Coberturas

2º Raid Estrada Real – Tiradentes, MG

Um charmoso e divertido rally de automóveis clássicos

Veículos das décadas de 1930 a 1990  garantiram um belíssimo espetáculo pela Estrada Real

Mais uma vez, Tiradentes foi o cenário perfeito para o mais charmoso e divertido rally de automóveis clássicos de Minas Gerais. De um Ford A 1931 a um Honda Civic CRX Del Sol, todas as décadas dos anos de ouro do automóvel estiveram representadas pelos 54 inscritos.

Automóveis de todas as décadas dos anos de ouro do automóvel estiveram representadas pelos 54 inscritos

Clássicos de primeira linha dos dois lados do Atlântico, como Cadillac Series 62 Convertible 1941 e Rolls-Royce Corniche 1971, passando pelos incríveis muslce-car Plymouth GTX 1969 e Chevy El Camino SS 1970, esportivos europeus como MGB 1969, Alfa Romeo Giulia Super 1967, Mercedes-Benz 450 SLC 1976, BMW 635 CSi 1988 e BMW 2002 Ti 1970, além de nacionais de altíssimo nível, como Aero-Willys 2600, seis Dodges (dois Dart, um Charger LS, um R/T, um Gran Sedan e um Le Baron) e Puma GTE, mais os esportivos japoneses dos anos 1990 e até um soviético Lada Laika, garantiram um belíssimo espetáculo pela Estrada Real.

Aero Willys 1969
Fusca 1972

Dessa vez, o percurso foi bem menos travado, favorecendo os participantes que escolheram veículos de maior potência para negociar as ultrapassagens sobre os caminhões. O ponto triste foi um acidente com uma linda Caravan SS na véspera da prova, o que não impediu a dupla Guilherme e Leila de darem um jeito de fazê-la andar no dia seguinte e ainda buscarem o quinto lugar da prova! No final, muitos elogios dos que participaram e muita festa na Pousada Pequena Tiradentes.

 

Os patrocinadores master Inova-Ford e LuxGlass 3M marcaram presença e, junto com apoiadores MyBox Selfstorage, Sam’s Lavajato e GV Pneus/Dunlop, sortearam brindes entre os presentes. O pódio ficou com o belíssimo Gran Sedan 1977 da dupla Maurício Pires e Filipe Cançado, seguido pelo Passat Flash 1987 de Rodrigo Giordano e Marcel Fernandes e pelo Mercedes-Benz 450 SLC 1976 de Mário Lott e Bosco. O quarto lugar coube ao Mazda Miata MX-5 1992 de Clemenceau Saliba e Robert Farrer, enquanto a Caravan SS 1978 de Guilherme Fubá e Leila Lan fechou o pódio.

Gran Sedan 1977 da dupla Maurício Pires e Filipe Cançado

Mais uma vez, o Fordinho 1931 levou para casa o troféu de veículo mais antigo a completar a prova, enquanto o Troféu Gentleman Driver, referente ao espírito esportivo, ficou para KK Dutra que, no seu Mustang 1969, parou a sua prova para socorrer o Aero-Willys do amigo Tom Zé, em pane seca. Para este ano, dois novos troféus foram criados: o Troféu Batom, que premia a mulher mais expressiva do evento e o Troféu para o melhor nacional. O primeiro coube à Kika, duas vezes pódio em eventos passados e entusiasta do modo de navegação “old fashion”, só com cronômetro e calculadora. O segundo foi para o Aero Willys 2600 1969, primorosamente restaurado pelo Tom Zé Chernicharo.

Best of Show foi para o Cadillac Series 62 1941 de José Cândido Muricy Neto

Finalmente, o Best of Show foi, indiscutivelmente, para o Cadillac Series 62 1941 de José Cândido Muricy Neto que, como sempre, foi rodando (ou seria flutuando?) desde o Rio de Janeiro até o evento.

No final, ficou a certeza que a tradição criada pelo CVA-MG tem agradado a cada vez mais entusiastas.
Bem-vindos!


Álbum de Imagens

 

Texto: Luís Augusto Malta
Fotos: Júlia Dias e Johnny Bonneville
Edição: Fatima Barenco

Comentários do Facebook

Novidades dos Classificados