Conteúdo Fatima Barenco Nossos Colunistas

ALEXANDRE SCHIMITT – Veteran Car Clube de Novo Hamburgo, RS

O sucesso que vem do Sul

Sua paixão pelos “velhinhos” começou meio por acaso, como aliás acontece com muitos que curtem os carros antigos. E em apenas 6 anos, ele se tornou o presidente de um importante clube de automóveis antigos do sul do Brasil.

Ele é empresário do ramo de transportes e tem apenas 35 anos. Este mês o bate-papo é com Alexandre Schmitt, do Veteran Car Clube de Novo Hamburgo, RS.

Nos fale sobre a sua vida no antigomobilismo. Como surgiu essa paixão pelos carros antigos?

Alexandre – Comecei a me interessar por carros antigos no ano de 2001, por querer arrumar uma ocupação aos sábados. Aos poucos fui me envolvendo com as pessoas do meio, através dos encontros, até chegar ao cargo que ocupo hoje.

Veteran Car Clube de Novo Hamburgo: como tudo começou?

    Avalio a Expoclassic como um ícone no cenário turístico e cultural da cidade.

Alexandre – Começou em um encontro de amigos com suas “máquinas antigas” no centro de Novo Hamburgo, no ano de 1978. Fomos evoluindo aos poucos e o clube começou a crescer de verdade a partir do ano de 2002, quando transformamos o mesmo em uma empresa que organiza eventos no próprio município e também fora dele, emitindo inclusive nota fiscal de prestação de serviço.

3.gifVocês realizam anualmente o maior evento do sul do Brasil, sendo também o maior em espaço totalmente coberto do país, a Expoclassic. Na sua avaliação qual o peso deste evento no cenário turístico, político, social e cultural da cidade?

Alexandre – Bom, avalio a Expoclassic como um ícone no cenário turístico e cultural da cidade, pois é o único evento que reúne milhares de visitantes de todas as idades, e também de vários estados do Brasil e fora dele.
Esse visitante fatalmente vai conhecer o município, consumir, gastar, e quem sabe até trazer algum investimento futuro, pois todos sabemos que o antigomobilismo reúne empresários de vários segmentos da economia.

Que outras atividades o clube realiza?

O famoso ônibus do VCC-NH

Alexandre – Realizamos ações conjuntas com a primeira-dama do município na arrecadação de donativos. Somos conselheiros da Defesa Civil, atuando no trabalho de prevenção a desastres, junto a comunidade. Estamos estudando o projeto de formar mão-de-obra especializada na restauração de automóveis antigos, aos jovens do município.

Quem é do meio antigomobilista e nunca o viu, com certeza pelo menos já ouviu falar do famoso ônibus do VCCNH. Eu mesma já tive o prazer de conhecê-lo em um encontro em Águas de Lindóia e tomar um delicioso chopp servido pelos membros do clube. Como surgiu a idéia de um ônibus para o clube?

Alexandre – Como nos sentimos muito bem em na nossa sede social, decidimos levar esse sentimento a todos os encontros que vamos, através do ônibus que é a nossa sede móvel.
Dentro dele temos banheiro limpo, um bom áudio e vídeo, e claro,muito chopp gelado…

Que viagens vocês têm feito? Nos conte um episódio marcante a bordo dele.

Alexandre – Estamos viajando regularmente, com os familiares, até o Uruguai, para fazer algumas comprinhas e passar momentos de descontração e alegria a bordo do ônibus.
O fato marcante foi o dia da primeira viagem de São Paulo até Novo Hamburgo.Estávamos muito eufóricos e ao mesmo tempo apreensivos por ter que dirigir, pela primeira vez, um patrimônio de grande valor.

Placa Preta: o assunto mais polêmico no meio antigomobilístico. Gostaríamos de ouvir as suas considerações sobre o assunto?

A Expoclassic está entre os maiores encontros de automóveis antigos do Brasil

Alexandre – Ao meu ver, é a coroação ao veículo antigo que atingiu o auge. Por isso que clubes que têm o poder de vistoriar os candidatos a “placa preta”, devem ser muito criteriosos para que não vire uma coisa banal.

Museu da Ulbra: o maior museu de carros antigos da América latina, localizado na cidade vizinha de Canoas e que teve suas atividades encerradas. Para vocês, como foi sentido esse fato?

Alexandre -Foi e sempre será um fato lamentável. Faltou, das autoridades competentes, a sensibilidade em relação ao maior museu da América Latina.
Será que algum dia teremos alguma coisa parecida? Acho que não!

9.gifPessoas a quem gostaria de deixar uma mensagem especial.

     Clubes que têm o poder de vistoriar os candidatos a “placa preta”, devem ser muito criteriosos para que não vire uma coisa banal.

Alexandre – Gostaria de deixar uma mensagem aos jovens, que “cultivem” esse amor ao antigomobilismo para que clubes como o nosso, possam ser dirigidos por pessoas a fim de seguir essa cultura, com novas idéias e ações.

Nossa entrevista está chegando ao fim e deixamos aqui com a palavra o presidente Alexandre Schmitt, a quem agradecemos imensamente pela grande colaboração ao Portal Maxicar.

Alexandre – Quero agradecer a oportunidade em me expressar nesse que é sem dúvida nenhuma o maior e melhor portal do carro antigo do Brasil.
Um grande abraço a todos!

 

Comentários do Facebook

Fatima Barenco

Editora do Portal Maxicar. Emails para essa coluna: fatima@maxicar.com.br

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Novidades dos Classificados