Coberturas Conteúdo Eventos

XIV Encontro AVA de Veículos Antigos – Juiz de Fora, MG

Vista panorâmica do domingo: lotação esgotada

XIV Encontro AVA de Veículos Antigos – Juiz de Fora, MG

E ainda por cima, é filantrópico!

Filiação do clube organizador à FBVA foi a grande novidade do evento que tem arrecadação destinada à APAE

Quem nos últimos anos acompanha a cobertura do Encontro AVA aqui no Portal Maxicar já espera ler os números sempre impressionantes que envolvem este encontro. Este ano não foi diferente: foram 640 veículos inscritos em dois dias de evento (além de outros tantos que lamentavelmente não fizeram as suas inscrições, apesar da nobre causa da doação de alimentos destinados à APAE…). Quanto aos alimentos doados, hoje (6 de junho) ainda não temos os números oficiais, mas apostamos ter ultrapassado as 3 toneladas. Sem falar no montante arrecadado pelas entidades assistenciais responsáveis pela praça de alimentação.

À partir da esquerda, Jorge Levy, Caio Mário e Roberto Suga: a filiação da AVA-JF à FBVA
À partir da esquerda, Jorge Levy, Caio Mário e Roberto Suga: a filiação da AVA-JF à FBVA

Mas a edição deste ano teve um significado especial, pois marcou o ingresso da Associação de Veículos Antigos de Juiz de Fora no quadro de clubes filiados à Associação Brasileira de Veículos Antigos – FBVA. Jorge Levy Mendes Coelho — o famoso e querido “Borboleta” — e sua diretoria atenderam o convite da entidade que hoje agrega cerca de 140 clubes de antigomobilismo de todo o Brasil. Número que vem crescendo rapidamente, graças ao empenho e à nova filosofia implantada por seu atual Presidente, Roberto Suga, empossado em outubro do ano passado.
— Quanto mais clubes filiados nós tivermos, maior representatividade nós teremos. — afirmou Suga em entrevista recente ao Portal Maxicar.

Roberto Suga (à esquerda, com o microfone), falou informalmente com os  representantes dos clubes
Roberto Suga (à esquerda, com o microfone), falou informalmente com os representantes dos clubes

A solenidade de filiação aconteceu na manhã de domingo, dia 5 de julho, com a presença do próprio Suga e do diretor Regional da FBVA, Caio Mário Baptista Pereira, responsável pela região da Zona da Mata Mineira. Na manhã do dia anterior, 4, Suga teve a oportunidade de conhecer e falar um pouco de modo informal sobre a FBVA aos presidentes de clubes de antigomobilismo presentes ao evento, ‘federados’ ou não.

Mais uma vez o pátio de eventos do Hipermercado Carrefour esteve lotado, apesar de o espaço destinado ao evento ter sido mais uma vez ampliado, e isso aconteceu inclusive no sábado, já que o dia estava mais agradável e ensolarado. Domingo, o frio chegou a Juiz de Fora, mas não choveu, apesar da previsão da meteorologia. Camisetas e bermudas deram espaço às calças compridas e agasalhos.

O Ford F6 foi levado pelo Mercedes Benz 1958
O Ford F6 foi levado pelo Mercedes Benz 1958

O empresário José Herculano da Cruz Filho foi o homenageado especial de 2015. Ele mantém muito bem preservados diversos caminhões que no passado fizeram parte da frota de sua transportadora — a Trans Herculano — que hoje é de grande importância na região. Entre estes veículos está o caminhão tanque Ford F6 1948 que era usado no transporte de querosene e hoje é o mascote da empresa.

