paulista agitando e alegrando o encontro com uma caravana de cerca de 20 pessoas. Nem demonstravam cansaço e nem parecia que tinham percorrido 600 km para chegar ali.

Na entrada do encontro, que aconteceu no domingo, 18/06, as inscrições eram feitas com as ‘Opaleiras de Barbacena’, clube feminino formado pelas esposas e namoradas dos proprietários de Opalas da cidade e um D. J. alegrava a praça com músicas dos anos 1960.

Opel Kapitan, 1951(d) ao seu lado o Opel Rekord 1900 Automatic ,1968

Na exposição de carros, predominância, claro, para os Opalas, seguidos por outros Chevrolet e carros de todas as marcas. O clube teve o cuidado de enfileirar os automóveis que fizeram a história desse sucesso de vendas. Ao lado do ancestral Opel Kapitan 1951 de Ernandes Ramos, estava o Opel Rekord 1900 Automatic 1968 de Fausto Picinin, o carro alemão que inspirou o brasileiro Opala e ao lado dele o primeiro modelo de Opala nacional, o De Luxo 1970 de Ubiratan Alves, e na sequencia, um 1972 de Carlos Henrique, um 1973 de Fabrício Chartone e assim sucessivamente enfileirados passando-se dos anos 1970 para os modelos 1980, até chegar nos últimos fabricados, nos anos 1990.

Destaques também para os veículos militares
Jeep Willys 1951, conhecido como ‘Cara de Cavalo’

Outros destaques eram os veículos militares, o caminhão Chevrolet Brasil 6500 ano 1962 de Paulo Rogério e o Jeep Willys 1951, conhecido como ‘Cara de Cavalo’. Nesse clube uma pessoa se destaca: é o diretor Renato Mauro de Paiva Oliveira, que pode ser conhecido também como ‘Senhor dos Opalas’ em Barbacena-MG. Fã incondicional da marca Chevrolet e mais ainda do modelo Opala, possui em sua coleção um Opala 3800 1969, um Opala Especial 1974, um Opala SS 1977, um Comodoro 1981, outro Comodoro 1989, uma Caravan Diplomata 1986, outra Caravan Diplomata 1991, ou seja, veículos de todas as décadas em que o Opala foi fabricado. Sua coleção conta com veículos de outras montadoras também.

Renato Mauro de Paiva Oliveira, o ‘Senhor dos Opalas’ em Barbacena-MG

Foi interessante ver nesse encontro uma barraca onde ‘rolava’ um churrasquinho envolvendo os dois clubes da cidade, Opaleiros e SCAB – Sociedade do Carro Antigo de Barbacena em clima de muita união. Em um local do evento isolado para essa finalidade, o CAARR Clube de Autos Antigos Rota Real -com seu presidente Caio Pereira e diretoria- realizou rigorosa vistoria em veículos pretendentes a placas pretas.

No sábado aconteceu o coquetel no ‘Espaço Avenida’

Como se vê, a cada ano esse encontro se supera em atrações e na noite anterior, no sábado, 17/06, o clube se reuniu  e recebeu amigos como os do Caravan Opala Clube de Belo Horizonte-MG para um coquetel no ‘Espaço Avenida’. Foi uma confraternização muito animada onde serviu-se a já tradicional ‘Comida de Boteco’ mineira e uma cervejinha. Clubes de São Paulo-SP, Paraíba do Sul-RJ, Juiz de Fora-MG, Conselheiro Lafaiete-MG, Nova Lima-MG, Dores de Campos-MG, Congonhas-MG, São João del Rei-MG, Belo Horizonte-MG, Carandaí-MG, Santos Dumont-MG, Cachoeira do Campo-Ouro Preto-MG, entre outros, prestigiaram o 6º Encontro Anual dos Opaleiros de Barbacena.

Exposição  Momentos  Coquetel

Texto e fotos: João Baptista Jorge Pinto Filho
Edição: Fatima Barenco

Comentários do Facebook