Mário César Buzian Nossos Colunistas

Mobil Home, a casa móvel da Turiscar

A Mobil Home tinha todo o conforto de uma casa normal, mas podia ser transportada

Mobil Home, a casa móvel da Turiscar

Pouca gente sabe, mas houve um projeto feito pela Turiscar para a construção de casas móveis, algo recorrente em países desenvolvidos, mas que nunca tinha sido tentada por aqui…

Essa ideia germinou depois de uma viagem que o Sr. Pedro Scheid empreendeu em alguns países da América do Norte onde esse tipo de construção é muito comum, pois o proprietário muitas vezes aluga o terreno e coloca a sua casa em cima e quando quiser ou necessitar pode retirar o seu lar em pouquíssimo tempo e sem problemas para recolocá-la em outro local, com segurança e praticidade.

Uma das principais vantagens desse projeto era exatamente o fato dele ser MÓVEL, podendo ser transportado na carroceria de um pequeno caminhão (Chevrolet D-40, Dodge D-400, Mercedes 608-D ou Ford F-4000) e que não necessitava de batedores na estrada, muito menos contrariava as normas do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem — DNER.

A Turiscar tinha preparado inclusive toda a assistência para a preparação da casa, ficando responsável pelo transporte da mesma a nível nacional, sem contar a qualidade da construção com todo o know-how da empresa e o emprego dos mais finos materiais de acabamento – os mesmos do famosos trailers e motor-homes.

A única necessidade era a montagem de um alicerce sob o qual a casa ficaria apoiada, com pontos de água, luz e esgoto e a ligação dos mesmos na casa.

A planta poderia ser bem flexível, mas normalmente incluía uma sala, uma copa-cozinha, dois dormitórios e um banheiro.

Na sala de estar era instalado um grande armário embutido com local para TV, som ou biblioteca. O banheiro possuía box de banho e toalete moldado em fibra de vidro (no mesmo padrão dos trailers) e um bom armário fixado no corredor de acesso à sala e aos quartos, que possuíam camas de casal e beliches com tulhas sob as mesmas para total aproveitamento de espaço mais luzes de leitura individuais, além de armários embutidos.

A cozinha era equipada com um fogão de quatro bocas, pia e balcão de aço inox, armários feitos sob medida e geladeira à escolher.

Vale lembrar que todas as dependências possuíam vários pontos de luz e água, podendo receber quaisquer adaptações para a maior comodidade dos seus donos assim como os trailers.

As fotos que você vê nessa matéria foram feitas no Pavilhão de Exposições por ocasião da Feira da Uva em Caxias do Sul,RS em 1977.

Apesar da boa receptividade, não houve encomendas desse produto inovador…

A casa que ilustra essas fotos ficou por vários anos instalada dentro das dependências da fábrica da Turiscar, servindo como abrigo e descanso aos funcionários da empresa e acabou sendo desmontada em fins dos anos 1980, virando sucata.

Eis um projeto que se fosse retomado nos dias atuais poderia fazer enorme sucesso graças às facilidades de construção sem desperdícios com seu uso e durabilidade praticamente eternas, isso sem contar o fato de que seria ecologicamente correta já que não agrediria o meio-ambiente, assim como são os trailers…

Mário César Buzian – Paulistano de 46 anos de idade,  frequentou campings desde que nasceu e presenciou o auge desse movimento no Brasil, nos anos 1970 e 80. Publicitário de formação, tem no antigomobilismo o seu hobby preferido, tendo expressiva participação no meio há três décadas. Atualmente vive no Rio Grande do Sul e é o criador da empresa “Traga o Guincho”, que executa serviços de vistoria e consultoria antigomotiva.

 

Comentários do Facebook

Novidades dos Classificados