Sobre outro Mercedes Benz, dois MBs Unimog, um Fusca Cabriolet e um Karmann Ghia
Sobre outro Mercedes Benz, dois MBs Unimog, um Fusca Cabriolet e um Karmann Ghia

Falando em pesos pesados, causou sensação uma cegonha vinda de Cachoeiro do Itapemirim-ES. A começar pelo próprio cavalo-mecânico: um Mercedes-Benz LP 331 cabine-leito de 1958, que teve sua mecânica totalmente modernizada e recebeu diversos itens de conforto, como direção hidráulica, ar condicionado e bancos de couro. Na plataforma, um conjunto admirável: Fusca Super Beetle Alemão Cabriolet 1979; Karmann Ghia Automático também alemão 1969 e caminhões Mercedes Benz Unimog 404 militar 1961 (serviu ao Exército da Suíça) e Unimog 1550 1991. Toda essa “frota” pertence ao colecionador Joaquim Carlette. A plataforma, que possui um sistema hidráulico, foi especialmente fabricada a pedido dele para transportar de forma organizada os veículos de sua coleção.

ava15_7
Acima, o Carbrasa 1962 em primeiro plano, ao lado de modelos Ciferal e Caio. Abaixo, André Simas ao volante de seu Amélia que pertenceu à Marinha (e)

E não podemos também deixar de falar dos ônibus, sempre presentes aos encontros anuais da AVA-JF. Junto aos exemplares com chassi Mercedes Benz já ‘frequentadores’ de outras edições, nos deparamos com um inédito, muito raro e hoje pouco conhecido Carbrasa TB-6502, fabricado na década de 1960 e que utiliza chassis e mecânica Chevrolet, algo pouco usual. Pesquisando sobre a marca, descobrirmos que a fábrica da Carbrasa ficava no Rio de Janeiro e que o fundador da empresa foi Mário Sterka, que era também diretor da Volvo do Brasil nos anos 1940.

E fomos convidados a conhecer de perto — por dentro e por fora — o Caio Amélia do petropolitano André Simas. Nosso conterrâneo adquiriu o ônibus 1987 que havia pertencido à frota da Marinha do Brasil no ano passado. Sua carroceria possui aquele típico tom azul escuro acinzentado de viatura e encontra-se em ótimas condições gerais, já que até 2004 foi usado unicamente para o transporte de tropas. Depois de dar um trato na parte mecânica e elétrica, Simas agora tem se dedicado à restauração do interior, naturalmente desgastado pelo tempo.

ava15_8
Frente e verso: o Oldsmobile e o Cadillac

Falemos agora um pouco sobre os automóveis, que como já comentamos, eram muitos! Na ‘rua’ destinada aos importados, ‘de cara’ um incrível Oldsmobile Super 88 fabricado em 1958. A sofisticada marca pertencente à General Motors era um meio termo entre a popular Chevrolet e a luxuosa Cadillac. Foi fundada como uma empresa independente em 1897 e encerrou suas atividades em 2004. Imediatamente a seu lado, um igualmente incrível Cadillac DeVille fabricado no ano seguinte, rivalizando com o Olds em termos de exagero estilístico, cada qual exibindo seus ‘rabos de peixe’ e lanternas em forma de turbina. Obras de arte!

À partir da esquerda, Cads mais comportados: 1947, 1967 e 1971
À partir da esquerda, Cads mais comportados: 1947, 1967 e 1971

Próximos dali, três outros Cadillacs, um mais antigo e dois mais modernos, todos bem mais sóbrios e comportados. O primeiro um Sedan Series 62 fabricado em 1947. O segundo um Eldorado 1967, que tem como principal característica a pouso comum tração dianteira. O terceiro, um Eldorado Conversível de 1971.

Ao centro, o Ford Modelo T, ladeado por dois de seus sucessores
Ao centro, o Ford Modelo T, ladeado por dois de seus sucessores

O automóvel mais antigo deste ano foi o Ford Modelo T fabricado em 1926. Ao lado de seus sucessores do Modelo A, foi muito fotografado. Todos queriam clicar os ‘calhambeques’.

O Chevrolet do modelo Bal Air foi representado em suas três primeiras fases: 1954, 1956 e 1959, todos com estilos bem distintos. Mustangs, Camaros, Corvettes, Mercedes Benz foram outros fabricados longe daqui.

