Conteúdo Mário César Buzian Nossos Colunistas

Os rebocadores

Sr. Pedro Luiz Scheid considerava os modelos da linha Galaxie os melhores rebocadores entre os automóveis

Os ‘rebocadores’

Os automóveis que ‘tracionavam’ os trailers Turiscar por viagens mundo afora

Nesse segundo artigo falando sobre os trailers fabricados pela Turiscar, é muito interessante saber um pouco sobre os automóveis rebocadores, que foram os verdadeiros “coadjuvantes” nessa árdua função, desde um simples VW Sedan 1200 (que tracionou o primeiro protótipo), até suntuosos e exclusivos sedans e utilitários de grande porte que foram usados para impulsionar pesados trailers de dois eixos e mais de duas toneladas de peso bruto.

turiscar_rebocadores2
Uma família e sua Ford F100. As pick-ups tinham grande capacidade de tração

Como o Sr. Pedro Luiz Scheid (meu saudoso sogro e fundador da empresa) me explicou, a princípio qualquer automóvel nacional poderia rebocar um trailer. Porém, este o fazia com maior facilidade e tranquilidade quando dispusesse de maior “massa”, motor e freios, o que lhe daria sempre maior margem de segurança. É de extrema importância frisar o seguinte: no caso específico dos trailers, PARAR é muito mais importante do que TRACIONAR.

Embora a maioria dos modelos Turiscar dispusessem de freios acionados por um exclusivo sistema hidráulico, e que por si mesmo já auxilia e muito na frenagem, a “massa” (peso total do veículo) sempre influiu de sobremaneira no desempenho das frenagens…

Uma Chevrolet Veraneio em viagem a Canela, RS
Uma Chevrolet Veraneio em viagem a Canela, RS

Seguindo essa linha de raciocínio, podemos afirmar que os melhores “puxadores” de trailers de dois eixos seriam as picapes (Ford F-1000,Chevrolet C-14, Dodge D-100), seguidas dos utilitários (Chevrolet Veraneio, Ford/Willys Rural), grandes sedans e cupês, (Ford Galaxie, Dodge Dart/Charger), e carros médios (nessa categoria,incluem-se Chevrolet Opala e Ford Maverick), todos com motores de seis ou oito cilindros, movidos à gasolina ou diesel.

Para os trailers de um só eixo, com sistema frenante auxiliar e ativo, qualquer outro veículo nacional poderia fazê-lo, mas sabemos que os de tração traseira tinham um desempenho melhor (vide Dodge Polara, Chevrolet Chevette e a linha VW refrigerada a ar – Kombi, VW Sedan, TL-1600, Variant, Brasília, Karmann-Ghia) do que outros com tração dianteira (VW Passat, Fiat 147, entre os da primeira geração, dos anos 1970).

Automóveis pequenos também podiam rebocar. O Fusca, com sua tração traseira, era melhor que o Fiat 147
Automóveis pequenos também podiam rebocar. O Fusca, com sua tração traseira, era melhor que o Fiat 147

As fotos demonstram que alguns carros realmente acabavam se sobressaindo nessa árdua tarefa, e o Sr. Pedro sempre enfatizou que o melhor automóvel rebocador construído naquela época era o Ford Galaxie, feitos para longas e tranquilas viagens, com sobra de espaço e potência; possuíam grande capacidade de tração e frenagem, e eram luxuosamente equipados, sendo esses os preferidos da Família Scheid para o serviço.

O Sr. Pedro equipou dois desses “tracionadores” Ford Galaxie com sistemas de freio, rodas alargadas, caixas de câmbio de quatro marchas e diferencial de tração positiva herdados das picapes F-1000, o que dava ao conjunto propulsor grande facilidade para o serviço pesado. Esses dois Galaxie fizeram por várias vezes a rota Brasil-Chile, passando pelas Cordilheiras dos Andes, sem nenhum tipo de problema assinalado.

Em 1975 a Chrysler cedeu à Turiscar um Charger R/T para testes
Em 1975 a Chrysler cedeu à Turiscar um Charger R/T para testes…

Outra história interessante, relatada pelo Sr. Pedro, foi a de quando a equipe técnica da Chrysler do Brasil pediu a sua ajuda para desenvolver uma caixa de transmissão automática, equipamento opcional na linha Dodge Dart/Charger. Foi cedido a título de experiência um Dodge Charger R/T ano 1975, zero quilômetro, equipado com câmbio automático para os testes, que foram efetuados pelo próprio Sr. Scheid (naqueles tempos, os executivos da empresa norte-americana eram grandes clientes dos produtos Turiscar), durante aproximadamente oito meses.

turiscar_rebocadores3
…E Sr. Pedro Scheid acabou comprando seu próprio Dodge quatro anos depois

O carro foi aprovado com louvor, e o próprio Sr. Pedro acabou adquirindo um deles anos mais tarde, um Dodge Dart Cupê de Luxo fabricado em 1979 e equipado com a famosa caixa americana “Torqueflite” para rebocar um de seus últimos trailers, um Turiscar Granada – protótipo feito no início dos anos 1980.

Um TURISCAR abraço nosso, direto do Sul do Brasil!

Mário César Buzian – Paulistano de 45 anos de idade, frequentou campings desde que nasceu e presenciou o auge desse movimento no Brasil, nos anos 1970 e 80. Publicitário de formação, tem no antigomobilismo o seu hobby preferido, tendo expressiva participação no meio há três décadas. Atualmente vive no Rio Grande do Sul e é o criador da empresa “Traga o Guincho”, que executa serviços de vistoria e consultoria antigomotiva.

Comentários do Facebook

Tags

Novidades dos Classificados