Coberturas

6º Encontro de Carros Antigos de Capim Branco-MG

Três belas Chevrolets dando um colorido especial ao evento

6º Encontro de Carros Antigos de Capim Branco-MG

Com garra e coragem

Evento foi um sucesso, mesmo sem contar com nenhum apoio do Poder Público ou patrocínios

Aconteceu no último domingo, 10 de julho, o 6º Encontro de Carros Antigos de Capim Branco-MG. Pela primeira vez, foi realizado pelo Clube de Veículos Antigos de Sete Lagoas, tendo à frente Gisele Goulart em parceria com Gercino Flávio, Paulo Cézar Lapafari e a firma de eventos Old 7.

jejejeje
O Rancho Country ficou lotado

Foi muito descontraído, com personagens de época estilizados em pin ups, hippies e gângsters. Foi montada uma ótima infraestrutura no Rancho Country, espaço de eventos da cidade, com brinquedos para a criançada, food trucks, cervejarias artesanais, barracas com churrascos e petiscos e até uma barber shop. No palco, o rock do cantor Bruno Coimbra.

fgfgf
Antigomobilistas com trajes de época

O excelente esquema de segurança na portaria não se importava com o estado de conservação do carro, mas foi rigoroso com a idade acima de 30 anos. Essa segurança também se fez presente em todos os cantos do Rancho Country. Centenas de carros, de todos os estilos, coloriram o gramado, sendo originais, rat customs, streets, hots, réplicas e até veículos de fabricação própria.

hghghgh
Na foto principal, o Impala 1960 ‘rat’ de André Serra. Ao lado Buick Skylark 1969 e outro Impala 1960

Entre os rats, destacava-se o Impala de André Serra, diretor do Museu Histórico de Capim Branco. Perto dele, outro Impala, totalmente original reluzia junto ao Buick Skylark, Dodge Challenger, entre outros originais. Mas, o que chamou à atenção foram os 4 caminhões COE, estacionados lado a lado. O Fargo 1946 de Fernando Oliveira, de Belo Horizonte-MG; o Chevrolet 1950, de Caio Torres, de Prudente de Morais-MG; o Chevrolet 1942, de Cláudio Renato Cassimiro, que na verdade era uma Chevy Tigre 42, que foi transformada em COE; e o Ford 1948 da presidente do Clube de Sete Lagoas.

Cena rara: 4 caminhões Coe em um mesmo evento
Cena rara: 4 caminhões Coe em um mesmo evento

Este evento foi realizado sem qualquer patrocínio, sem o menor apoio da Prefeitura Municipal. Até o local onde aconteceu é particular e teve que ser alugado. Um absurdo uma coisa dessas, porque um encontro de carros antigos traz cultura, lazer, entretenimento à cidade onde chega e não tem qualquer respaldo? Muitas vezes o próprio presidente do clube organizador tem que tirar dinheiro do próprio bolso para arcar com despesas dos custos da realização do evento.

Muitos presidentes e clubes estiveram ali para dar seu apoio a mais essa iniciativa do Clube de Sete Lagoas, entre eles, Clube do Puma-MG, Galaxeiros das Gerais, Confraria da Ferrugem, Clube do Carro Antigo de Bello Horizonte, Tottus Antigos de Mário Campos-MG, Carangas do Velho Chico, de Três Marias-MG, Curvelo Car Classic, Vespasiano Opala Clube, Caravan Opala Clube, Clube de Veículos Antigos de Nova Lima, dentre muitos outros.

capim6
A organizadora do evento, Gisele Goulart, e o Ford 1948

Todos os eventos promovidos por essa turma: Gisele, Gercino e Paulo Cézar fazem estrondoso sucesso e já se tornaram marcantes em Minas Gerais. Com certeza, todos trabalharam muito para chegarem a esse sucesso, por isso, todos têm seus méritos. O que é raro de se ver é uma mulher tão determinada na coordenação, divulgação e realização de eventos que já chegaram ao incrível número de 500 carros em exposição, em Sete Lagoas. Juntando-se estes fatos ao Ford COE 1948, com o qual a pin up de salto alto chegou ao encontro, pode-se dizer que Gisele Goulart é a ‘Senhora dos Carros e Caminhões Antigos em Sete Lagoas e região’. Já fez história, já deixou sua marca e já escreveu seu nome no livro do antigomobilismo feminino.

   ÁLBUM DE IMAGENS

Texto e fotos: João Baptista Jorge Pinto Filho
Edição: Fernando Barenco

Comentários do Facebook

Novidades dos Classificados