No alto, a partir da esquerda, Bel Air 1956 e 1954. Abaixo, um belo 1959 com sua traseira "asa de gaivota'
No alto, a partir da esquerda, Bel Air 1956 e 1954. Abaixo, um belo 1959 com sua traseira “asa de gaivota’

Mais uma vez foi imbatível o número de Fuscas e seus derivados, esgotando rapidamente as muitas vagas destinadas a eles nos dois dias de evento, obrigando a organização a mistura-los com veículos de outras marcas. Em seguida ficaram os Opalas, com um número muito representativo de exemplares.

Os Fuscas e seus derivados refrigerados a ar foram os campeões de presença
Os Fuscas e seus derivados refrigerados a ar foram os campeões de presença

Da ‘Família Galaxie’ mais uma vez carros de alta qualidade. Este ano destacamos o LTD 1976 de Rodrigo Basílio Galvão, de Leopoldina, MG. O carro foi comprado por seu pai em 2009 em estado de total abandono. É especial não apenas por ter uma rara combinação de cores, com carroceria Branco Nevaska com teto em vinil marrom. Também porque foi restaurado em grande parte pelo próprio Rodrigo e seu irmão, numa chácara da família. O trabalho ficou realmente muito bom!

Belos Galaxies, com destaque para o LTD de Rodrigo Basílio
Belos Galaxies, com destaque para o LTD de Rodrigo Basílio

Rivais dos Galaxies nos anos 1970, os Dodges nacionais também estiverem presentes, com representantes muito bonitos, sendo dois deles de tirar o fôlego, ambos fabricados em 1971 e pertencentes ao colecionador Leandro Ribeiro. O Sedan de 4 portas não é o modelo dos mais desejados entre os admiradores de Mopars, mas o vermelho de Juiz de Fora parecia ter acabado de sair de uma concessionária Chrysler, de tão novinho. Igualmente bem conservado, o Charger — sem ‘R/T’ no nome — é o modelo de lançamento da linha esportiva da Dodge Brasileira e tem detalhes bem diferentes do R/T, lançado somente no ano seguinte: cambio na coluna de direção, bancos inteiriços e a ausência das faixas esportivas. É um charger ‘mais careta’!

Charger e Dart excepcionais
Charger e Dart excepcionais

O colecionador de motocicletas Gilson Pires, levou várias de coleção, todas finamente restauradas por ele mesmo. Honda CB 50, Honda CG 125, Honda ‘70tinha’ e motoneta Garelli foram alguns dos modelos.

Momentos do coquetel de confraternização
Momentos do coquetel de confraternização

No sábado à noite aconteceu o coquetel de confraternização na Associação Portuguesa. Os antigomobilistas e seus acompanhantes se divertiram bastante e dançaram ao som do Grupo Momentos, que trouxe no repertório flash-backs dos anos 1960 e 70, e sucessos da atualidade de vários gêneros. Um solo de saxofone entre as mesas dos convidados emocionou bastante.

 

  EXPOSIÇÃO        MOMENTOS       PANORÂMICAS

   FEIRA DE PEÇAS       FBVA – CLUBES E FILIAÇÃO       COQUETEL

Texto: Fernando Barenco
Fotos e edição: Fátima Barenco e Fernando Barenco

Comentários do Facebook

Tags

6 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Mais uma vez, um evento para ficar marcado, fica até difícil falar sobre o mesmo. Como acontece a cada ano que passa, fica cada vez melhor. A participação aumenta a cada ano, sinal de que está no caminho certo, não era de se esperar nada diferente disso, tendo em vista a organização estar a cargo de gente que gosta do que faz. Parabéns Jorginho, Dona Lena, Lorinho e a toda a Diretoria da AVA-JF, por nos proporcionar mais este “ESPETÁCULO”. Fernando e Fátima do Portal Maxicar, como sempre fazendo uma excelente cobertura, parabéns a vocês também.

  • Cada ano que passa o encontro fica ainda melhor.
    O incansável Borboleta e os demais que o ajudam a organizar o encontro estão uma vez mais de parabéns. Não é fácil organizar um evento desse porte, tanto em relação aos preparativos quanto ao apoio de patrocinadores.
    Este ano tivemos automóveis de excelente qualidade estreando no encontro além dos assiduos frequentadores de todos os anos.
    O ambiente como sempre muito agradável e ótimo para um bate papo com os amigos de sempre e os novos que faz com que o ambiente do antigomobilismo seja mágico.
    Congratulações a todos os antigomobilistas e ao público que fazem desse evento um dos melhores.
    Parabéns Fernando e Fátima. Como sempre, um show de cobertura e a qualidade das fotos mostrando o que foi o encontro nos seus mínimos detalhes.
    Até 2016.

    Amigos do MP Lafer.

  • FANTÁSTICO ! Mais um ano e o sucesso foi total. parabéns ao Jorginho e todos os amigos da equipe da AVA-JF que trabalharam e dedicaram para que essa mais pura celebração da amizade pudesse acontecer.
    Parabéns ao Fernando e Fátima Barenco pelo capricho da cobertura,aliás, meus pais adoraram ter visto nosso LTD na matéria.
    Parabéns a FBVA em filiar a AVA-JF, que realiza esse encontro com tamanha importância dentro do nosso estado de Minas Gerais e que dá um show de solidariedade.
    Parabéns também aos administradores do Carrefour em contribuir novamente por esse encontro ser realizado dentro da sua estrutura.
    Abraço
    Rodrigo Basílio
    Antigomobilistas de Leopoldina-MG

  • Espetacular!
    Mais uma vez o pessoal do AVA-JF se superou. Evento democrático, organizado, simpático, oferecendo tudo o que há de melhor. Muitos carros maravilhosos, “mercado de pulga vibrante”, excelente estrutura para receber os expositores e público visitante.
    Ano após ano repito as mesmas palavras: receptividade exemplar do início ao fim, passando por todos os setores.
    Achei extremamente feliz e pontual o feito entre a FBVA e o AVA-JF. Acredito que as partes acertaram e contribuíram muito para o engrandecimento do antigomobilismo, através da união. Gerir unindo forças! O glamour, neste caso, é a união entre a beleza dos carros e a boa vontade/simplicidade das pessoas. O Jorge “Borboleta” merece o reconhecimento do seu árduo trabalho (logicamente que junto aos seus parceiros e colaboradores). Precisamos reconhecer que colocar cerca de 700 carros em um pátio, com fins filantrópicos, pouca verba, não é para qualquer equipe.
    Espero que esta parceria seja duradoura, pois tenho visto um trabalho interessante na gestão do Sr. Roberto Suga. Fico torcendo para que o trabalho seja de sucesso e que os frutos sejam os melhores possíveis. Que os pensamentos e atitudes sejam sinceros e verdadeiros.
    Não podemos concordar com o silêncio dos bons. Precisamos falar e enaltecer a tentativa de mudar, melhorar, enfim, abrir espaço para novos pensamentos e perspectivas.
    Em Raposo, almoçando conosco, o “borboleta” comentou sobre uma possível visita do Presidente da FBVA ao encontro do AVA-JF. A árvore não só foi plantada, deu frutos em pouquíssimo tempo.
    A cidade de Juiz de Fora é maravilhosa, com pessoas maravilhosas, certamente continuará representando o antigomobilismo de forma brilhante, seja com o AVA-JF ou com o Veteran Car.
    Uso as palavras dos companheiros acima, parabenizando os patrocinadores, o Carrefour e outros. Eventos como este trazem divisas e reconhecimento à cidade e marcas envolvidas.
    Parabéns Maxicar e casal Barenco, sempre eficientes e simpáticos. Estão arrebentando e inovando!
    SDS.
    Henrique Moraes

  • Perfeito!!! É o que podemos dizer sobre esse evento, os amigos acima já falaram tudo o que esse evento significa, portando deixo aqui meus parabéns ao Borboleta e sua turma e até 2016.

    Alexandre Thomaz
    NCVA

  • Um evento grandioso e democrático, como já disseram os amigos acima! Fico feliz de ter participado do evento e presenciado a solenidade que oficializou a filiação da AVA-JF a FBVA. Estaremos de volta no próximo!

    André Grigorevski
    Passat Clube – RJ

Novidades dos Classificados